Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Vacinas estão com vírus mortal sendo inoculados em seres humanos, afirma pesquisadora, presa após descobrir à verdade

Related image

Se você é uma daquelas pessoas que acreditam piamente no sistema de saúde da nossa sociedade, fico feliz por ter chegado até aqui no Coletividade Evolutiva, pois a partir desse artigo, acredito que você irá repensar os seus conceitos. Sabemos que as grandes corporações fazem qualquer coisa para obter lucros, tais qual, se elas se veem ameaçadas por um novo advento, que possa prejudicá-la, logo tenta comprar do seu inventor, tal qual se não o vende, logo é perseguido, intimidado processado e até mesmo morto.Recomendado: Pesquisa do governo confirma que surtos de sarampo são transmitidos pelos vacinados.

Cientistas que verdadeiramente realizam estudos e querem provar a sua real ciência, é um bom exemplo disso, esses cientistas não compráveis, são muitas vezes "persuadidos" a retratar seus estudos, ou são oferecido subornos, ou outros benefícios para se distanciar ou mesmo destruir seus dados, e até mesmo são ameaçados de ser presos ou, se um processo legal for muito difícil de ser inventado contra eles, as corporações simplesmente acabam com a vida deles de forma a não deixar rastros. Recomendado: Vacina MMR é investigada, e os resultados são perturbadores;

Recomendado: O CDC admite que 98 milhões de pessoas receberam o vírus do câncer através da vacina poliomielite.

Tão é essa verdade, que o fato aconteceu com a pesquisadora Dra, Judy Anne. Mikovits, PhD, ao qual em uma entrevista no vídeo abaixo, ela conta que foi jogada na prisão por ter realizado pesquisas que levaram à descoberta de retrovírus mortais em quase todas as vacinas. transmitida a vinte e cinco milhões de americanos por meio de vacinas humanas - e mais de 50 milhões de brasileiros por deixarem inocularem esses vírus em seus corpos com as supostas imunizações de massa.

O QUE ACONTECEU COM JUDY ANNE MIKOVITS

Já bem conhecida pelo o seu trabalho no Instituto Nacional do Câncer dos EUA como pesquisadora do câncer, a Dr. Judy Anne Mikovits trabalhou com retrovírus humanos como o HIV. Seu trabalho se concentrou na pesquisa de imunoterapia. Em 2009, ela estava trabalhando em autismo e doenças neurológicas relacionadas. Ela descobriu que muitos dos participantes do estudo tinham câncer, distúrbios do neurônio motor e síndrome da fadiga crônica (SFC). Ela acreditava que um vírus pode ter sido responsável por esses sintomas, e através de sua pesquisa, ela isolou os vírus que vieram a vir de camundongos.

Parecia um vírus, cheirava a vírus, um retrovírus, porque esses são os tipos de vírus que perturbam o sistema imunológico. E vários outros investigadores na década de 90 tinham realmente isolado retrovírus dessas pessoas, mas o governo os chamou de "contaminantes", que eles não eram reais e que eles não tinham nada a ver com a doença. Bem, nós isolamos uma nova família de vírus que foram chamados de vírus relacionados ao vírus da leucemia murina xeno trópica. Então, esses vírus eram vírus da leucemia murina, vírus do mouse.

Então, daqui a dois anos, nosso artigo publicado em uma das melhores revistas científicas do mundo em Ciência , 8 de outubro de 2009. Geralmente isso faz carreira, no meu caso, acabou minha vida como cientista.

Vírus inoculados através de vacinas

O artigo da Dra. Judy Anne Mikovits, por si só, não trouxe imediatamente a ira da poderosa indústria farmacêutica. No entanto, quando um artigo publicado dois anos depois fez a conexão entre esse novo vírus e vacinas, então os achados da pesquisa de Judy Anne Mikovits se tornaram muito perigosos para o Estado Profundo controlador. Aqui está como Judy Anne Mikovits explica isso no vídeo:


Assim, em 2011, outro pesquisador de AIDS em uma revista chamada Frontiers in Microbiology (Fronteiras em Microbiologia) escreveu um artigo que realmente me custou muito; Eu não sabia que ele iria escrever este artigo, mas basicamente dizia que a maneira mais provável de que esses vírus relacionados à leucemia murina, esses tipos de vírus, entrassem em seres humanos, era através de vacinas .

Então, quando nós começamos as vacinas? 1953, 1934, bem na década de 30 com a poliomielite, e o que estávamos fazendo para atenuar , para tornar o vírus menos patogênico, menos tóxico, é que passávamos por cérebros de camundongos, e todo cientista que trabalha com esses vírus, e trabalhou no Instituto Nacional do Câncer, reconheceu a possibilidade de que se você juntar tecidos humanos e tecidos de camundongos, a possibilidade é que você vai pegar um vírus que é silencioso, no mouse, isto é, não machuca o rato, mas mata o humano, ou causa uma doença grave no ser humano. Relacionado: As vacinas que contém todos os vírus causadores de doenças estão sendo desenvolvidas secretamente.

ESTADO PROFUNDO USA SUAS ARMAS

Então não demorou muito para que as implicações do documento se tornassem claras e o Estado Profundo percebesse a ameaça que estava sendo colocada à indústria de vacinas, e seus objetivos globais de redução populacional intencional através das vacinas, e imediatamente ativaram todo tipo de mecanismos de distorção da verdade e manipulação para encobrir os fatos da realidade social.

Fui demitida, presa, sem justa causa, sem audiência, sem nenhum direito civil, 18 de novembro de 2011 .

Ela foi presa sem mandato e mantida na prisão por 5 dias sem a oportunidade de fiança como fugitiva da justiça, e recebeu uma ordem de ficar em silencio de 4 anos. Sua carreira foi destruída. Sua história está documentada no livro Plague:A intrépida busca de um cientista pela verdade sobre retrovírushumanos e síndrome de fadiga crônica, autismo e outras doenças .

Ironicamente, o FDA aprovou agora um protocolo de testes para detectar retrovírus no suprimento de sangue dos EUA, que vale milhões de dólares e, em grande parte, baseado na pesquisa da Dr. Judy Anne Mikovits, mas está sendo administrado pela Grande pharma. Assim, enquanto esta cientista ilustre está falida e sem emprego, outros estão supostamente capitalizando em sua pesquisa para ganhar milhões de dólares para limpar o suprimento de sangue dos EUA, ou até mesmo fraudar as provas concretas da doutora Judy.

Os denunciantes em todos os campos do esforço humano precisam obter a atenção e o apoio da Comunidade Desperta. Pessoas corajosas como a Dra. Judy Anne Mikovits nos mostram que é possível manter sua integridade mesmo sob uma tremenda pressão sendo derrubada pelo Estado Profundo. Precisamos ouvir e proliferar suas histórias, pois elas nos fornecem importantes sabedoria sobre a maneira como o mundo realmente funciona e nos ajudam a distinguir entre aqueles que buscam a verdade e aqueles que a escondem. Vamos todos trabalhar juntos para continuar a remover os véus do engano em nosso mundo.

Vídeo legendado





FONTE:
Share:

Amazônia poderá abrigar um estado narco-terrorista islâmico, diz especialista


A jornalista venezuelana Maibort Petit divulgou recentemente informações do oficial venezuelano Daniel Archer, que denunciam a criação de um estado paralelo em regiões da floresta amazônica venezuelana com a participação de organizações terroristas islâmicas e narcotraficantes. Uma “faixa de Gaza” prestes a explodir em plena América Latina.

Especialistas em direito internacional, como Pablo Garay, que também presta assessoria jurídica para as Nações Unidas, a atividade de radicais islâmicos com traficantes importa métodos de terrorismo de grupos como ETA e IRA, além do ISIS. Garay menciona a estreita ligação do governo da Venezuela com Jihadistas, já mencionada por veículos como o The New Your Times e a própria Revista Sociedade Militar do Brasil.

A exploração do comércio ilegal de minério compõem uma mistura explosiva, segundo Garay, que favorece a criação de uma nova região de conflito transnacional, trazendo consequências trágicas para todo o continente.

Daniel Archer, militar que desertou do Exército Venezuelano, relata a estranha relação entre oficiais de alta patente e membros do governo de Nicolás Maduro com radicais islâmicos de grupos como o Hezbollah, que operam comércio de minério no país. Revela a existência de grandes laboratórios de refino de cocaína que é enviada em aeronaves oficiais venezuelanas diretamente para Cuba. De lá, a droga é encaminhada para o México, por onde entra nos Estados Unidos.

Tudo isso acontece exatamente no Estado do Amazonas, da Venezuela, região conhecida por manter fronteira com Brasil e Colômbia.

Archer relata:

“É incrível, no Amazonas tem tudo. Você vai para o Yapacana Base, e se vira para o ambiente (na floresta), e vai ver uma cidade construída com tábuas de madeira cobertas com plástico preto e com cordas, tremendos edifícios de madeira onde estão os bordéis, venda de telefones, centros de comunicação com telefonia via satélite, internet. Há tudo o que você pode imaginar, venda de roupas, suprimentos, remédios, tudo é vendido lá…”

Essa situação não parece merecer a menor atenção dos grandes jornais da mídia internacional. Archer conta que cerca de 50% das crianças das tribos indígenas locais têm morrido de inanição nas regiões exploradas por mineradores islâmicos e hordas de garimpeiros brasileiros. Os indígenas deveriam receber recursos do governo, mas estes são desviados por militares corruptos. Os impactos ambientais causados pelo garimpo ilegal são incalculáveis, mas também raramente ou nunca são mencionados pela grande mídia mundial.

O ex-oficial cita locais isolados como Santa Bárbara del Orinoco, que sequer aparecem no google maps, comenta também sobre a facilidade com que balsas e equipamentos ilegais de mineração, como as perversas bombas de sucção, matracas e balsas, chegam pelo rio até os pontos de exploração de mineradoras ligadas a grupos estrangeiros.

Um oficial da Marinha do Brasil que trabalhou na região por muitos anos, disse ao site Sociedade Militar sobre a forte possibilidade do surgimento de uma nova área de conflito caso a situação não for administrada. O oficial, que não quis se identificar, enfatizou as peculiaridades de uma região que tem fronteiras tênues.
Teríamos uma “faixa de Gaza” na fronteira com o Brasil e a Venezuela?

Para o suboficial, o problema é grave, pois mesmo uma intervenção militar na região poderia ser desastrosa, já que não seria possível pela via militar desmantelar todo o gigantesco aparato militar-narco-criminal montado na região da fronteira com Brasil e Venezuela.

“Eles não são ingênuos, estão se preparando para isso, armazenando armas, suprimentos, tecnologia. Chavez e Maduro construíram a cúpula que hoje comanda as forças armadas, não tem como colocar as mãos em todo mundo e é quase inevitável que o país se dividiria no mínimo em dois”, disse o oficial brasileiro.

“Possivelmente veríamos surgir um novo narco estado em diuturna busca de retomar o controle do país. Isso custaria muitas vidas a longo prazo e teria potencial de crescer, agregar novas bandeiras de reivindicação e se espalhar por toda a região, atraindo para a amazônia toda gama de insatisfeitos, todo mundo que se acha revolucionário de esquerda: Tupamaros lá do Sul, gente da Colômbia, obviamente, militantes do MST do Brasil. Por lá já tem de tudo, desde gente do Hezbolah a guerrilheiros do ELN a traficantes de drogas de vários locais da América do Sul. seria o paraíso – ou inferno – da esquerda nos trópicos. E com o apoio dos cubanos, é lógico. ”, diz o oficial.


FONTE:
Share:

Controle dos Rothschilds na Amazônia



Este artigo foi replicado por solicitação de leitores associados ao MBF (Movimento Brasil Futuro).

O General Durval Nery, é conselheiro do CEBRESe comandou por vários anos um Batalhão de Forças Especiais na Amazônia. Sendo um profundo conhecedor do território amazônico, o General foi entrevistado por um programa privado de entrevistas onde descreve e relata a grave situação que envolve a soberania brasileira na Amazônia.

Segundo afirmações do General, há na Amazônia cerca de 100 mil ONGs estrangeiras fomentando órgãos internacionais sobre as “queimadas” na Amazônia. Segundo as ONGs, há um território de 5 milhões de metros quadrados que vem sendo devastado de forma criminosa e irresponsável pelo governo brasileiro. O General desmente a versão das ONGs e afirma que as áreas queimadas não estão dentro da Amazônia legal e sim nas áreas periféricas.

Ainda segundo o General, os criadores de gado brasileiro que margeiam a Amazônia, não alimentam seu gado com ração estrangeira da Monsanto e sim, comem grama natural. As queimadas são tradicionais nestas áreas, pois servem segundo o General, para a renovação da grama. Não há nenhuma queimada dentro da Amazônia afirma o General. O objetivo destas ONGs é desestabilizar o governo brasileiro e provocar uma reação de órgãos internacionais para provocar uma intervenção internacional na Amazônia. Por trás estão grupos ligados a família dos Rothschilds que almejam se apossarem da Amazônia para explorarem seus recursos naturais.
“Minha família vale 500 milhões de dólares.”, Jacob Rothschild.

A ONG inglesa WWF é financiada por Jacob de Rothschilds, por George Soros e pela Fundação Ford. Segundo o General, esta ONG está por trás da tentativa de patrocinar a intervenção da Amazônia e consequentemente entrega-la em detrimento e benefício de grupos estrangeiros. A WWF brasileira recebeu do PSDB do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, autorização federal para atuar em território brasileiro a partir de 1996. Nesta mesma ocasião Fernando Henrique Cardoso assinou a OIT 169 que dispunha sobre o desmembramento da Amazônia em 217 micro Nações Indígenas. Coincidências?

O golpe da OIT 169 iria desmembrar a Amazônia do restante do Brasil e facilitaria a ação de grupos internacionais na exploração de recursos naturais da Amazônia. A ingenuidade dos índios seria explorada de forma gananciosa por espertalhões como os Rothschilds e seus comparsa globalistas. Quanto será que FHC e o PSDB teriam levado por baixo dos panos para entregar a Amazônia para seus parceiros socialistas fabianos e permitir a farsa mentirosa da ONG WWF?

Segundo o General, esta ONG financia o MST, grupos guerrilheiros e incita a invasão e o desmembramento da Amazônia. Membros desta ONG orientam os índios brasileiros a reivindicarem suas terras e nações através da FUNAI. O General afirma ainda que esta ONG financia outras ONGs e promove a lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e de armas dentro das reservas indígenas demarcadas por Fernando Henrique Cardoso em 1996. FHC é presidente de uma Comissão Global pela Liberação de Drogas. Esta entidade é patrocinada por George Soros. Soros segundo a CIA, trafica armas e drogas na fronteira do Brasil com a Bolívia e mantêm uma fazenda de 500 mil hectares em território boliviano com plantação de maconha, haxixe e folha de coca.

Para facilitar a ação de capangas de Soros, FHC desmobilizou postos militares na fronteira do Brasil com a Bolívia e promulgou uma Lei de porte para usuários e consumidores de drogas. Esta Lei de autoria do PSDB permite que usuários transportem drogas para seu consumo sem que haja intervenção policial. A Lei também impede a prisão de usuários que estejam usando drogas em áreas públicas. As manobras de FHC para facilitar o tráfico e a ação de seus parceiros traficantes, fez crescer o número de drogados e de vítimas do tráfico no Brasil. A cracolândia só existe em SP graças a Lei tucana. A área continua sendo preservada pelo governo Alckmin e pela prefeitura Doria.

“O objetivo dos concorrentes é prevalecer, e não o de preservar a concorrência nos mercados.”, George Soros.

Foi à partir de 1996 que traficantes passaram a adquirir armas de guerras, fuzis e metralhadoras para defender seus territórios e suas “bocas de fumo”. Soros vendia drogas e armas nas favelas do Brasil e enriquecia ás custas do sofrimento de milhares de famílias. O consumo e o tráfico de drogas no Brasil crescerem de forma assustadora entre 1996 e 1998. Antes a PF apreendia no máximo 30 ou 40 quilos de drogas. A partir de 1996 passaram a ser toneladas e mais toneladas de drogas e entorpecentes. Quanto será que FHC e os tucanos receberam ou recebem do tráfico?

Segundo o General, há 276 mil ONGs no Brasil e 100 mil delas estão na Amazônia. Somente no governo do PSDB, cerca de 180 mil ONGs foram criadas no Brasil. Grande parte delas serven para lavar dinheiro da corrupção. Duas ONGS ligadas ao PSDB foram alvos de uma CPIabafada pelos tucanos. Ambas estavam envolvidas com doleiros uruguaios e lavavam dinheiro desviado dos cofres públicos. Outras duas ONGs ligadas a FHC desviavam verbas federais. Uma delas era dirigida por Ruth Cardoso e segundo a CPI, desviou R$ 220 milhões dos cofres públicos.

Na entrevista o General afirma que as ONGs foram denunciadas em 1996 pelo General Maynard Marques de Santa Rosa que foi secretário de assuntos estratégicos do ministério da Defesa. Outro General, Augusto Heleno Pereira, também fez denuncias e duras criticas as ONGs, ao Governo Federal e as políticas adotadas pelo Estado na região. O Brasil está sendo invadido de forma criminosa por grupos estrangeiros e com o patrocínio do PSDB e do governo federal. Segundo o General, há uma guerra programada de origem externa que visa dominar e se apossar da Amazônia.

Na Amazônia existem metais e pedras preciosas, ouro, manganês, diamantes, nióbio, Urânio e petróleo. Segundo o General, nos anos 80, a New Steel mineradora americana garimpou 40 milhões de toneladas de manganês no Amapá. A empresa que pertence ao filho do ex-presidente americano Roosevelt, faturou bilhões de dólares até o ano de 1992. Para o Brasil restou os buracos das escavações e prejuízos trabalhistas, ambientais, econômicos e sociais. O General afirma que 98% do nióbio do mundo está na Amazônia. O nióbio é usado como condutor em celulares, computadores e até em turbinas de aviões. A extração ilegal e o contrabando causam prejuízos bilionários ao Brasil.

O General afirma que esta guerra assimétrica tem o intuito de desestabilizar o Brasil. Esta guerra vem sendo patrocinada por organizações não governamentais e ONGs que se infiltram no governo com seus milhões de dólares. O objetivo principal é fazer com que o Brasil perca seus direitos sobre seus recursos minerais e principalmente sobre a Amazônia. O General relata ainda que em 1999, 35 garimpeiros brasileiros teriam sido assassinados por homens ligados ao Illuminati Jacob Rothschilds. A empresa de Rothschilds recebeu carta branca e isenções fiscais do PSDB e de FHC para explorar minas de diamantes em território Amazônico. Se beneficiando da Lei Kandir, promulgada por FHC e sua turma de bandidos do PSDB, a Rothschilds fatura cerca de R$ 6 bilhões de dólares anuais explorando e contrabandeando diamantes do Brasil. Segundo o General, os Rothschilds extraem toneladas de diamantes dentro das reservas indígenas e contrabandeiam o produto para fora do Brasil.

A empresa Rothschilds manda no local e não permite a entrada de nenhum brasileiro na área de reserva. A mina é considerada a segunda maior do mundo. Ainda segundo o General, na reserva Raposa do Sol em Roraima há outra mina de diamantes sendo explorada pela Rothschilds, esta sim, considerada a maior do mundo. Os Rothschilds garimpam toneladas de diamantes desta reserva e faturam bilhões de dólares à custa do povo brasileiro. O governo de FHC demarcou a área e a declarou como reserva indígena em 1996. Vários produtores e colonos que habitavam as terras demarcadas por FHC, foram expulsos destas áreas. Desta forma, FHC possibilitou o controle da Rothschilds dentro das reservas demarcadas. São eles que mandam na Amazônia.

Inclusive há uma bandeira estrangeira hasteada dentro da reserva. É como se estas áreas pertencessem aos Rothschilds e não ao Brasil. Indignado com a ousadia, um General brasileiro mandou tirar a bandeira do mastro. Um dos empregados de Rothschilds se dirigiu ao General e disse para não tirar a bandeira estrangeira, pois quem PAGA mais tem o direito de colocar a bandeira que quisesse. Uma vergonha! Quem paga mais e para quem? Quanto será que FHC, o PSDB e os demais comunistas estão levando por baixo dos panos para permitir esta invasão e o saque de nossos recursos minerais?

O General relata ainda que grupos ligados à Rothschilds e as ONGs, estavam dentro da Selva brasileira preparando uma emboscada. Militares brasileiros de um Comando de Batalhão de Selva de Santa Isabel faziam uma inspeção na área de um igarapé quando avistaram um homem louro armado de fuzil. Com o homem louro estavam mais 3 elementos escondidos dentro da selva, todos armados e preparados para a emboscada. Os intrusos pensaram em abrir fogo contra os militares brasileiros, mas como estavam em menor número, desistiram.

O fato se deu dentro de uma área yanomami. O grupo de 4 invasores embrearam selva à adentro para escapar do batalhão brasileiro e desapareceram dentro da selva. Os militares brasileiros não podiam entrar na área, demarcada como reserva ambiental. A proibição está na Lei de demarcação criada por FHC e sua turma de bandidos do PSDB. Apenas com a autorização de um Juiz Federal, o Exército brasileiro poderia agir dentro da reserva. Ou seja, dentro do próprio Brasil. Os invasores podem hastear bandeiras estrangeiras, contrabandear drogas, armas e diamantes, lavar dinheiro, matar garimpeiros e armar emboscadas dentro das reservas brasileiras, já o exército brasileiro não, este precisa pedir autorização.

O Comandante do Batalhão que dirigia a operação na selva foi então à Juíza de Santa Isabel, pedir uma autorização para ingressar dentro da reserva. Quando o batalhão voltou ao local subindo o Igarapé, o coronel que comandava a missão encontrou uma pousada protegida por 15 homens, todos ex-militares americanos. Um deles foi identificado por um oficial como sendo um dos emboscadores. O coronel ao se dirigir ao identificado foi confrontado de forma grosseira. Todos agiam como se fossem donos e propietários da área.

O local é rico em nióbio, ouro e diamantes. Segundo o General a pousada serve na verdade de fachada para o contrabando de nossos recursos minerais. Haviam botes motorizados e um hidro avião no local para transportar o contrabando. O próprio General Durval Nery foi impedido de trafegar de Manaus à Boavista, sendo impedido por grupos armados nas Estadas. Mesmo se identificando como General do Exército brasileiro, o General não pode seguir seu caminho pela reserva. Somente com autorização da Justiça, disse. A demarcação das terras indígenas foi regulada pelo Decreto nº 1 775/96 de Fernando Henrique Cardoso. Uma das etapas previstas no procedimento de demarcação foi à desocupação da terra por não índios. Centenas de famílias de lavradores brancos foram expulsos do local e jogados na estrada com a roupa do corpo. Muitos nem receberam indenizações do Estado.

A Monsanto citada acima é a mesma que inventou o Napalm, a bomba incendiária usada no Vietnã pelos americanos. A Monsanto também inventou o esfoliante amarelo que contaminou milhões de inocentes na guerra do Vietnã. Todos morreram de câncer. A Monsanto tem a participação acionária de David Rockefeller e dos Rothschilds. A empresa também foi responsável pela doença do “mal da vaca louca”. A Monsanto fabrica ração animal para gado e usa restos de vários animais mortos e infectados. Cães, gatos, porcos, aves e outros animais, todos em estado de putrefação, são moídos e triturados em grandes máquinas e depois industrializados como ração para gado. A ração é comercializada nos EUA e na Europa. No Brasil os produtores brasileiros não usam este tipo de ração industrializada e sim grama natural.

Os Rothschilds são donos de quase 50% de todas as indústrias, bancos e empresas no mundo. No Brasil são donos das operadoras de telefonia e exploram nossos recursos naturais como ferro, alumínio, manganês, calcário, pedras, nióbio, ouro e diamantes. Eles são donos da CSN e de mais 120 empresas estatais que foram privatizadas pelo governo do PSDB. Os Rothschilds são donos também da Samarco, a mesma mineradora que causou os estragos ambientais em Marina e em boa parte do Brasil.

A Samarco explora a Lei Kandir, ou seja, não paga impostos municipais ou estaduais e sim um imposto federal. A empresa pagou uma multa ao governo federal pela tragédia ambiental, mas não gastou um centavo sequer em indenizações às vítimas da tragédia e muito menos indenizou os municípios atingidos pela lama. A família mais poderosa do planeta recentemente passou a controlar dois aeroportos brasileiros e está de olho no aquífero brasileiro e nas hidroelétricas. Se agirem como já agem dentro das reservas brasileiras, logo, logo, teremos que pedir permissão e pagarmos caro aos Rothschilds para podermos viajar, beber nossa água e usar nossa energia elétrica. A Lei criada pelo PSDB se constitui um crime de lesa pátria e beneficia apenas exploradores internacionais. Os prejuízos aos municípios são devastadores. A sociedade brasileira é quem paga por todos os prejuízos tributários causados ao Brasil por esta Lei.

O PSDB é um partido representante da Nova Ordem Mundial e disseminador da desgraça socialista que se abateu sobre o Brasil. Os globalistas que financiam o PSDB são os mesmos que se apossaram de nossa Amazônia e que querem se apossar do Brasil. O partido de FHC adota a mesma prática nazista de descriminação e não aceitam negros, evangélicos, pobres ou homossexuais como membros. Essa é uma regra Illuminati, No entanto, os tucanos são responsáveis no Brasil pelo homossexualismo, casamento gay, ideologia de gênero, marxismo cultural, racismo, feminismo, ateísmo, liberação de drogas, pedofilia, legalização da prostituição, desmilitarização, desarmamento, controle do sistema eleitoral, Marco Civil na Internet, Imigração, aborto, estupro e estatuto do menor. Essas transgressões sociais são financiadas pela Open Society, pela Fundação Rockefeller, pela Fundação Ford e pelos Rothschilds. Todas fazem parte da Agenda Global pelo controle e escravização do planeta. É o PSDB e não o PT, o agente financiador do AVAAZ, da Veja, da Mídia Ninja, dos movimentos de rua, sites e blogs.

O PT é apenas uma quadrilha de bandidos e ladrões, e não passa disso. O partido de Lula foi manipulado pelo PSDB e pelo comunista Fernando Henrique Cardoso, assim como todos os demais partidos. A Agenda Global é disseminada no Brasil pelos tucanos e consequentemente, repartida com os demais partidos. Todos recebem sua fatia do bolo para VENDER e DESTRUIR o Brasil. Os socialistas fabianos são responsáveis por todas as desgraças mundiais. A Ordem dos Fabianos é controlada pelos Illuminati e pela maçonaria vermelha e são eles que financiam as guerras, as epidemias, as doenças, mortes, terrorismo, conspirações, assassinatos, satanismo e golpes de Estado no planeta. O PSDB é a identidade do mal, o partido satânico que corrompe e destrói o Brasil. Bando de porcos!

Escrito por Politicamente Irado.
Publicado originalmente no Facebook do autor, em 28 de março de 2017.


Em complemento, assista ao vídeo no qual o próprio General Durval Nery expõe a problemática descrita neste artigo:






FONTE:
Share:

Pessoas que Tomam a Vacina contra Gripe Emitem 630% Mais Partículas de Vírus da Gripe no Ar

Image result for PESSOA ESPIRRANDO NO LENÇO

Um novo estudo científico publicado na revista Proceedings of National Academy of Sciences (PNAS)descobriu que pessoas que tomam a vacina contra a gripe emitem 630% mais partículas de vírus da gripe no ar, em comparação com indivíduos não vacinados. De fato, esta descoberta documenta evidências de que as vacinas contra a gripe espalham a gripe, e que a chamada “imunidade de rebanho” é um embuste médico porque “o rebanho” é realmente transformado em portadores e disseminadores da gripe.

A descoberta explosiva está documentada em um estudo intitulado Vírus Infeccioso na respiração exalada de casos sintomáticos de gripe sazonal de uma comunidade universitária. Os autores do estudo são Jing Yan, Michael Grantham, Jovan Pantelic, P. Jacob Bueno de Mesquita, Barbara Albert, Fengjie Liu, Sheryl Ehrman, Donald K. Milton e EMIT Consortium.

Detalhes deste estudo bombástico foram revelados por Sayer Ji no site científico Green Med Info, um site que está rapidamente se tornando uma das fontes mais autorizadas do mundo em análise inteligente da ciência real. O Green Med Info publicou 500 estudos que documentam os efeitos adversos (e lesões) das vacinas. Encontre essa lista extensa neste link.



630% mais partículas de vírus da gripe em aerossol liberadas por indivíduos vacinados

O estudo, que examinou 355 voluntários que estavam doentes com sintomas semelhantes aos da gripe, descobriu que pessoas que receberam previamente vacina contra a gripe emitiram quantidades muito mais altas de partículas do vírus da gripe que podem infectar outras pessoas. Do estudo:

O RNA viral fino de aerossol também foi positivamente associado à vacinação contra influenza tanto na temporada atual quanto na anterior… Fornecemos evidências esmagadoras de que humanos geram aerossóis infecciosos e dados quantitativos para melhorar os modelos matemáticos de transmissão e intervenções de saúde pública… Nossa observação de uma associação entre vacinação repetida e aumento da geração de aerossóis virais demonstraram o poder do nosso método, mas precisam de confirmação.

Surpreendentemente, descobriu-se que as pessoas que receberam a vacina contra a gripe emitem 6.3 vezes (ou 630%) o número de partículas do vírus da gripe emitidas por indivíduos não vacinados.

Isso significa - prepare-se para essa percepção - que a maneira mais responsável de evitar infectar outras pessoas é EVITAR a vacinação contra a gripe.

As pessoas que estão tomando a vacina contra a gripe, em outras palavras, são propagadores irresponsáveis da gripe. Eles são os que deixam as outras pessoas doentes, assim como observamos há anos.


“Anti-vacinas” são cidadãos responsáveis ​​porque não espalham vírus e disseminam doenças

Também do estudo:

A vacinação autorreferida para a estação atual foi associada a uma tendência, em outras palavras - apenas para repetir isso - as pessoas que evitaram as vacinas espalharam menos de 1/6 do número de partículas de vírus da gripe em comparação com aquelas que receberam vacinas contra a gripe. Assim, pessoas não vacinadas são aquelas que não espalham a gripe. 

Os "anti-vacinas" são os que protegem as crianças, afinal. No entanto, ouvir propagandistas de vacinas como Jimmy Kimmel dizer que, as pessoas que não tomam vacinas são quase "assassinas de crianças". Essa é a falsa narrativa da indústria corrupta de vacinas pseudocientíficas.

Evidência científica de que a vacina contra a gripe ESPALHA a gripe

Esses resultados revelam a verdade chocante sobre a vacina contra a gripe que poucos ousaram expressar, por medo de serem rotulados como “anti-vacinas”: as vacinas contra a gripe espalham a gripe.

"Claramente, se esta descoberta for precisa e reprodutível, a vacinação contra a gripe pode realmente torná-lo mais propenso a infectar outras pessoas", explica Sayer Ji em seu artigo no site Green Med Info. “Há mais de uma década reportamos a falta de evidência de eficácia da vacina contra gripe (e segurança), baseada em grande parte no fracasso subestimado da Cochrane Database Review para mostrar que são eficazes (e seguras), apesar de centenas de estudos financiados da indústria."

Longe da tática atual da indústria de vacinas, que culpou as pessoas não vacinadas pela disseminação da doença, este estudo revela porque na verdade são crianças e adultos vacinados que continuam disseminando doenças infecciosas. São eles que “derramam” as partículas do vírus da gripe que infectam outras pessoas! (Isso também explica por que surtos de gripe frequentemente ocorrem entre crianças que já foram vacinadas com a vacina contra a gripe).

O boato de “imunidade de rebanho” colapsa em face da ciência real

Além disso, o chamado efeito de "imunidade de rebanho", que muitas vezes é usado para empurrar mais vacinas para todos, foi exposto como uma fraude completa por este estudo. Se as pessoas vacinadas são as mesmas que espalham as partículas do vírus da gripe no ar, então o rebanho está espalhando a gripe, não impedindo.

“Imunidade de rebanho”, na verdade, torna-se “multiplicação da cepa viral de rebanho", uma vez que o rebanho é “armado” em propagadores de vírus da gripe. Isso finalmente explica por que tantas crianças infectadas com gripe (ou sarampo, caxumba e outras doenças infecciosas) tendem a ser as mesmas crianças que foram vacinadas contra essas doenças. As vacinas transformam as crianças em portadoras da doença, infectando outras e contribuindo para a epidemia. Isso, por sua vez, resulta em pânico entre os meios de comunicação, que pede a todos que se apressem e sejam vacinados o mais rápido possível. Dentro de alguns dias, uma segunda onda de infecciosas começa a se espalhar, causada pela própria vacina.

As vacinas, em outras palavras, são disseminadoras de doenças infecciosas que se autoperpetuam. Seu papel na sociedade, como atualmente estruturado, é causar surtos de doenças infecciosas que geram um aumento na demanda por vendas de vacinas. O papel da mídia é crucial em tudo isso, já que é tarefa dos meios de comunicação criar medo e pânico entre os pais, e depois insiste que eles vacinem seus filhos. Isso perpetua a propagação da doença e configura todo o golpe para outra rodada de surtos, pânico e vendas de vacinas.

O marketing das vacinas depende de vacinas que disseminam doenças infecciosas

Enquanto a cocaína e a heroína dependem do vício para o marketing que se autoperpetua, as vacinas realmente causam as mesmas condições que elas prometem prevenir. Cada surto torna-se então outro impulso de marketing, e o ciclo se repete em ondas.

Para manter a fraude médica, qualquer pessoa que ousa citar descobertas científicas legítimas que questionam o dogma da vacina do cartel médico moderno é imediatamente rotulada como “anti-vacina” e marginalizada pela mídia. Assim, as vacinas nunca são submetidas ao escrutínio científico, uma vez que toda ciência que observa os efeitos que combatem o dogma da vacina é marginalizada, atacada ou ignorada. Somente as descobertas que apoiam a narrativa da vacina de pseudociência são “aceitas” pelo establishment médico, garantindo assim que nenhum desafio à segurança ou eficácia da vacina possa ver a luz do dia.

É assim que a indústria das vacinas continua realizando o que muitas vezes tem sido chamado de "holocausto médico", sufocando o ceticismo, a ciência e o pensamento crítico que ousa apontar os riscos associados às políticas de imunização generalizadas.


Fontes:
Share:

Urgente: Google, e o navegador Chrome, em conluio com corporações, bloqueará sites anti-câncer, "anti-vacinas" e anti-OGM


No final de 2020, o navegador Chrome do Google bloqueará automaticamente todos os chamados sites anti-câncer, "anti-vírus" e anti-OGMs, e anti-vacinas, como parte da extrema censura do Google juntamente com o cartel da Monsanto, e da Grande Pharma. Os usuários que desejam visitar sites que expõem os riscos validados cientificamente e os danos potenciais de vacinas, quimioterapias, glifosato ou transgênicos precisarão migrar para navegadores e mecanismos de pesquisa alternativos, já que o mecanismo de pesquisa do Google.com já está eliminando todos os sites dos seus resultados de pesquisa, inclusive o Coletividade-Evolutiva 

Esse esforço para censura, ocultar, e remover paginas inteiras, esta acontecendo em todo o mundo, para suprimir os sites que promovem alternativas de curas naturais, e alertas científicos de saúde, que contradizem as corporações gananciosas, no qual estão trabalhando juntos em um esforço para o chamado Redução Populacional. 

Os únicos sites que serão acessíveis através do Chrome serão aqueles que favorecem e foram "aprovados" pelo o sistema corrupto, para promover medicação em massa, quimioterapia, pesticidas, vacinas, flúor, torres de células 5G e outros venenos que enriquecem corporações poderosas e globalistas, enquanto empurram narrativas falsas e emburrecem a população. 

Esta é a conclusão de uma fonte de alto nível que contou ao Natural News meses atrás sobre a próxima remoção do Google contra sites de saúde orgânica e natural - uma limpeza que acelerou na semana passada com a remoção do Mercola.com e milhares de outros sites de saúde naturais, e que alertam a população sobre o poder corrupto, dos Resultados de pesquisa do Google. 

A situação tornou-se tão insana que agora o Google está empurrando sugestões de pesquisa como quando pesquisar por orgânicos, estão sugerindo“orgânicos é uma mentira”, ou até mesmo não retornando resultados que deveriam ser o tipo pesquisados, sugestões também como “suplementos são ruins.” O algoritmo do Google já foi treinado para afirmar que “OGM são bons” e “quiropraxia é falso.” Veja a prova chocante aqui

As corporações estão pressionando a censura total para manter o público preso em um ciclo de doença, medicação e ignorância 

A guerra contra a saúde e a nutrição está se acelerando e, hoje mesmo, o Wall Street Journal publicou uma peça de sucesso orquestrada contra “Christ Beat Cancer”, enquanto pedia aos gigantes da tecnologia que proibissem todos os sites e conteúdos que discutissem alternativas naturais à quimioterapia e à cirurgia oncológica. A Grande Pharma(Indústria farmacêutica) está por trás da pressão, é claro, para limpar a Internet de todo o conteúdo que ameaça os lucros farmacêuticos ou revela os riscos reais de usar seus medicamentos, vacinas e produtos de quimioterapia.

A única maneira pela qual a Grande Pharma pode manter sua posição de monopólio de mercado, em outras palavras, é se o público for mantido no escuro sobre os perigos da medicação em massa . A censura tornou-se fundamental para o modelo de negócios da Grande Pharma. O conhecimento público é o inimigo dos lucros da indústria farmacêutica e dos governantes. 

Agora, o Google, o Facebook, o Twitter e o YouTube estão indo em coluio com os gigantes farmacêuticos e concordando em se envolver na censura coordenada de informações de saúde natural que possam convencer alguém a evitar produtos farmacêuticos, vacinas ou alimentos saturados de pesticidas. Toda pessoa que come orgânicos ou previne doenças usando nutrição e ervas, afinal, é uma “oportunidade de receita perdida” do ponto de vista dos gigantes farmacêuticos. E para impor o modelo de lucro, os gigantes da tecnologia estão deliberadamente se transformando em guardiões do anti-conhecimento . A pesquisa do Google, por exemplo, não retorna mais informações que contribuem para o conhecimento humano sobre saúde, vacinas ou câncer. Em vez disso, os resultados de pesquisa do Google resultam em anti-conhecimento projetado para evitar que o público aprenda coisas novas sobre saúde, prevenção e cura natural, isso se torna ainda mais perigo para nossos futuros e recentes filhos. 

Ao fazer isso, as grande corporações de tecnologias concordou em cooperar com a Grande Pharma para travar uma online e silenciar todo discurso que contradiz a propaganda e a ciência fraudulenta da indústria farmacêutica, que está mergulhada em uma longa história de fraude científica, suborno de médicos, executando experimentos ilegais em humanos, fixação de preços e muito mais. 

Google pontuará você monitorando usuários que tentam acessar sites "banidos" 

De acordo com nossa fonte, o navegador Chrome do Google também se reportará ao Google quando um usuário logado tentar acessar um desses sites, adicionando uma "pontuação de penalidade social" àquele usuário, espelhando o sistema de pontuação de crédito social da China. Esse sistema de pontuação social será posteriormente usado pelo Google para negar serviços a usuários considerados "indignos de confiança" pelo Google. 

O Google Chrome já está bem documentado como "software de vigilância" que espia seus próprios usuários. Conforme publicado no EvilGoogle.news

Uma nova análise revelou que o Google Chrome está descaradamente espionando seus usuários - e coletando dados sobre eles para criar perfis de seus gostos, interesses e personalidades. Este "software de vigilância" costumava ser o material de pesadelos de ficção distópica, mas agora é a nossa infeliz realidade. 

Geoffrey A. Fowler, colunista do Washington Post, deu uma olhada mais profunda no Google Chrome e ficou chocado com o que encontrou: ele rastreia tudo - incluindo sua localização e até mesmo se você desativar o recurso. Agora é a hora de mudar para um novo navegador da web. 

O que o Washington Post não informou é que o Google está construindo uma "pontuação social" na China para cada usuário, e que acessar sites "não aprovados" que discutem tratamentos de nutrição, orgânicos ou alternativos resultará em uma penalidade para esse usuário. 

A penalidade pode ser usada pelo Google para bloquear o acesso do usuário ao Gmail, ao Google Maps, ao Google Docs, ao YouTube ou a outros sites e serviços do Google. Embora ainda sendudo o naturalnews, não ter informações para confirmar que isso está acontecendo, mas também é teoricamente possível que o Google e o Facebook colaborem no compartilhamento de penalidade para que os usuários com pontuações negativas sejam bloqueados de suas carteiras de criptomoedas do Facebook Libra, por exemplo. 

A humanidade está ameaçada se não fazer nada

Se este é o mundo em que você quer viver, simplesmente não faça nada ... porque esse mundo está sendo construído agora, e se você não resistir, este é o mundo que dominará a sociedade no futuro previsível.

Ou a humanidade poderia escolher se rebelar e derrotar os gigantes da tecnologia. A humanidade poderia declarar guerra aos tecno-fascistas, colocando-os todos offline e restaurando a liberdade para a humanidade. É duvidoso, a propósito, que o governo faça qualquer coisa para deter os tiranos da tecnologia, uma vez que sua censura promove os interesses de corporações globalistas e agentes de poder. Mas, verdade seja dita, até mesmo os funcionários do Google são cúmplices em crimes contra a humanidade.

O que está claro é que, se a humanidade quiser ser livre, o Google e os outros gigantes da tecnologia devem ser eliminados.

Observe que o Google e a Apple estão bloqueando ativamente os aplicativos para a maioria desses sites e serviços alternativos . Tanto o Google quanto a Apple são empresas criminosas envolvidas em esquemas claros de extorsão e monopólio, mas até agora, ninguém do governo federal ousou ir atrás desses gigantes da tecnologia por seu comportamento obviamente ilegal.

Saiba mais em Naturalnews.com.



FONTE:

Share:

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Governo chinês instala aplicativo de vigilância nos celulares de turistas


De acordo com uma investigação feita pelos jornais The Guardian, The New York Times e Süddeutsche Zeitung, oficiais que trabalham na imigração de turistas estão sendo acusados de instalar um aplicativo de vigilância nos aparelhos de quem chega ao país. Pior, tudo sem qualquer consentimento por parte do usuário.

De acordo com os relatos da imprensa internacional, a ação se dá na região de Xinjiang, no noroeste da China. Tido como uma antiga rota comercial entre o Oriente Médio, o território autônomo é uma preocupação para Pequim, já que que faz fronteira com países como Quirguistão, Afeganistão e Paquistão, além de outros cinco países. Quase todos com maioria muçulmana.

No caso, quem atravessa a fronteira entre o Quirguistão e a China é solicitado a entregar seus celulares e senhas de acesso para os oficiais. O aparelho só é devolvido após a instalação de um aplicativo chamado “Fēng cǎi”. O programa funciona como um espião e é capaz de roubar dados de e-mails, mensagens de texto e contatos. Depois de instalado, o usuário não é notificado e o aplicativo fica oculto no dispositivo, o que dificulta sua desinstalação.

A notícia, porém, pode ser menos preocupante para quem usa um iPhone. Isso porque, por ora, apenas celulares com o sistema operacional Android teriam sido afetados.


FONTE:
Share:

Pfizer esconde remédio contra Alzheimer desde 2015 porque lucro é baixo

Reportagem publicada pelo jornal The Washington Post revela que a multinacional farmacêutica Pfizer esconde desde 2015 um medicamento que poderia beneficiar milhões de pessoas que sofrem com a doença de Alzheimer em todo planeta: o motivo: seria uma operação de baixa lucratividade; número de pessoas com a doença no mundo deve chegar a 75 milhões em 2030.


Pfizer esconde remédio contra Alzheimer desde 2015 porque lucro é baixo

247, com Washinton Post e Forum - Uma reportagem publicada pelo jornal The Washington Post nesta quarta (15) revela que a multinacional farmacêutica Pfizer esconde desde 2015 um medicamento que poderia beneficiar milhões de pessoas que sofrem com a doença de Alzheimer em todo planeta porque seria uma operação de baixa lucratividade. O caso ajuda a entender como a lógica do capitalismo aplicada em alguns ramos pode ser daninha aos interesses da população. Segundo a Associação Internacional de Alzheimer, o número de pessoas com a doença no mundo deve chegar a 75 milhões em 2030 e a 132 milhões em 2050. 

O caso remete ao ano de 2015, quando a multinacional farmacêutica Pfizer descobriu que um anti inflamatório para a artrite criado pela empresa, chamado Enbrel, produzia efeitos no cérebro e era capaz tratar e retardar a doença de Alzheimer. Segundo um informe interno da empresa, o medicamento teria o poder de reduzir em 65% os riscos de desenvolver esta doença.

Porém, o custo para se realizar novas pesquisas de laboratório, necessárias para comprovar e inclusive aumentar a eficácia do medicamento no combate ao Alzheimer seria de aproximadamente 80 milhões de dólares, valor que os executivos consideraram um impedimento para seguir adiante, porque não permitiria uma margem de lucro significativa.

Além disso, no caso do Enbrel, se trata de um produto que já não está protegido pela exclusividade da patente, tornando-o mais exposto à concorrência dos genéricos e diminuiria significativamente a margem de lucro calculada pelos executivos da Pfizer, razão pela qual decidiram não só abandonar os estudos como também ocultar a descoberta.

Contudo, uma vez revelado o caso, a empresa soltou um comunicado em que assegura que a decisão de interromper os estudos sobre o Enbrel “se baseou em questões meramente científicas”, uma justificativa que está sendo contestada por diferentes especialistas e acadêmicos. Bobbie Farsides, professora de ética clínica e biomédica da Escola de Medicina Brighton & Sussex, em Londres, comentou o caso para o The Washington Post, afirmando que “ao adquirir o conhecimento e se negar a divulgá-lo àqueles que poderiam ser beneficiados por seus efeitos prejudica as milhões de pessoas, impedindo que elas pudessem ter um melhor tratamento para os seus casos”.

A reportagem do Washington Post ainda informou que lógica é a contrária do que acontece com o Viagra, outro medicamento desenvolvido pela Pfizer, e cujos estudos iniciais visavam encontrar um novo tratamento para a hipertensão. Naquele caso, a companhia decidiu que apostar nos efeitos que o remédio produzia para solucionar a disfunção erétil geraria mais lucro e mudou a prioridade dos estudos.


FONTE:
Share:

O mistério do desastre submarino "Losharik" russo ultra secreto


Pelo menos 14 oficiais navais russos e marinheiros morreram em um fogo em um Top-Secret russo AS-12 submarino de águas profundas na segunda-feira, 1 de julho. Alguns tinha sido premiado com a maior honra militar de "herói da Federação Russa." Mas quando na quarta-feira, o porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov foi convidado para detalhes sobre o desastre, ele recusou, dizendo que informações sobre o navio não seria liberado porque "é classificado" como um segredo de estado para proteger a segurança nacional do país.

Quanto à tripulação, o Ministro da defesa, Sergei Shoigu, divulgou apenas que eles eram "especialistas militares únicos, profissionais altamente qualificados, realizar pesquisas importantes sobre a hidrosfera terrestre.

Nem citei o nome do navio. No entanto, o DEBKAfile fontes militares e de inteligência aprenderam que o trabalho da AS-12 era tão segredo que os funcionários só mencionou o seu apelido: "Losharik", que tem um conotação dupla. Na década de 70, a TV russa correu uma série de animação construída em torno um cavalo composto de pequenas bolas conhecidas como Losharik. O submarino atingido também foi feito de esferas Titanium interligadas.

Mas o departamento mais secreto do Ministério da Defesa russa cujas funções são conhecidas por muito poucos insiders também é referido como "Losharik.". O apelido, portanto, apontou para as missões altamente classificadas do submarino.

Uma premissa é que a embarcação foi acoplada ou em testar uma arma subaquática secreta nova do russo ou em uma operação secreta de encontro a um objeto americano Top-Secret de algum tipo. Sua localização exata quando o fogo estourou e sua causa-se uma explosão ou um ataque-permanecem escondidos. Esta informação pode não vir à tona para os anos que virão. Mas, assim como intrigante é o fato de que, na terça-feira, 2 de junho, quando a liderança russa conheceu urgentemente no Kremlin em conexão com o desastre submarino, os principais funcionários foram também chamados para a casa branca para uma consulta de emergência.

O que Washington tem a ver com o desastre submarino russo? Os dois poderes são evidentemente conluding para encobrir o que aconteceu.



FONTE:
Share:

PLANO MAÇÔNICO DE MISCIGENAÇÃO PARA ELIMINAR A RESISTÊNCIA E FRATURAR A SOCIEDADE.

Plano Kalergi
“O homem do futuro será um mestiço”


O Plano Kalergi é um plano genocida elaborado em 1923 pelo político mestiço Richard Nikolaus Coudenhove-Kalergi junto com seus sócios maçons, precursores da União Européia, para destruir a Europa e exterminar à raça branca, mediante a promoção do multiculturalismo e a imigração em massa de negros, asiáticos, mestiços latino-americanos, ameríndios e muçulmanos com a finalidade de mesclar-los racialmente, produzindo assim, segundo suas próprias expectativas, uma raça mestiça passiva, amansada, previsível e manipulável, de carácter e inteligência inferior sobre a qual pode-se governar eternamente a elite aristocrática judia, pois tal população resultaria incapaz e impedida de organizar-se para rebelar-se, e inclusive dar-se conta de que estão dominados.

Este plano, exposto em 28 teses, está inspirado no domínio humano sobre os animais de granja, os quais, devido a sua inferior inteligencia não podem rebelar-se.

O plano em ação

A invasão imigrante, de acordo aos novos padrões econômicos e a globalização, já se tem produzido e não existe intenção por parte dos governos de abandoná-la por muita crise que aconteça. E ao mesmo tempo se promove a mestiçagem para alcançar o exterminio da raça branca, em todos os países brancos do mundo. Não nos asiáticos, nem africanos, em aonde não há invasão imigrante, senão somente em países brancos.

A invasão se disfarça de progresso, caridade, humanismo, fraternidade, justiça social, igualdade, etc. Mas trata-se de um plano criminoso e impiedoso para destruir os europeus.

A essência do Plano

Em seus primeiros manifestos escritos entre 1923 e 1925, o Plano Kalergi exigia que os judeus tomassem o poder, primeiro na Europa e depois em todo o mundo. O plano se baseia em um racismo judeu utópico e se refere a uma «raça superior» (Herrenrasse) judia. A expressão Herrenrasse, utilizada por Adolf Hitler para descrever a raça ariana, foi usada também por Coudenhove-Kalergi para dar suporte à reivindicação da soberania judia na Europa e no mundo. Também o termo «raça nobre judia» é utilizado constantemente. Com a motivação de criar um império judeu, o plano Kalergi proclama a abolição do direito de autodeterminação dos povos e, posteriormente, a eliminação das nações por meio de migrações alógenas em massa, ou seja, seu despedaçamento interno através de movimentos separatistas “étnicos” como o separatismo catalão ou basco. Para que Europa seja dominável pelos judeus, pretende transformar os povos racialmente homogêneos em conjuntos mesclados de brancos, negros e asiáticos. A estes mestiços lhes atribui crueldade, infidelidade e outras características que, segundo ele devem ser criadas conscientemente porque são indispensáveis para conseguir a superioridadee dos judeus.

O genocídio de brancos foi planejado em 1922 – o Plano Coudenhove-Kalergi.


Muito antes de Hitler, Kalergi compartilhava a opinião do alto rendimento da raça branca, especialmente da sub-raça nórdica, mas, ao contrário de Hitler, não aspirava o favorecimento, conservação e fortalecimento da mesma, senão a sua destruição. Por este motivo, pretendeu influenciar na “Criação”, porque pensava acertadamente que ao cruzar as raças, se eliminariam talentos e características admiráveis de cada uma delas. Apesar de sua valorização positiva desta raça, cria ou planejava seu extermínio únicamente porque dizia necessitar de mestiços fácilmente manipuláveis para quando pudessem governar sobre eles. Na atualidade, encontramos outra palavra nos meios de comunicação americanos quando se referem à colonização do Afeganistão e Iraque, outro dos muitos sinais que provam que a semente de Kalergi segue germinando. Trata-se de nationbuilding e significa algo assim como a criação artificial de nações pelas mãos do homem. Enquanto à idéia de Kalergi sobre o homem cruzado consanguineamente, encontramos grandes conhecimentos sobre a evolução e a criação de raças que em alguns pontos concordam assombrosamente com as investigações de Darwin e as, não elaboradas, teorías do Terceiro Reich. Também a ciencia moderna, impulssinada sobre tudo por Israel, que com a análise do ADN pode distinguir aos judeus de seus primos, os árabes, confirma os conhecimentos de Kalergi sem que se possa averiguar a proveniência de tais conhecimentos.1

O plano de Coudenhove-Kalergi – o genocídio do Povo da Europa, a Agenda 21 e o Prêmio Carlomagno da UE.

Estas são as palavras da UE e ONU.

Quando Tony Blair fez o Reino Unido ‘abrir as fronteiras’ ele o fez por duas razões. Primeiro porque foi uma exigência da União Européia e ele teve de fazê-lo. Em segundo lugar porque ele calculou que a maioria vasta dos imigrantes elegeria o Trabalho e derrotaria por maioria de votos o britânico nativo.

Esta é essencialmente uma pedra que dá passos em direção ao Projeto Wildlands 2014 – 014 da ONU. O Projeto Wildlands para controlar todos os seres humanos e a Agenda 21. Isso é o ultimato em Politrickery.

Duas das coisas mais importantes que um Ser Humano necessita são a terra suficiente (que contém todos os recursos a você e a sua família para sobreviver) e saber a sua linhagem. Este é um plano da UE que deve destruir a sua linhagem, a lealdade de família, a nacionalidade e a etnicidade inglesa. Isto é parte do plano de tirar o poder de discurso da educação aberta do jovem e só ensinar o material ‘revisado’ e politicamente aprovado.

Como Mandelson disse que ‘o experimento democrático na Europa falhou. Devemos nos mover agora sobre a pós sociedade democrática’

Este artigo é uma tradução de um artigo italiano, originalmente publicado em Identità. Também em http://blog.balder.org/?p=404

O objetivo deste plano é destruir as Tribos Brancas da Europa pelo que eles chamam ‘diluição étnica’. Esta é uma teoria de conspiração? Se acha que sim então você deve explicar por que a Merkel e Van Rompuy foi, a ambos concedido pela União Européia, o prêmio de Carlomagno por seus esforços por mover adiante o Plano de Coudenhove-Kalergi.

Richard Coudenhove Kalergi foi o primeiro recebedor do premio em 1950 pelo seu Plano Pan Europeu de eliminação das Tribos Brancas da Europa.

Há uma lista do restante dos outros recebedores abaixo, no fim desse artigo.

“A mesma essência do Marxismo Cultural é o suporte da imigração de massa/fronteiras abertas.”

“A meta final de Marxistas Culturais é o genocídio branco.”

“A justeza política é o Marxismo Cultural.” ver 2015 – 028

“Os Marxistas Culturais assumiram as instituições dos meios de comunicação, educação, cristandade dominante (conservador e liberal), lei, e financiam muitas vezes via o Objetivo Comum 2015 – 013 o Efeito de Objetivo Comum de Rotherham. A sua meta é a aniquilação da Civilização Ocidental em geral e as pessoas brancas especialmente.”

Esse é um plano para restabelecer uma sociedade mundial de Senhores e servos.

Teria sido educado, seguramente, perguntar às Tribos Brancas da Europa se elas queriam ou não ser eliminadas.

Se este plano é bom ou mau não é o ponto. Em uma sociedade livre você deve ser livre para se casar seja quem for que você deseje (com o seu acordo naturalmente). Este plano, contudo, está sendo projetado, orquestrado e implementado por uma sem rosto, irresponsável, arrogante, e autocentralizada elite política, sem consultar o público, estão até dizendo-lhes. Isso dá ao Plano um horizonte muito sinistro de fato, a abertura de Tony Blair da fronteira do Reino Unido a todo o mundo sem ter discutido abertamente no parlamento. Ainda assim está sendo usado pela UE ao que eles chamam a diluição étnica do povo britânico e da cultura desta e de outras nações européias.O seu objetivo último é fazer a UE ser governada por uma elite obscenamente rica, dirigida por uma burocracia mimada. O resto de nós vai ser moldado em um rebanho de gado parecido a um servo amalgamado, a quem pode ser dito o que fazer, quando fazer, como fazer e onde fazer.

Este Plano está sendo implementado no Reino Unido dando a migrantes tratamento preferencial concessão de casas e empregos acima dos nativos britanicos.

Você provavelmente não conseguiria ser mais racista do que isto.

Há também a possibilidade de pesadelo no caso de a grande maioria das pessoas desejaresm casar-se com a sua própria espécie então o jogo de mente da Nova elite de Ordem Mundial pode decidir que eles precisam ter o controle completo de com quem você pode casar-se??? Para conseguir seu objetivo… Sim, bastante possível.

Como Cassius Clay disse: ‘os pombos não voam com os pardais.

Isto deve, naturalmente, ser anunciado nos meios de comunicação britânicos e BBC. A questão sobre isso é não dizer que os meios de comunicação estão inconscientes a respeito, sobre aquilo que seriamente reflete na sua competência, ou na escolha deliberada para não publicar.

O Plano de CK é a razão por trás da oferta de casas e empregos no setor público a migrantes à frente de britanicos nativos.

Contudo para o Reino Unido o influxo súbito de 4 milhões de imigrantes não convidados (pelo público) esmagou a sociedade britânica com exigências de alojamento, escolas, o Serviço de Saúde, distribuição de água, transporte urbano, etc. As facilidades que foram cuidadosamente fundadas junto a muitos anos por 55 milhões e atualmente esgota com 4 milhões extra. A sociedade britânica está sendo reduzida a um matadouro – muito ao divertimento de muitos na Comissão européia.

Mick Greenhough,‘Há muitas caras brancas cristãs na Grã-Bretanha’ disse David Cameron: http://youtu.be/mHqRtLeI_pE (por alguma razão você terá de copiar na linha pois controlam o clique) via @youtube Too many white Christian faces! Pode ser a sua opinião mas em uma sociedade democrática deve ser posto abertamente aos cidadãos e não ser implementado ocultamente.

Cameron também disse que ele quer ver muito mais muçulmanos em posições da autoridade e conseqüentemente um Primeiro Ministro muçulmano.

O Plano de Coudenhove-Kalergi – o Genocídio do Povo da Europa.

Isso soa como a conspiração de um filme de James Bond. Ainda assim, a cada segundo ano a UE concede ‘o Prêmio UE Coudenhove Kalergi’. Este prêmio é dado pelo serviço de destruir as tribos diferentes e as nacionalidades da Europa (e conseqüentemente o mundo) e integrar povos independentes (somente a Plebe) em um comum, indiferente aos povos homogêneos. Seu objetivo é fazer das pessoas comuns os servos dominados por uma obscenamente rica elite que se elegeu a si mesma. O plano de CK não deve ‘diluir’ somente as Raças Brancas mas as Negras e Marrons também. (não difere em nada do Império Romano)

O que afirma que essa não é nenhuma história feita, é confirmado por Vaira Vike-Freberg em 2006, Merkel sendo premiada com o Prêmio UE Coudenhove Kalergi em 2010 e Van Rumpoy em 2012 por seus esforços para assegurar a migração em massa do povo europeu – em particular no Reino Unido. Abaixo há uma lista completa (há dentro da hierarquia da UE um elemento que deseja o Reino Unido e em particular o inglês sendo prejudicado)

A imigração de massa é um fenômeno, cujas causas ainda são inteligentemente escondidas pelo sistema, e a propaganda multicultural está tentando retratá-lo falsamente como inevitável. Com este artigo pretendemos comprovar definitivamente, que isto não é um fenômeno espontâneo. O que eles querem apresentar como um resultado inevitável da vida moderna, é de fato um plano concebido em volta de uma mesa e preparado durante décadas, visando destruir completamente a face do continente.

Você pode pensar que a abertura de Blair das fronteiras britânicas à imigração de massa sem abertamente discutir antes no parlamento foi um ato da Traição contra os cidadãos britânicos. Mas não foi assim – ele cuidou de retirar a lei de Traição revogando-a ocultamente na lei de Desordem e Crime de 1998. Foi mencionada no parlamento mas não claramente e abertamente explicado o seu verdadeiro propósito.

A pan-Europa

Poucas pessoas sabem que um dos iniciadores principais do processo da integração européia, foi também o homem que projetou o plano de genocídio dos Povos da Europa. É uma pessoa obscura, cuja existência é desconhecida das massas, mas a elite o considera como o fundador da União Européia. O seu nome é Richard Coudenhove Kalergi. O seu pai foi um diplomata austríaco denominado Heinrich von Coudenhove-Kalergi (com conexões à família Bizantina do Kallergis) e sua mãe a japonesa Mitsu Aoyama. Kalergi, graças aos seus contatos fechados com todos os aristocratas europeus e políticos, devido às relações do seu pai de diplomata-nobre, e movendo-se nos bastidores, longe do brilho da publicidade, ele conseguiu atrair os chefes de estados mais importantes ao seu plano, fazendo-os sustentadores e colaboradores do seu ‘projeto de integração européia’.

Em 1922 ele fundou o movimento ‘pan-europeu’ em Viena, que aspirou a criar uma Nova Ordem Mundial, baseada em uma federação de nações conduzidas pelos Estados Unidos. A integração européia seria o primeiro passo na criação de um governo mundial. Entre os primeiros sustentadores estão, inclusive os políticos tchecos Tomás Masaryk e Edvard Beneš e o banqueiro Max Warburg, que investiu 60,000 nas primeiras marcas. O Chanceler Austríaco Ignaz Seipel e o seguinte presidente da Austria, Karl Renner, tomaram a responsabilidade de conduzir o movimento ‘pan-europeu’. Depois, os políticos franceses, como Léon Bloum, Aristide Briand, Alcide De Gasperi, etc. oferecerão a sua ajuda.

Com a subida do Fascismo na Europa, o projeto foi abandonado e conseguiu-se que o movimento ‘pan-europeu’ se dissolvesse, mas depois que a Segunda Guerra Mundial, Kalergi, graças à atividade frenética e incansável e o suporte de Winston Churchill, o Alojamento Maçônico Judaico B’nai B’rith e os principais jornais como o Times de Nova York, o plano consegue é aceito pelo Governo dos Estados Unidos. A CIA depois empreende a realização do projeto.

A essência do plano de Kalergi

No seu livro «Praktischer Idealismus», Kalergi indica que os residentes dos futuros ‘Estados Unidos da Europa’ não serão o Povo do Velho Continente, mas uma espécie de sub-seres-humanos, os produtos da miscigenação. Ele claramente afirma que os povos da Europa devem interreproduzir-se com Asiáticos e raças coloridas, assim criando uma tropa multinacional sem qualidade e facilmente controlada pela elite governante.


Kalergi proclama a abolição do direito à autodeterminação e logo a eliminação de nações, utilizando os movimentos separatistas étnicos e a migração de massa. Para que a Europa possa ser controlada por uma elite, ele quer converter o povo em uma raça variada homogênea de Negros, Brancos e Asiáticos. Mas quem é esta elite? Kalergi está particularmente iluminando sobre isto:

O homem do futuro será a raça miscigenada. As raças e as classes de hoje desaparecerão gradualmente devido à eliminação de espaço, tempo, e preconceito. A raça Euroasiática-negróide do futuro, semelhante na aparência aos Egípcios Antigos, substituirá a diversidade de povos e a diversidade de indivíduos. Em vez de destruir o Judaísmo europeu contra a sua vontade, esta gente será refinada e educada, dirigindo-os à sua futura posição como uma nação principal por este processo evolutivo artificial. Não é surpreendente que o povo que escapou da Prisão de guetos, virou a nobreza espiritual da Europa. Assim, o cuidado compassivo dado pela Europa criou uma nova raça de aristocratas. Isto aconteceu quando a aristocracia feudal européia caiu por causa da emancipação dos Judeus [devido às ações tomadas pela Revolução Francesa]





Esse mapa mostra a densidade populacional aproximada referente à tonalidade mais clara ou mais escura da cor de cabelos e de olhos na população européia.

Embora nenhum manual mencione Kalergi, as suas idéias são os princípios de direção da União Européia. A crença de que os povos da Europa devem ser mistos com Africanos e Asiáticos, destruir a nossa identidade e criar uma raça de mestiços única, é a base de toda a política de comunidade que aspira a proteger as minorias. Não por razões humanitárias, mas por causa das diretivas emitidas pelo Regime cruel, para o genocídio intencionado mais sério na história. O Prêmio europeu Coudenhove-Kalergi é concedido a cada dois anos a europeus que sobressaíram na promoção deste plano criminal. Entre os galardoados com tal prêmio estão Angela Merkel e Herman Van Rompuy.

O incitamento ao genocídio, é também a base das apelações constantes das Nações Unidas, que exigem que aceitemos milhões de imigrantes para ajudar com as tarifas de nascimento baixas da UE. Segundo um relatório publicado em Janeiro de 2000 «em divisão Demográfica» Revista das Nações Unidas em Nova York, embaixo do título ‘substituição de Imigração: uma solução para recusa e envelhecimento da população,’ a Europa precisará antes de 2025 de 159.000.000 de migrantes.


Embora o Tibet seja repleto de chineses, isso é genocídio. Embora os países brancos estejam cheios de não brancos, isso é diversidade! (Uma palavra-código para genocídio)

Alguém pode se admirar como pode haver tal exatidão nas estimativas da imigração, embora não fosse um plano premeditado. É certo que a taxa de nascimento baixa pode ser facilmente invertida com medidas apropriadas para apoiar as famílias. É tão claro que a contribuição de genes estrangeiros não protegem a nossa herança genética, mas permitem o seu desaparecimento. O único objetivo dessas medidas é alterar completamente a nosso povo, convertê-los em um grupo de pessoas sem coesão nacional, histórica e cultural. Em resumo, a política do plano de Kalergi foi e ainda é, a base da política do governo oficial apontada para o genocídio dos Povos da Europa, pela imigração de massa. G. Brock Chisholm, o antigo diretor da Organização Mundial de Saúde (OMS), comprova que ele aprendeu a lição de Kalergi bem quando ele diz: ‘O que as pessoas em todos os lugares tem de fazer é limitar os nascimentos e promover matrimônios mistos (entre raças diferentes), isto promove a criação de uma raça única em um mundo que será dirigido por uma autoridade central.’

Conclusões

Se olharmos à nossa volta, o plano de Kalergi parece estar totalmente realizado. Enfrentamos a fusão da Europa com o Terceiro Mundo. A praga do matrimônio interracial produz cada ano milhares de pessoas jovens da raça mestiça: ‘as crianças de Kalergi’. Sob as pressões duplas, desinformação e adormecimento humanitário, promovidas pelos meios de comunicação principais, os europeus estão sendo ensinados a renunciar a sua origem, renunciar a sua identidade nacional.

Os empregados da globalização estão tentando convencer-nos que para negar a nossa identidade, é um ato progressivo e humanitário, que ‘o racismo’ está errado, porque eles querem que todos nós sejamos consumidores cegos. É necessário, agora mais do que em qualquer época, contariar as mentiras do Sistema, despertar o espírito revolucionário dos europeus. Todo o mundo deve ver esta verdade, aquela Integração européia evolui para o genocídio. Não temos nenhuma outra opção, a alternativa é o suicídio nacional.

Nota de Mick Greenhough: Embora as razões pelas quais Kalergi fez as escolhas que fez não nos tenham nenhum determinado interesse, tentaremos responder a uma pergunta que seguramente os nossos leitores já perguntavam: Por que um aristocrata europeu com raízes de Flamengo, Polonês, Greco-Bizantinas e até com algum sangue de samurai nas suas veias (de sua mãe) foi o arquiteto do planejamento e da organização nas mãos de forças escuras? As razões, na nossa opinião, são múltiplas, idiossincrásicas, psicológicas e ….mulheres.

Por isso, observamos uma personalidade com atitudes esnobes fortes, arrogância, e, se me permitem o termo, ‘elitismo degenerado.’ Também, o fato de sua mãe ser asiática, possivelmente criou conflitos internos e frustrações, algo que pode acontecer à pessoas com tal temperamento. Mas o fator mais decisivo deve ter sido a ‘conformidade adolescente’, que a propósito naturalmente, esteve junto dele, e foi a sua primeira mulher (com 13 anos de idade): a Judia Ida Roland, que ficaria depois uma atriz famosa.

A premiação de Coudenhove-Kalergi vai para o Presidente Van Rompuy.


Rompuy ganhou o prêmio Coudenhove-Kalergi (também conhecido como prêmio Carlomagno) pela importante contribuição do genocídio europeu Branco e a escravização…


Herman Van Rompuy.

No dia 16 de Novembro de 2012, foi concedido ao Presidente do Conselho europeu, Herman Van Rompuy, o Prêmio de Coudenhove-Kalergi, durante uma conferência especial em Viena, na celebração dos 90 anos do movimento pan-europeu. O prêmio é concedido a cada dois anos a personalidades importantes por sua contribuição evidente ao processo da integração européia.

Um fator decisivo que o ajudou a ganhar o prêmio foi a maneira equilibrada com que o Presidente Van Rompuy executou os seus deveres na nova posição como Presidente do Conselho Europeu, que foi estabelecido pelo Tratado de Lisboa. Ele manejou este particularmente sensível tema e desempenhou seu papel coordenando com um espírito de determinação e reconciliação, ao mesmo tempo também foi enfatizada a sua arbitragem hábil sobre os assuntos europeus e o compromisso infalível com os valores morais europeus.

Durante o seu discurso o Sr. Van Rompuy descreveu a unificação da Europa como um projeto de paz. Esta idéia, que foi também o objetivo do trabalho de Coudenhove-Kalergi, depois de 90 anos é ainda importante. O prêmio carrega o nome do conde Richard Nicolaus von Coudenhove-Kalergi (1894-1972), filósofo, diplomata, publicador e fundador do Movimento pan-europeu (1923). Coudenhove-Kalergi foi o pioneiro da integração européia e popularizou a idéia de ​​uma Europa federalizada com o seu trabalho.

Entre os vencedores do prêmio, a Chanceler Federal da Alemanha Angela Merkel (2010) e o Presidente da Letônia Vaira Vike-Freiberga (2006), estão incluídos.

Agenda 21 Revelada – Você Precisa Saber Isto

Acrescentado por Lucille Femine no dia 21 de Setembro de 2013. Salvo abaixo de Lucille Femine, Op-editor, Direito Político, Política.

Este não é o website de, nem afiliado de modo algum com, Guardian News e os Meios de Comunicação Empresariais.

AGENDA 21

A agenda 21 é o instrumento principal da Nova ordem Mundial, concebida em 1992 no Rio DeJaniero “na Cúpula da Terra”. O seu nome original, “ Desenvolvimento Sustentável”, começou em 1987 com o Gro Harlem Brundtland, VP do Partido Socialista Mundial. Pesadamente promovido ao público como a salvação deste planeta e de cada ser humano, é tudo menos isso. Tem que ser revelado sem incerteza alguma mas você sabe que está de acordo com os fatos.

Deixando estes dados de lado, eu poderia ser etiquetado como um membro proeminente da ala lunática mas acredito que temos uma obrigação ética de apresentar a verdade, como a vemos. Se eu estiver errado – bem, vou ser envergonhado mas por fim estarei aliviado porque talvez esta insanidade não acontecerá.

Ainda assim, o fato é que cresce a evidência de que este ovo apodrecido chamado Agenda 21 esteve incubando durante algum tempo, sob os nossos prórpios narizes. E ele fede.

Naquela reunião imperiosa, 178 nações assinaram o documento; o Presidente Bush assinou para o seu sucessor Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, uma ordem executiva basicamente exigindo a complacência de cada estado e comunidade com as metas e os planos da Agenda 21 que está sucedendo rápido como política oficial em cada província, cidade e estado.

Termos com uma sonoridade compassiva como “Estabilização Demográfica” e “Desenvolvimento Sustentável” são simplesmente máscaras do objetivo verdadeiro deste plano das Nações Unidas – uma dominação mundial da sua vida e liberdade, basicamente uma conspiração traiçoeira para controlar qualquer e todas as partes da existência.

Segundo os seus autores, a sustentabilidade concentra-se em três coisas: “uso global de terra, educação global e controle demográfico global e redução populacional”. Não soa demasiado mau, não é? contudo, na prática real, essa panela de conceitos de longe foge da sua retórica elevada. ver 2014 – 021 da ONU, o ‘Projeto terras selvagens Solta a sua Guerra contra a Humanidade’.

Os objetivos verdadeiros da Agenda 21, revelados, incluem um fim à soberania nacional; a reestruturação da unidade familiar, que significa basicamente que o estado cuidará das suas crianças, com um olhar severo em direção à doutrinação deles para o controle estatal acima da lealdade de família; a abolição da propriedade privada dos cidadãos, sendo estes obrigandos a se “empilhar e empacotar” em prédios de vários andares, próximos das ferrovias, enquanto os carros não serão permitidos.

É sua intenção também o colapso da vida familiar por incentivos fiscais, tomar as crianças das famílias e proibir os pais de ver as suas crianças.

“Para realizar Um Governo Mundial é necessário retirar das mentes de homens o seu individualismo, a sua lealdade a tradições de família e a identificação nacional.” segundo Brock Chisholm, quando foi diretor da Organização Mundial da Saúde da ONU.

Para mais informação sobre a Agenda 21 ver:
Agenda 21 Revealed – You Need to Know This (Agenda 21 Revelado – Você Tem que Saber Isto)

guardianlv.com/2013/09/agenda-21-revealed-you-need-to-know-this / ‎

21 2013 Sep – a Agenda 21 é um instrumento principal da Nova ordem Mundial, concebida em 1992 no Rio De Janeiro “na Cúpula da Terra.” O seu nome original, “Sustentabilidade…

http://www.amren.com/ar/2011/01/index.html*article1 … ((copiar para o Word, em seguida, clique em control) um artigo excelente, acorda as pessoas!

2 Respostas até 2013 – 043 o Plano de Coudenhove-Kalergi – o Genocídio da Gente da Europa e Agenda 21

Jonathan em 5 de Janeiro de 2014 responde sobre (2014 – 014 o Projeto das terras selvagens para controlar todos os seres humanos e a Agenda 21)

”A abertura de Blair das fronteiras do Reino Unido a todo o mundo sem que isso fosse discutido no parlamento”

Isso não é verdade – os vários instrumentos jurídicos pertinentes não só foram discutidas no Parlamento, mas do Trabalho deu-nos um referendo sobre eles em 1975. A maior parte da legislação em questão é o European Communities Act 1972. Isso não teve nada a ver com o trabalho, mas foi aprovada conforme os Partidos Conservadores.

Deve notar-se que o parlamento é essencialmente controlado pelo Escritório de Gabinete não eleito (2013 – 013 Como o Tratado de Lisboa foi aceito por votação) e os membros do parlamento muitas vezes não têm nenhuma idéia do que eles estão votando.

o s2 (de 1) dele diz “Todos os tais direitos, poderes, responsabilidades, obrigações e restrições de tempos em tempos criados ou resultantes por ou nos termos dos Tratados, e todos os tais recursos e procedimentos de tempos em tempos previstos por ou nos termos dos Tratados, como estão em conformidade com os Tratados sem nova ratificação a ser dada para o efeito legal ou usado no Reino Unido devem ser reconhecidos e disponíveis na lei, ser executados, permitidos e seguidos em conformidade”.


“Os tratados” em questão são os TEEC da época, que provêem o movimento livre de funcionários. As modificações de tratado posteriores foram aprovadas no governo de Margaret Thatcher e John Major e muito discutidas no Parlamento. Thatcher mentiu a alguns dos seus mais antigos membros do gabinete sobre as implicações e as conseqüências da UE.

Como fomos descaradamente enganados pela Heath em 1972 e Crispen Tickell instruiu os membros do parlamento a não discutirem a Comunidade Economica Européia em público ele foi efetivamente um acordo secreto. Dizer agora que deveríamos de conhecido é bastante pérfido. As implicações e as conseqüências não foram explicadas na imprensa.

A Winston Churchill foi concedido este prêmio, mas certamente ele pensou que fosse para estimular a cooperação dos estados da Europa. É bastante improvável que ele estivesse consciente dos objetivos do prêmio Kalergi Coudenhove.


Depois de conceder o Prêmio Carlos Magno 2015 a Martin Schulz, as celebridades se encontraram no palco em Aachen Katschhof. Da esquerda para a direita podem ser vistos: Bernd Büttgens (porta-voz oficial da cidade de Aachen), Armin Laschet (líder do grupo parlamentar da CDU na Renânia do Norte-Vestefália), François Hollande (Presidente da República Francesa), Martin Schulz (Presidente Joachim Gauck (Presidente da Alemanha), D. Felipe VI (Chefe de Estado da Espanha), Petro Poroshenko (Presidente da Ucrânia), Sauli Niinistö (Presidente da Finlândia), Simonetta Sommaruga (Presidente da Confederação Suíça) Hannelore Kraft (Ministro-Presidente da Renânia do Norte-Vestefália), Jürgen Linden (Presidente do Conselho de Administração do Prêmio Carlo Magno da cidade de Aachen).

Os premiados com o Prêmio Carlomagno.

1950 Austria Richard Nikolaus Coudenhove-Kalergi
1951 Países Baixos Hendrik Brugmans
1952 Itália Alcide de Gasperi
A 1953 França Jean Monnet
1954 Alemanha Konrad Adenauer
1956 Reino Unido Sir Winston S. Churchill
1957 Bélgica Paul Henri Spaak
1958 França Robert Schuman
1959 Estados Unidos. George C. Marshall
1960 Luxemburgo Joseph Bech
1961 Alemanha Walter Hallstein
1963 Reino Unido Edward Heath
1964 Itália Antonio Segni
1966 Dinamarca Jens Otto Krag
1967 Países Baixos Joseph Luns
1969 União Européia Comissão Europeia
1970 França François Seydoux de Clausonne
1972 Reino Unido Roy Jenkins
1973 Espanha o Salvador de Madariaga
1976 Bélgica Leo Tindemans
1977 Alemanha Walter Scheel
1978 Grécia Konstantinos Karamanlis
1979 Itália Emilio Colombo
1981 França Simone Veil
1982 Espanha Juan Carlos da Espanha
1984 Alemanha Karl Carstens
1986 Luxemburgo o Povo de Luxemburgo
1987 Estados Unidos Henry Kissinger
1988 Alemanha Helmut Kohl e França François Mitterrand
1989 Suíça Frère Roger
1990 Hungria Chifre de Gyula
1991 Tchecoslováquia Václav Havel
1992 França Jacques Delors
1993 Espanha Felipe González
1994 Noruega Gro Harlem Brundtland
1995 Austria Franz Vranitzky
1996 Países Baixos Beatrix dos Países Baixos
1997 Alemanha Roman Herzog
1998 Polônia Bronisław Geremek
1999 Reino Unido Tony Blair
2000 Bill Clinton de Estados Unidos
2001 Hungria György Konrád
2002 União Européia o Euro
2003 França Valéry Giscard d’Estaing
2004 República da Irlândia Pat Cox
2004 Cidade de Vaticano / Polônia João Paulo II (prêmio extrardinário)
2005 Itália Carlo Azeglio Ciampi
2006 Luxemburgo Jean-Claude Juncker
2007 Espanha Javier Solana
2008 Alemanha Angela Merkel
2009 Itália Andrea Riccardi
2010 Polônia Donald Tusk
2011 França Jean-Claude Trichet
2012 Alemanha Wolfgang Schäuble
2013 Lituânia Dalia Grybauskait ė
2014 Bélgica Herman Van Rompuy
2015 Alemanha Martin Schulz
2016 Argentina/Vaticano Papa Francisco
2017 Reino Unido Timothy Garton Ash
2018 França/Andorra Emmanuel Macron [1]

Autor: Mick Greenhough

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com



Franco-maçonaria – A escola é para eles? Najat Vallaud-Belkacem parece aprovar…

Aqui estão dois convites do Grand Orient de France para atividades no Templo Maçônico da rua Cadet sob o patrocínio de… Najat Vallaud-Belkacem, Ministro da educação nacional.


Convites são emitidas para o Grand Orient de France e abaixo está o primeiro concernente a um documentário com o título explícito: “A escola é nossa” !.



As origens ocultistas da Maçonaria um livro que nos faz penetrar e compreender as sociedades secretas que movem o mundo.


Aqui está uma foto da estela em questão inaugurando o corredor do templo maçônico, sob o patrocínio do Ministério da Educação. E depois disso ainda vamos falar sobre neutralidade religiosa nas escolas…


O convite para a Conferência Mere Agnes-Mariam de la Croix Remodelagem do Oriente Médio – presente e futuro dos cristãos do Oriente.

[NT] Cristãos? Maçons são seguidores de Jesus Cristo? Vejo claramente aqui a armadilha verbal que esta frase significa, tal como nos anos 1000 D.C. foram as Cruzadas… se for conhecedor da História já entendeu: é guerra por recursos, nada a ver com fé. A história sempre se repete.

No plano maior, se for conhecedor da engenharia social não terá dificuldade de entender o contexto histórico seguinte, senão, então por que as aulas de religião nas escolas são tão importantes para a maçonaria, respondo: para influir na sociedade do fututo (hoje são crianças) filosofias pré-elaboradas cuja meta é a amestração dos indivíduos-comuns, remodelados para fácil dominação.

Autor: Pierre-Alain Depauw

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com


O Plano Maçonico de Kalergi em marcha também no Brasil.

Brasil tenta absorver mão de obra de ganeses.

Empresas de Caxias do Sul e de outras cidades do Rio Grande do Sul já estão se movimentando para tentar absorver a mão de obra dos centenas de imigrantes ganeses que chegaram ao município nos últimos dias. De acordo com uma das principais agências de recursos humanos da cidade, os imigrantes são valorizados pelas empresas da região, mas vão encontrar dificuldades na busca por emprego devido à barreira da língua e ao mercado de trabalho já saturado para os estrangeiros.

Desde o início de julho, mais de 350 ganeses passaram pela cidade. Aproveitando a Copa do Mundo, os estrangeiros entraram no país com vistos de turista, válidos por 90 dias, e decidiram ficar em busca de emprego e melhores condições de vida. Em Caxias, eles protocolam o pedido de refúgio, que garante a permanência legal no país até que a solicitação seja analisada pelo Comitê Nacional para Refugiados (Conare), vinculado ao Ministério da Justiça.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, 1.132 ganeses dos 2.529 que vieram ao Brasil com visto de turista para a Copa permanecem no país. Até o momento, cerca de 180 pedidos de refúgio já foram protocolados pelos estrangeiros. Pelo menos 120 ganeses ainda estão alojados em um seminário de Caxias do Sul. Muitos pretendem ficar em busca de emprego nas indústrias e empresas da cidade.

Segundo as autoridades, promessas de trabalho, facilidades para conseguir o protocolo de refugiado e uma rede de assistência aos imigrantes são os principais atrativos de Caxias do Sul para os ganeses que desembarcam em busca de uma nova vida no Brasil, já que Gana vive uma crise econômica. A rapidez na emissão do protocolo de refúgio na cidade da Serra atrai imigrantes de vários estados do país, como Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais. Muitos chegam apenas para buscar o documento, sem interesse em permanecer na cidade. Entretanto, com o aumento da demanda registrada, a PF passou a limitar o atendimento de imigrantes a 20 pedidos por dia desde a sexta-feira (11).

A proprietária de uma agência de seleção de trabalhadores, Teresa Moraes, no entanto, prevê dificuldades para os ganeses. Segundo ela, o mercado de trabalho está complicado em Caxias. “Nesses últimos meses, o mercado deu uma retraída, especialmente durante a Copa. Os empresários estão parando um pouco de investir. O momento daqui para frente vai ser de recessão por questões econômicas e políticas”, analisa.

De acordo com Teresa, uma empresa de Gramado, também na serra gaúcha, solicitou recrutamento de 10 ganeses para vagas de produção e auxiliares de produção. A cidade de Erechim, na Região Norte, já havia colocado à disposição dos estrangeiros 40 vagas em um frigorífico de cortes suínos. Guaporé e Canela, na Serra, também ofereceram postos de trabalho, além de outras cidades.

A analista de recursos humanos diz que a maior dificuldade dos estrangeiros é a língua. Para os que não falam português, a maior oferta de empregos é para área de produção. Mesmo que tenham ensino de nível superior em Gana, os conhecimentos não são tão aproveitados no Brasil pela dificuldade de comunicação. “Alguns são formados em marketing e vão concorrer a vaga de produção por causa da língua. Não tem como concorrer com alguém que tem graduação no Brasil”, explica Teresa.

‘Estrangeiros são mais empenhados’.

Os empresários que contrataram senegaleses e haitianos há dois anos, quando a cidade começou a receber um contingente de cerca de 2 mil imigrantes desses países, avaliam o resultado como positivo. As empresas destacam a responsabilidade e a eficiência dos imigrantes e o fato de ocuparem vagas de trabalho que normalmente não são preenchidas pela população local.

O Clube Recreio da Juventude, um dos mais tradicionais de Caxias do Sul, é um que emprega os imigrantes. Há dois anos, contratou 21 haitianos. Atualmente, oito estrangeiros trabalham no local. Três homens são auxiliares de manutenção, serviços gerais e jardinagem. As cinco mulheres haitianas cuidam da limpeza do clube.

Os haitianos chegaram de Manaus, no Amazonas, em busca de uma vida nova após o terremoto que devastou o país da América Central, em 2010. Eles tiveram aulas de português patrocinadas pelo clube. “Os que não continuaram no clube foi porque não se adaptaram. Vieram em um período que era muito frio, inverno. A maioria voltou para Manaus”, disse a gerente de recursos humanos, Mariana Zanotti.

De acordo com Mariana, a mão de obra para vagas em áreas como construção civil, jardinagem e manutenção, onde boa parte dos imigrantes trabalha, não é facilmente encontrada em Caxias. “É uma mão de obra que está muito difícil de conseguir. Foi vantajoso. Questão de jardinagem e manutenção, é complicado”, afirma.

O comprometimento dos imigrantes é um fator que motiva as empresas a contratá-los. Uma loja de design de móveis da cidade conta com 15 funcionários senegaleses e um haitiano. Os primeiros chegaram há 10 meses. “Os estrangeiros são mais empenhados. Eles não faltam, não usam atestados, seguem todas as normas. Falta gente que quer trabalhar. Contratamos (brasileiros) e dois, três dias depois, eles saem. Os senegaleses são bem comprometidos”, garante a gerente de recursos humanos Ana Paula de Zorzi.

Os estrangeiros trabalham como costureiros, marceneiros e pintores na loja. Aprenderam a língua aos poucos, o suficiente para conseguir se comunicar com os gestores da empresa. Mas Ana Paula salienta que, apesar de os imigrantes serem bem-vistos nas empresas, a chegada dos ganeses é preocupante: “É muita gente competindo no mesmo mercado”.

Fonte: Globo.com

Seguidores do Islã mantêm a tradição do Ramadã em Caxias do Sul, RS.

Ganeses realizam orações e apostam na fé para conquistar objetivos.

A distância da África ao Brasil e as dificuldades não abalam a fé dos ganeses que chegaram a Caxias do Sul, na Serra do Rio Grande do Sul, nos últimos dias. Dos cerca de 110 estrangeiros que permanecem na cidade nesta quarta-feira (16), 70% são muçulmanos.

Desde o dia 28 de junho, os seguidores do Islã mantêm a tradição do Ramadã, período em que os adeptos da religião devem permanecer 29 dias em jejum entre o amanhecer e o entardecer. A cerca de 6,6 mil quilômetros do país natal, os ganeses acreditam que, com a religiosidade, os objetivos de conseguir emprego e uma boa vida no Brasil serão alcançados.

Segundo as autoridades, promessas de trabalho, facilidades para conseguir o protocolo de refugiado e uma rede de assistência aos imigrantes são os principais atrativos de Caxias do Sul para os ganeses que desembarcam em busca de uma nova vida no Brasil. A rapidez na emissão do protocolo de refúgio na cidade da Serra atrai imigrantes de vários estados do país, como Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais. Muitos chegam apenas para buscar o documento, sem interesse em permanecer na cidade. Entretanto, com o aumento da demanda registrada, a PF passou a limitar o atendimento de imigrantes a 20 pedidos por dia desde a sexta-feira (11).

Aproveitando o apelo da Copa do Mundo, os estrangeiros entraram no país com vistos de turista, válidos por 90 dias e concedidos pela embaixada brasileira em Acra, capital de Gana. Com o protocolo de asilo, eles podem permanecer legalmente no país até que o pedido seja analisado pelo Comitê Nacional para Refugiados (Conare), vinculado ao Ministério da Justiça.

Dos ganeses que permanecem em Caxias do Sul, cerca de 100 estão alojados no Seminário Nossa Senhora Aparecida. Mantidos por doações de moradores, eles comem e dormem no local. Aminu Mohammed é sapateiro e está há três semanas no Brasil. O ganês faz jejum durante o dia e, quando o sol se põe, faz a primeira refeição.

“Comemos arroz e tomamos café”, relatou. Segundo ele, ficar de barriga vazia vale a pena. “Nós rezamos muito durante o período do Ramadã. Pelo menos cinco vezes por dia. Nossas preces vão ser atendidas”.

O primeiro destino de Mohammed foi Criciúma, em Santa Catarina. Em seguida, o imigrante foi a Caxias do Sul pela maior facilidade com o protocolo feito pela Polícia Federal para permanência dos estrangeiros no país. “Depois de conseguir os papéis, vou para qualquer lugar onde tenha emprego”, garante.

O objetivo de Mohammed é ajudar a mãe com o salário que receber no Brasil. Ele também deseja permanecer no país para construir uma família. “Quero casar com uma brasileira”, disse, animado.

Os ganeses formaram uma comunidade que se ajuda no dia a dia. Já que comida não é preocupação no período de Ramadã, as orações são em conjunto. No entardecer, eles se reúnem na cozinha do Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Caxias, e preparam uma janta rápida, sempre feita com arroz.

‘Temos que respeitar o desejo deles’.

A defensora pública Federal, Fernanda Hahn, esteve em Caxias do Sul na manhã desta quarta-feira (16) para acompanhar a situação dos ganeses no estado. Ela afirma que primeiro é preciso descobrir quais os motivos que fazem os estrangeiros procurarem Caxias do Sul. “Por essa razão que a gente quer entender com eles de que forma a gente pode contribuir. Tudo é muito novo no nosso estado, no Brasil. Há poucos anos isso começou”, disse Fernanda.

A defensora acredita que a solução não é mandá-los para outros locais no RS, mas sim entender os motivos dos ganeses para ficarem em Caxias. “Nós temos que respeitar o fluxo deles, a ambição deles, de onde querem ficar. A gente defende que a imigração é a vontade de qualquer ser humano, seja o brasileiro que sai do país ou o estrangeiro que vem, a gente preserva muito essa liberdade de onde eles querem ficar. Se Caxias do Sul é um local onde estão sendo acolhidos, não acho que o caminho seja encaminhar para outro local”, declarou.

Fernanda afirma que é necessário respeitar o pedido dos ganeses. Caso sejam aceitos como refugiados, eles terão os mesmos direitos dos brasileiros. “Nós temos seres humanos no nosso país em busca de uma vida melhor, assim como nós temos cinco milhões de brasileiros fora do país, procurando uma vida talvez melhor, cada um com seus motivos. Nós temos cerca de dois milhões de estrangeiros no nosso país. Temos uma equação, nós também exportamos brasileiros e queremos que eles sejam tratados com dignidade, no país onde eles estão. Independente de brasileiro, estrangeiro, de que raça for, a gente tem que lutar para que a dignidade deles seja protegida”, completou. Estrangeiros dependem de doações para se manter em abrigos no RS.

Número incerto.

De acordo com informações do Ministério das Relações Exteriores, foram emitidos para o período da Copa 8.767 vistos a ganenses. Entretanto, nem todas as autorizações de entrada no Brasil foram efetivamente utilizadas. O Departamento de Polícia Federal confirmou que, daquele total, 2.529 nacionais ganenses fizeram uso dos vistos e efetivamente entraram no país e 1.397 deixaram o território brasileiro até o momento.

Permanecem no Território Nacional, com visto válido, cerca de 1.132 pessoas. De acordo com o Ministério da Justiça, até esta quarta-feira (16), ocorreram aproximadamente 180 solicitações de refúgio.

Na terça-feira (15), o Centro de Atendimento ao Migrante (CAM) contabilizou 110 ganeses dormindo no Seminário Nossa Senhora Aparecida, que acolhe os ganeses em Caxias do Sul. De acordo com a entidade, o número de novos imigrantes que chegaram à cidade da Serra apenas naquele dia foi de 26. A expectativa é que na tarde desta quarta-feira (16) mais imigrantes cheguem à cidade.

O CAM afirma também que o balanço sobre a quantidade de imigrantes que pretendem se instalar na cidade ainda é incerto, já que muitos que conseguiram o protocolo de refúgio foram para outras cidades do estado, onde a emissão da carteira de trabalho está sendo mais rápida.

Fonte: Globo.com

Genes basco e nigeriano têm forte presença em sul-americanos.

Um estudo divulgado pela revista “Nature Communications” revela a forte presença de genes de alguns povos africanos e europeus, como os iorubás da Nigéria e os bascos, no genoma da população atual da América do Sul.

Cristian Capelli, da Universidade de Oxford, e seus colegas usaram dados genéticos de mais de 4.000 americanos, europeus e africanos para determinar a contribuição dessas populações ancestrais diferentes na população atual das Américas do Norte e do Sul.

Para os nove países hispânicos da América do Sul, a maior contribuição europeia vem da Espanha, de acordo com o estudo. Mas os pesquisadores afirmam ter descoberto “pela primeira vez” a assinatura genética de ancestrais bascos em cinco de cada seis sul-americanos.

Entre os imigrantes espanhóis do século XVI e XVII estavam muitos bascos, especialmente no México, em Cuba, no Chile, no Peru e na Colômbia, observa a pesquisa, publicada na revista Nature Communications.

O estudo também mostra que os iorubás da África Ocidental são os “maiores contribuintes” genéticos africanos para toda a população das Américas, já que esta região foi a mais afetada pelo comércio de escravos.

Outros povos, como os Mandingos (Senegal e Gâmbia) e os Bantos (África do Sul e África Oriental) também foram identificados no DNA do povo americano.

Influência italiana.

Entre os outros grupos europeus detectados, os pesquisadores descobriram uma contribuição significativa de pessoas do sul da Itália e da Sicília. Eles também encontraram uma forte contribuição de antepassados franceses entre um grupo de afro-americanos, “refletindo a imigração francesa colonial no sul dos Estados Unidos durante o período colonial”.

Os pesquisadores também mostraram que as populações do Caribe tinham maior componente africano do que os povos da América do Sul, refletindo o maior número de escravos que chegaram a estas ilhas.

“Conhecer os rastros deixados pelos antepassados no DNA da população americana de hoje é essencial para levar em conta o desenvolvimento de doenças e de medicamentos para combatê-las”, explicou Cristian Capelli.

Fonte: Globo.com

Genética confirma que europeus reduziram população indígena

Um estudo comprovou, do ponto de vista biológico, que a chegada dos europeus à América significou uma grande redução para as populações nativas. A arqueologia e a história já falavam nisso havia muito tempo, mas essa é a primeira pesquisa no campo da genética que chega a essa conclusão.

O artigo publicado online pela revista científica “Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS)” diz que a população nativa atingiu seu ápice 5 mil anos atrás, manteve-se estável até 500 anos atrás e, de lá para cá, caiu pela metade.

“Esses resultados apoiam a análise de relatos históricos indicando que a colonização europeia induziu mortalidade generalizada entre os índios americanos”, diz o texto assinado por Brandon O’Fallon, da Universidade de Washington, nos EUA, e Lars Fehren-Schmitz, da Universidade de Göttingen, na Alemanha.

O método usado para levar a essa conclusão foi a análise do DNA mitocondrial. Esse material genético é herdado apenas da mãe, e não do pai, e facilita estudos que envolvam a linhagem.

Os cientistas conseguiram 63 amostras desse material genético em restos mortais que tinham entre 800 e 5 mil anos. Esses DNA’s foram comparados aos de 137 indivíduos modernos. Hoje, a variedade genética é menor, o que comprova que a população caiu – esse princípio é conhecido na genética como gargalo.

Os dados foram coletados na região dos Grandes Lagos, na América do Norte, e no Peru. “Os danos não ficaram limitados a regiões específicas, mas divididos entre os dois continentes americanos, com efeitos mais fortes nas regiões mais habitadas”, afirmou Fehren-Schmitz, em nota da Universidade de Göttingen.


FONTE:
Share:

SUA LOCALIZAÇÃO, EM TEMPO REAL.

Blogger Themes

Total de visualizações de página

Seguidores deste canal

Arquivo Geral do Blog

Minha lista de Sites e Blogs Parceiros

Translate this page

Receba notícias em seu e-mail

Hora Certa

Elite Maldita

Subscribe here to get our newsletter in your inbox, it is safe and EASY!