segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Robobee: A mais recente adição à crescente exército de robôs de insetos


Pesquisadores com a Universidade de Harvard John Paulson Escola e Instituto Wyss têm colaborado para criar Robobee, um robô miniatura que pode voar e nadar.
O pequeno robô está também equipado com um ultra - pequeno laser que é controlada através de um sensor embutida porque a máquina é tecnicamente cego.
Para Robobee ver com a percepção de profundidade 3D, uma equipe de cientistas da Universidade de Buffalo estão trabalhando no desenvolvimento da capacidade para o robô para emitir pulsos de luz invisíveis através do uso de um micro - LIDAR para que a máquina pode calcular a distância de objeto nas proximidades.
Os pesquisadores estão usando "a mesma tecnologia que as montadoras estão usando para garantir que os carros sem motorista não colidir com as coisas"; No entanto, esta versão está a ser encolhido para o tamanho de uma moeda de modo que o peso da tecnologia não pesar o robô voador.
Robobee é um dos muitos robôs de insectos a ser desenvolvido.
No ano passado, David Lentink, professor assistente de engenharia mecânica da Universidade de Stanford, explicou como o editor de estudos recentes publicados em drones que novos projetos experimentais estão a tomar a partir de insetos para navegar melhor "ambientes urbanos" complexos.
Os pesquisadores usaram algoritmos complexos para comandar esses drones insetos para voar juntos como os pássaros fazem e siga carros pelas ruas movimentadas.
Lentink disse: Para permitir que os nossos drones voar igualmente bem em vento e desordem, é preciso resolver diversos desafios de controlo de voo durante todas as fases de voo:. Descolagem, cruzeiro e pouso "
Estes aviões não tripulados "pragas" são a ser criado para "aprender a controlar seu vôo através de ambientes urbanos para explorar nossos recursos."
Lentink explicou: "animais voadores podem ser encontrados em toda parte em nossas cidades. De limpeza pombos para moscas de fruta farejadores de álcool que fazem pousos de precisão em nossos copos de vinho, estes animais têm rapidamente aprendeu a controlar seu vôo através de ambientes urbanos para explorar nossos recursos ".
Pesquisadores da Universidade de Stanford está olhando para os padrões de vôo de drones para navegar através de espaços apertados.
Uma equipe de pesquisadores do Instituto Politécnico da Virgínia e da Universidade Estadual (V-Tech) criaram pequenos robôs que usam bastões como seu modelo para voar pelo ar.
Danesh Tafti, professor de engenharia mecânica na V-Tech explicou: "Há um grande interesse nos últimos anos no sentido de tornar os veículos aéreos mico. Nós olhamos para criaturas voadoras para a inspiração. Os morcegos são bastante incomum. Eles têm um monte de flexibilidade e controle muito preciso. Eles podem mover seus dedos e afinar seu flapping. Eu não tenho visto quaisquer aves que podem fazer isso. "
Modelando pequenos veículos voadores robóticos após morcegos abriu oportunidades para esses pesquisadores a supor a possibilidade de que essas máquinas poderiam realizar missões de busca e salvamento após um terremoto.
Os robôs são 8 a 12 polegadas de comprimento e pesam de 3,5 a 7 onças.
Eles estão sendo suposto para voar em enxames para fins de busca e salvamento; bem como aplicações militares e caçar terroristas.
Tafti disse: "Ele poderia ter um monte de usos. Pense nisso ser capaz de entrar em espaços pequenos. Eles poderiam voar sozinho ou ser soltou em um enxame, comunicando-se entre si e compartilhamento de informações. "
No North Carolina State University (NCSU), os investigadores estão a desenvolver centenas de baratas cyborg que correr e ajudar respondedores sala de emergência com contenção depois de um terremoto, desastre reactor nuclear ou vazamento químico.
Esta pesquisa será apresentada na Conferência Internacional sobre Robots e Sistemas Inteligentes (ICIRS) no próximo mês.
Esses insetos-infundido robô irá fornecer o pessoal de emergência de "uma imagem rápida do meio ambiente" para o acesso se os seres humanos devem ser autorizados ou se os riscos para a sua segurança são muito grandes.
Edgar Lobaton, professor assistente de engenharia elétrica na NCSUexplicou: "Eles têm o seu próprio comportamento, a sua própria programação da natureza. Estamos explorando esse movimento aleatório para trabalhar em nosso favor. "

FONTE:
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui ou deixe sua opinião.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Sobre Mim

Minha foto
UMA PESSOA SINCERA, TEMENTE A DEUS E SERVO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. INTIMIDADE ALÉM DAS APARÊNCIAS!!!! APOIO OS SEGUINTES LINKS: (www.observandoanovaordem.blogspot.com/) (www.simceros.org/) CANAL OTANERY1, DO YOU TUBE.

Blogger Themes

Total de visualizações de página

Seguidores deste canal

Arquivo Geral do Blog

Minha lista de Sites e Blogs Parceiros

Translate this page

Receba notícias em seu e-mail

Hora Certa

Elite Maldita

Subscribe here to get our newsletter in your inbox, it is safe and EASY!

UOL AFILIADOS

LOMADEE.COM

LOMEDEE.COM