Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

terça-feira, 30 de setembro de 2014

4 Tecnologias maravilhosas que poderiam transformá-lo num ser invisível


Pesquisadores da Universidade de Rochester (UR) desenvolveram uma ilusão de ótica que dá a aparência de fazer objetos desaparecerem na busca acadêmica para criar uma capa de invisibilidade.
John Howell, professor de física na UR disse: Tem havido muitas abordagens de alta tecnologia para cloaking ea idéia básica por trás delas é levar luz e tê-lo passar em torno de algo como se ele não estiver lá, muitas vezes utilizando alta tecnologia ou materiais exóticos ".
Howell colaborou com Joseph Choi, estudante de graduação do Instituto de Óptica RU (IO) para desenvolver uma combinação de quatro lentes padrão que mantém o objeto escondido como o observador se move até vários graus de distância da posição de visualização ideal.
Choi explicou: "Este é o primeiro dispositivo que sabemos que podem fazer tridimensional, cloaking continuamente multidirecional, que trabalha para a transmissão de raios no espectro visível."
No início deste ano, Debashis Chanda da Universidade de Central Florida (UCF) criou uma maneira de dobrar a luz com nanoestruturas artificiais para desenvolver uma capa de invisibilidade.
Chanda e outros especialistas em nanotecnologia têm desenvolvido uma grande faixa de um "multicamadas metamaterial 3-D", que opera "na faixa do espectro visível".
Isto foi conseguido por "utilizando impressão nanotransfer, que pode, potencialmente, ser manipulados para modificar circundante índice de refracção necessárias para controlar a propagação da luz."
invisibility.cloak02_occupycorporatism
Em 2012, Hyperstealth anunciaram que desenvolveram SmartCamo, um material que pode esconder o utente, combinando os seus arredores.

Ao dobrar a luz, o SmartCamo usa nanotecnologia "para que o objeto pode ser invisível para microondas ou infravermelho" - ainda não simultaneamente.
Em novembro, o Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (Dece) da Universidade de Toronto (UOT) reveloupesquisadores criaram uma capa que é fina, escalável e adaptável a vários objetos e tamanhos para esconder um objeto para detecção de radar.
Até agora, o objecto é ainda visível para o olho humano; no entanto, esta abordagem "prática" está sendo saudado como um passo em direção a uma capa de invisibilidade real.
Os pesquisadores disseram: "Nós demonstramos uma maneira diferente de fazê-lo. É muito simples: em vez de em torno do que você está tentando encobrir com uma casca grossa metamaterial, que cercá-la com uma camada de antenas pequenas, e esta camada irradia para trás um campo que anula as reflexões a partir do objeto ".
Na verdade, o conjunto de pequenas antenas que expulsar o campo eletromagnético em torno do manto com que a "invisibilidade", que torna o objeto não-seeable para sistemas de radar.
Chamado um manto eletromagnética ativa (AEMC), este dispositivo "usa uma matriz de fontes primárias para cancelar os campos espalhados criados por um objeto. Um manto interior activa faz isso colocando as fontes ao longo do limite do objecto. "
Esta tecnologia "pode ​​ser considerado como a introdução de uma descontinuidade no campo para anular o campo espalhado pelo objecto."



FONTE:
http://www.occupycorporatism.com/home/4-amazing-tech-discoveries-that-could-make-you-invisible/
Share:

Dilma, Marina e Aécio se unem na condenação à opinião “homofóbica” de candidato católico Com

Comentário de Julio Severo: A revista Veja disse que Dilma, Marina e Aécio repudiaram o comentário “homofóbico” do candidato Levy Fidelix. O que foi que Levy disse que desagradou aos três? Do que ele disse, o que a imprensa mais destacou foi:

“Aparelho excretor não reproduz (...) Como é que pode um pai de família, um avô ficar aqui escorado porque tem medo de perder voto? Prefiro não ter esses votos, mas ser um pai, um avô que tem vergonha na cara, que instrua seu filho, que instrua seu neto. Vamos acabar com essa historinha. Eu vi agora o santo padre, o papa, expurgar, fez muito bem, do Vaticano, um pedófilo. Está certo! Nós tratamos a vida toda com a religiosidade para que nossos filhos possam encontrar realmente um bom caminho familiar.”
Ora, o Brasil é o maior país católico do mundo. O que há de mal no senhor Levy, que é pai e avô e merece um mínimo respeito dos três candidatos, se expressar como católico? Mesmo desconsiderando a religião dele, a opinião dele é diferente do que pensa a vasta maioria do povo brasileiro? Não. De acordo com pesquisa realizada por um instituto ligado ao PT, 99% do povo brasileiro é “homofóbico,” isto é, tem opiniões contrárias ao comportamento homossexual. Confira as matérias aqui:
Uma atriz, nos bastidores, chegou a dizer que “Gays são nojentos. A maioria deles tem AIDS.”
A opinião de Levy então expressa os sentimentos de uns 99% dos brasileiros. O que é pior então, a opinião de um pai e avô ou a atitude de homossexuais que enfiam o braço no ânus do parceiro ou lhe lambem o ânus? Desculpe-me o linguajar grosseiro, mas essas palavras, ainda que grossas, são limitadas para descrever a sujeira das relações homossexuais.
Até entendo Dilma e Aécio respeitarem mais essa sujeira do que a um pai e avô. Mas e Marina, que se diz evangélica? Qual foi a intenção dela ao se unir a Dilma e Aécio? Se ela quis mostrar que é igual a eles, conseguiu. Se ela quer estar na moda de agradar aos adeptos do sexo fecal, conseguiu. Se ela quer surfar só nas ondas politicamente corretas, conseguiu. Já é surfista PC.
Posso não concordar com 99% dos brasileiros que são, à sua própria maneira, contrários a um comportamento comprovadamente sujo e prejudicial à saúde. Mas respeito a opinião deles, muitos dos quais são pais, mães e avós. Por que a evangélica Marina não consegue respeitar as opiniões desses pais, mães e avós, mas consegue respeitar as elites globalistas que são hipersensíveis às questões homossexualistas?
Por que, no momento de escutar e entender um pai e avô, ela prefere se unir a Dilma e Aécio, que são guiados pelo príncipe deste mundo? Aliás, por que ela prefere surfar na onda desse príncipe das trevas?
É natural a escuridão de Dilma e Aécio, mas onde está a luz do Evangelho de Marina?
Todos unidos, prontos para fazer um linchamento midiático, social, legal e político de um avô católico, e tudo o que dona Marina consegue fazer é se unir aos opressores e perseguidores?
Por que Marina é igual aos outros, que desrespeitam um avô católico que fala sobre o homossexualismo exatamente do jeito que é?
Não conheço o histórico de Levy, mas a opinião dele, por mais desarticulada que seja, não é mais suja do que os comportamentos criticados por ele.
Leia agora a matéria da revista Veja:

Presidenciáveis reagem contra fala homofóbica de Fidelix 

Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves repudiaram a declaração do nanico; PV pediu que Ministério Público abra inquérito para apurar crime

O candidato do PRTB à Presidência da República, Levy Fidelix, durante o intervalo do debate promovido pela Rede Record neste domingo (28), em São Paulo
A fala homofóbica de Levy Fidelix (PRTB) durante o debate na TV Record, neste domingo, provocou reações dos principais candidatos à Presidência da República. Nesta segunda, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) criticaram a fala do folclórico candidato do Aerotrem, que associou homossexualidade a pedofilia.
Durante agenda em São Bernardo do Campo (SP), Aécio Neves classificou a fala como lamentável. "Nosso repúdio absoluto àquelas declarações. E como já disse mais de uma vez, na minha avaliação, todo tipo de discriminação é crime. Homofobia também."
Em entrevista coletiva em São Paulo, Dilma usou o episódio para se posicionar a favor da criminalização da homofobia. "Eu já disse que sou contra a homofobia e acho que o Brasil atingiu um patamar de civilidade que não podemos conviver com processos de descriminalização que levem à violência. Eu acho que a homofobia tem de ser criminalizada", afirmou.
A candidata do PSB, Marina Silva, considerou "homofóbicas e inaceitáveis em quaisquer circunstâncias" as declarações de Levy Fidelix e disse que sua Rede Sustentabilidade avalia entrar com ação na Justiça contra o candidato. "Não aceitamos em hipótese alguma atitude que incita ao preconceito, desrespeito, violência contra comunidade LGBT ou qualquer que seja", disse.
O Partido Verde protocolou nesta segunda-feira uma representação contra Levy Fidelix. A representação, feita a pedido de Eduardo Jorge, candidato do partido à Presidência da sigla, pede que o MP abra um inquérito contra Fidelix para apurar desrespeito à dignidade humana.
Fonte: Revista Veja
Divulgação: www.juliosevero.com.
Share:

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

O ESTADO POLICIAL PETISTA



A sociedade brasileira às vezes parece não perceber o perigo e o risco que representa a continuidade e a permanência do Partido dos Trabalhadores no poder, especialmente na Presidência da República, por mais quatro anos.

Partido estabelecido em todas as unidades da Federação, o PT atua, age no sentido de se perpetuar no poder utilizando-se de todos – repito todos – os meios necessários para alcançar esse objetivo. O PT tem um projeto que busca seus próprios interesses políticos e os de seus dirigentes, beneficiados pessoalmente com o modelo de corrupção e de vigilância que adotam.

Depois de invadir o site do Wikipédia para mudar o perfil de dois jornalistas, de alterar a página da Petrobras no mesmo site, e incriminar quem não participou do milionário desvio de recursos no Petrolão – para ficar nos dois casos mais recentes – o governo do PT quer monitorar o que cada um de nós fará no exterior, em viagens de negócios ou de lazer.



A desculpa é que o monitoramento vai fiscalizar se cada de um nós gastará muito ou irá entrar com bens/produtos acima de 500 dólares, cerca de mil reais! O novo sistema da Receita Federal será o "big brother" que o PT usará, seguramente, contra seus adversários políticos e eventuais opositores de diferentes campos da atividade humana.

O sistema da Receita saberá tudo sobre você e sua viagem: a profissão, os lugares que visitou, as lojas em que esteve, os objetos que comprou e quanto gastou, numa fiscalização prévia impensável em regimes democráticos.

É claro que o estado brasileiro, a sociedade brasileira e a própria Receita Federal precisam de instrumentos de controle e de fiscalização de abusos que um ou outro cidadão possa cometer em compras no exterior, mas definitivamente não com um sistema como esse, de controle prévio e absoluto.

Porém, é superdimensionado um modelo de acompanhamento, praticamente em tempo real, em que o Estado sabe da vida, em detalhes, de um cidadão, qualquer cidadão, no exterior. A quem interessa esse controle? Quem armazenará e cuidará para que as informações sejam corretamente manuseadas?

Ou evitar que sejam utilizadas, como inclusive já ocorreu com a quebra do ilegal do sigilo fiscal do ex-secretário-geral da Presidência da República, Eduardo Jorge, realizada por um servidor petista da Receita Federal.

Não há dúvida de que há uma explícita invasão de privacidade do sagrado direito de cada um viver como quer e, no caso, gastar seus recursos da melhor maneira que entender, sem ferir as normas legais. Qualquer ação com a intenção de espionar a vida do cidadão é consequência da visão policialesca e autoritária do Estado, bem ao estilo da Rússia stalinista do século passado.

Qualquer outra explicação esbarra nos péssimos exemplos que a máquina petista e seus militantes deixaram nos últimos anos no governo federal: Mensalão, Petrolão e outros escândalos que tentaram esconder do povo brasileiro.

FONTE:
http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/154822/O-estado-policial-petista.htm
Share:

O novo califado e um Messias islâmico (IMÃ AL-MAHDI)



Tendo conquistado grande parte da Síria e do Iraque, o exército terrorista conhecido como ISIS proclamou a restauração do califado islâmico. O líder do grupo, Abu Bakr al-Baghdadi, é o novo Califa, a quem, como o sucessor do Profeta Muhammad, todos os muçulmanos devem apresentar. ISIS [Estado Islâmico do Iraque e da Síria] mudou seu nome para o Estado Islâmico, o que acabará por incluir todos os países muçulmanos.
Esta proclamação messiânica, sem dúvida, inspirar terroristas jihadistas, mas também é uma declaração de guerra contra todas as outras nações islâmicas, que, presumivelmente, devem ser conquistados e trazidos para o "Estado islâmico".
Em um comunicado de áudio divulgada na internet, o porta-voz do Estado Islâmico do Iraque e da Síria anunciou a restauração do califado islâmico do século 7, um objetivo de longo declarado dos renegados da Al-Qaeda que rompeu com a organização dominante no início do ano e, desde então, o controle afirmado em grandes áreas que abrangem os dois países.
A mudança significa "uma nova era de jihad internacional", disse o porta-voz, Abu Mohammed al-Adnani, que também declarou o fim do Estado Islâmico do Iraque e da Síria, como o grupo tinha chamado a si mesmo.
Daí em diante, ISIS simplesmente ser conhecido como o Estado Islâmico, em reconhecimento do colapso das fronteiras internacionais alcançados como resultado de conquistas do grupo, disse ele. Chefe do ISIS, um iraquiano conhecido como Abu Bakr al-Baghdadi, será o califa, ou líder, do novo califado, e todos os muçulmanos em todo o mundo vai ser obrigado a pagar fidelidade a ele. . . .
A declaração de áudio declara Baghdadi ser o "Emir do Momineen", ou "Príncipe dos Crentes", um título que dota-lo de forma eficaz com o legado da liderança do profeta Maomé, o fundador do Islã. . . .
"Isso poderia arriscar posição geral do Estado islâmico dentro da insurreição sunita no Iraque", disse Lister.
O Estado vai cobrir terras agora sob controlo do Estado Islâmico, que se estende desde a província síria norte de Aleppo à província iraquiana oriental de Diyala, disse o comunicado, acrescentando que, eventualmente, ele vai crescer para incluir todo o mundo muçulmano.Os militantes já afirmou um Estado islâmico de facto nessas áreas, estabelecendo seus próprios tribunais, escolas e serviços. O esforço tem recebido um grande impulso nas últimas três semanas a partir das vastas quantidades de armas dos militantes tomaram a partir de bases do exército iraquiano e os milhões de dólares que os bancos apreendidos nas vilas e cidades que tenham superado.

FONTE:
http://www.patheos.com/blogs/geneveith/2014/07/the-new-caliphate-and-an-islamic-messiah/

Share:

Julio Severo: O Lobby da pedofilia está bem na sua porta

Thiago Cortês

Quem antes dizia que a agenda cultural da esquerda leva, inevitavelmente, à defesa de abominações como a zoofilia, necrofilia e a pedofilia, era considerado louco.
Isso só poderia ser paranóia de gente muito careta, certo? Errado!
Infelizmente, os piores temores são sempre passíveis de encontrar a realidade quando se trata de lobbys organizados da esquerda e sua fúria contra a família tradicional…
Em artigo intitulado “Pedofilofobia”, publicado na Folha de S. Paulo, no último dia 21, o filósofo Hélio Schwartsman questionou a decisão da Justiça que mandou recolher todos os exemplares da revista Vogue Kids.
A revista trazia fotos de adolescentes em poses sensuais. Schwartsman argumenta que a decisão judicial é “uma forma de censura”.
“A determinação judicial não constitui uma forma de censura? Ainda que se admita que as imagens sejam sensuais, isso configura um caso em que o Estado deveria ser acionado para passar por cima da autonomia das jovens modelos e de seus pais que autorizaram a participação na campanha?”
De saída, o que mais impressiona é o filósofo questionar se adolescentes em fotos sensuais realmente configura um caso que merece intervenção.
Mas ele se supera no parágrafo seguinte:
“Penso que a liminar viola o princípio da liberdade de expressão e que, mesmo que julguemos que a exposição das meninas em cenas insinuantes seja algo a evitar, o tipo de prejuízo psicológico com o qual estaríamos lidando aqui só é magnificado pela judicialização do caso.”
Quais prejuízos psicológicos podem sofrer meninas impedidas de serem exploradas em fotos sensuais para fins comerciais?
Schwartsman revela aqui sua boçal ética utilitarista: se uma menina, recém-saída da infância, se sentir bem em ter seu corpo exposto de forma sensual, então, tudo bem.
Em seguida, de forma surpreendente, o filósofo reclama:
“Por que, então, tanta gente apoia as investidas de promotores contra tudo o que aproxime crianças de sexo?”.
A resposta dele é que somos histéricos e temos sensibilidades “superaguçadas”:
Será que para Hélio Schwartsman os que se preocupam com a proteção da integridade física e moral de crianças e adolescentes são todos tirânicos ?
Os que se e se inflamam diante de casos de abuso sexual de menores são histéricos?
Julio Severo já havia desmascarado o utilitarismo do filósofo quando o mesmo defendeu o aborto (com base em dados suspeitos, como de hábito no Brasil).
Schwartsman não fez uma defesa da pedofilia. Mas abriu um precedente perigoso. Foi o primeiro articulista, em um jornal de prestígio, a instrumentalizar o discurso em defesa da liberdade para relativizar a preocupação da sociedade em combater a pedofilia.

Lobby da pedofilia ganha força na Europa e nos EUA

Se o filósofo brasileiro não defendeu a pedofilia, outros intelectuais (estrangeiros) já o fizeram de forma bastante clara. Gente que influencia a (mimética) intelectualidade tupiniquim.
O biólogo e ateu militante Richard Dawkins declarou, no ano passado, que a “leve pedofilia” não é algo tão condenável assim. Ele usou como exemplo seu próprio caso na infância, quando um professor o teria colocado no colo e depois metido as mãos dentro de seu short.
Segundo o biólogo, o professor teria feito isso com vários alunos, mas não acha que nenhum deles sofreu algum tipo de dano permanente. Tampouco acha que pode julgá-lo com base nos critérios e valores de hoje, já que isso ocorreu há décadas atrás.
Quer dizer, não importa se as vítimas de pedofilia sofrem até hoje. Não podemos julgar os pedófilos do passado com os “padrões da nossa época”.
Em 2012 o The Guardian (publicação inglesa de esquerda) trouxe um artigo de Jon Henley, intitulado “Pedofilia: trazendo os desejos da escuridão para a luz”. No famigerado artigo, o autor diz com todas as letras:
“Mas há uma convicção crescente, nomeadamente no Canadá, de que a pedofilia deveria ser classificada como uma orientação sexual diferente, como a heterossexualidade ou homossexualidade.”
Mesmo os leitores do Guardian, gente de esquerda, ultrajados, se manifestaram em cartas contra o artigo. Mas o jornal jamais se desculpou.
Não são apenas opiniões dispersas, aqui e ali, de forma desconexa.
A Associação de Psicologia Americana (APA), em recente edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Desordens Mentais, classificou a pedofilia como “orientação ou preferência sexual” em vez de desordem.
Conservadores denunciaram que a APA está “sob pressão dos ativistas da pedofilia”, e por isso, declararam que o desejo de sexo com crianças é também uma “orientação”. O vizinho que quer transar com a filha do vizinho é só um cara diferente.
Sim, agora progressistas de todo o mundo querem que a pedofilia seja considerada penas uma “orientação sexual diferente”. O pedófilo é apenas um “cara extravagante”.
“O escritor Alexandre Borges, diretor do Instituto Liberal, já havia denunciado a estratégia, em passo-a-passo” dos defensores da pedofilia pode ser resumida assim:
* Criar um eufemismo ou um novo nome para a pedofilia, abandonando o termo desgastado. Estão tentando emplacar algo como “amor intergeracional”.
* Tirar toda a responsabilidade individual do pedófilo: “ah, ele não tem culpa de se sentir atraído por crianças.”
* Fabricar estudos embusteiros e falsos para convencer a comunidade acadêmica e os formadores de opinião que é algo relativamente comum, que há farto material comprovando que a pedofilia é uma característica humana e que só é condenada pelo moralismo irracional burguês e cristão.
* A imprensa começa a abordar o assunto “sem preconceitos”, entrevistando os defensores do assunto na academia apenas para “abrir a discussão”.
* Filmes e novelas começam também a abordar o assunto “sem moralismos” e “humanizando” os pedófilos.
* O movimento ganha as ruas e é considerado uma forma de resistência contra a discriminação.
Alexandre Borges e Olavo de Carvalho foram os primeiros a alertar os brasileiros sobre a próxima etapa da campanha da esquerda pela destruição da família.
Olavo foi ridicularizado ou pouca atenção se deu ao resumo de Borges. Mas eis que estamos às portas de uma nova era de lobbys organizados. A primeira foi a dos movimentos LGBT.
Tudo isso ocorre primeiro na academia, depois na imprensa, até se torna lobby político.
Enquanto isso, os cristãos dão apoio a grupos políticos de esquerda que são receptores de todo esse tipo de demanda oriunda de lobbys organizados.
Muito se falou contra o preconceito aos que têm “preferências sexuais diferentes”. Esse discurso abre as portas para legitimização de todas as práticas sexuais.
O lobby da pedofilia é a próxima etapa.
A preferência por partidos de esquerda dentro das igrejas custará muito caro para as famílias brasileiras. Todos os que contribuem com o fortalecimento de grupos políticos alinhados aos lobbys do sexo alternativo são responsáveis pelo que virá a seguir.
Fonte: GospelPrime
Divulgação: www.juliosevero.com
Share:

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

O ESTADÃO: Aécio diz que Dilma quer dialogar com quem decapita pessoas


ERICH DECAT - ENVIADO ESPECIAL A BLUMENAU - O ESTADO DE S. PAULO

Tucano faz referência a fala de presidente na ONU, que defendeu o diálogo com o grupo militante Estado Islâmico

O candidato presidencial Aécio Neves (PSDB) criticou nesta quinta-feira discurso feito pela presidente Dilma Rousseff (PT) na abertura da 69ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Ao comentar as críticas feitas pela petista à ação militar dos Estados Unidos e países aliados contra o grupo militante Estado Islâmico, Aécio considerou que Dilma "propõe dialogo como uma organização criminosa que decapita pessoas". A ação militar contra o grupo, também conhecido como Isis, ocorreu no Iraque e Síria. Para Dilma, os bombardeios feitos sem a autorização da Organização das Nações Unidas (ONU) não levam à paz.

As declarações de Aécio foram feitas na breve passagem pela cidade de Blumenau (SC). A visita durou cerca de meia hora e foi realizada após o tucano passar parte do dia em Porto Alegre (RS), Santa Maria (RS) e Caxias do Sul (RS). O giro pelo Sul deve ser encerrado na noite desta quinta-feira em Pinhais (PR) e tem como objetivo tentar conquistar votos onde ele ainda aparece competitivo.

Para o candidato, Dilma utilizou espaço reservado a ela na Assembleia da ONU para fazer palanque eleitoral. "Foi lamentável o posicionamento da senhora presidente da República na ON. Ela em primeiro lugar ocupou a tribuna oferecida a uma chefe de Estado para fazer vergonhoso autoelogios ao seu governo. Parecia que estava gravando para a sua propaganda eleitoral", criticou.

Aécio criticou postura de Dilma diante do conflito com o grupo militante Estado Islâmico

Antes de seguir para praça no centro de Blumenau, o tucano também criticou o superfaturamento apontado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) nas obras da refinaria Abreu e Lima.

"Estamos vendo que essa teia (de desvios) se estende em várias outras obras. Abreu e Lima eu fui na tribuna várias vezes denunciar que não era possível ela ser orçada em 4 bilhões de reais já ter sido gasto 5 bilhões, sem ela ser concluída. Estamos vendo agora o que aconteceu: superfaturamento. E quem diz não é o presidente do maior partido de oposição ou candidato à presidência, mas o TCU", ressaltou.

Auditoria feita pelo tribunal afirma ter encontrado "fortes indícios de desequilíbrio econômico e financeiro em desfavor da Petrobrás" e "indícios de pagamentos indevidos" às construtoras. Os desvios pode chegar a R$ 368 milhões.

Sem informar sobre quais valores se referia, Aécio também disse que fez cálculos sobre as denúncias que envolvem o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, preso na operação Lava Jato, da Polícia Federal. "Resolvi fazer alguns cálculos, o que ele [ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa] disse que foi desviado para a base aliada permitiria que 450mil crianças estivessem em creches, permitiria que 50 mil habitações poderia ser construídas", disse. 
FONTE:
http://politica.estadao.com.br/noticias/eleicoes,aecio-diz-que-dilma-quer-dialogar-com-quem-decapita-pessoas,1566172
Share:

YAHOO: jornalista e ex-oficial da Marinha dos EUA sustenta que CIA matou Campos e diz que "Marina é a predileta dos EUA e dos especuladores"




Jornalista de renome nos EUA, Wayne Madsen publicou em sua coluna no jornal online Strategic Culture Foundation o texto em que denuncia que a morte do candidato a presidente Eduardo Campos (PSB), em acidente de avião no dia 13 de agosto, teria resultado de uma trama da CIA.

O artigo é intitulado “All Factors Point to CIA Aerially Assassinating Brazilian Presidential Candidate” (“Todos os Fatores indicam que a CIA assassinou por via aérea candidato brasileiro à Presidência”). Madsen estabelece que uma derrota de Dilma Rousseff representaria uma vitória para os planos de Barack Obama de eliminar “presidentes progressistas” da América Latina.

Wayne Madsen concedeu entrevista exclusiva a este blog, em que reafirma a tese de que a CIA matou Campos. Ex-oficial da Marinha dos EUA, o jornalista Wayne Madsen é taxativo: “Marina Silva é a favorita de Obama e do George Soros. Marina defende que os EUA comandem a globalização, livre comércio, investimentos privados e Marina é pró-Israel: Marina é do jeito que o Pentágono e Wall Street adoram”. Ele é taxativo: os técnicos da National Transportation Safety Board, órgão dos EUA que investiga acidentes, vieram ao Brasil para levar as provas do acidente de Campos para os EUA – e sumiram com elas.


Wayne Madsen é jornalista e ex-oficial da Marinha dos EUABlog do Tognolli - Você conhece algum caso nos EUA que envolva não gravação de conversações e fatos similares aos de Campos?

Wayne Madsen- O caso da queda do avião de Campos não recebeu nenhuma cobertura na mídia dos EUA. Mas aqui nos EUA já vimos casos similares em não divulgação de teor de caixas pretas após grandes acidentes, como no caso da quedas do TWA 800, vôo American Airlines 587 de Nova York a Santo Domingo, na República Dominicana, e queda dos aviões do senador Paul Wellstone e de John F Kennedy Jr. 

Nota do blog: sobre a morte de Wellstone há esse site:


Nota do blog: John Fitzgerald Kennedy, Jr. (25 de Novembro de 196016 de Julho de1999), conhecido também como John F. Kennedy, Jr., JFK Jr., John Jr., John Kennedy ou John-John, era um advogado, jornalista e editor estadunidense. Era filho de John F. Kennedy e de Jacqueline Kennedy Onassis e irmão mais novo de Caroline Schlossberg.

Em 1995, John Kennedy, Jr. fundou a revista George.

Em 21 de Setembro de 1996, casou-se com Carolyn Bessette.

Três anos depois, em 16 de Julho de 1999, John, sua esposa Carolyn e sua cunhada Lauren morreram num acidente de avião.1 Kennedy estava pilotando o monomotor. Os três estavam indo para o casamento da prima de John, Rory. Ele faleceu aos 38 anos e seu corpo foi cremado.

Blog do Tognolli -Você apenas opina sobre a participação da CIA na morte de Campos ou tem elementos como indícios de prova material?

Wayne Madsen -Os rastros do envolvimento da CIA na morte de Campos são as anomalias técnicas que envolvem a queda e a confusa história da propriedade do avião. A L3 Communications and Textron prestam serviços para a CIA.

Nota do Blog: A L-3 Communications, Inc. é uma empresa de Defesa americana, baseada em Manhattan, Nova York, que fabrica equipamentos de “Controle e Comando”, Comunicações, Inteligência, Monitoramento, sistemas de reconhecimento, aviônica, além de instrumentação e produtos oceânicos e aeroespaciais. A empresa possui 63.000 funcionários e um faturamento superior a 15 bilhões de dólares. Seus principais clientes são o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, a CIA, a NASA e diversas empresas de telecomunicação e forças armadas internacionais.

A Textron Company é uma holding norte-americana que controla empresas fabricantes de aeronaves civis e militares.

A Textron foi fundada em 1923, por Royal Little, como Special Yarns Company hoje inclui empresas em diversos ramos de negócios como:

Blog do Tognolli - Quais outros casos envolvem a CIA?

Wayne Madsen - A CIA dispõe de vasta experiência em derrubar aviões: derrubaram o avião dos presidents Roldos, no Equador, Torrijos, no Panamá, do líder revolucionário cubano Camilo Cienfuegos, em 1959, e o também o avião da Cubana 455, em Barbados. A CIA também derrubou o avião do primeiro-ministro de Portugal, Sá Carneiro, e de seu ministro da defesa, mortos na queda do Cessna 421 em Lisboa, em 1980, numa pré-eleição muito parecida agora com a pré-eleição de Campos. Essa queda pavimentou a entrada de um governo português pró-EUA. 

Temos também a morte do candidato presidencial venezuelano Renny Ottolina, morto numa suspeita queda de um Cessna 310, em 1978. Renny Ottolina era um apoiador dos ideias bolivaristas para a integração total da América Latina, ideais que foram mais tarde adotados por Hugo Chavez e eram obviamente combatidos pela CIA. Renny Ottolina seria um futuro alvo primordial da CIA por sustentar esses ideais no poder. O líder político indiano Madhavrao Scindia morreu numa queda suspeita de Cessna C 90 em 2001. Ele era o autêntico marajá da cidade de Gwalior, e se desse certo como líder politico nacional teria trazido de volta as regras de antigos principados, muitas das quais seriam radicalmente opostas à globalização da sociedade Indiana. Ele seria um dos maiores estorvos para a CIA.

Nota do Blog:

Gwalior é uma cidade do estado de Madhya Pradesh, na Índia. Localiza-se no centro do país. Tem cerca de 917 mil habitantes. Foi capital de um principado semi-independente até 1947.

Blog do Tognolli - Por que na sua opinião a CIA escolheu Campos, e não o venezuelano Maduro ou nossa presidente Dilma ?

Wayne Madsen -Porque o PT de Dilma teria nomeado rapidamente um substitute petista caso ela fosse assassinada. Campos virou um alvo para poder elevar Marina e garantir uma derrota a Dilma e ao PT.

Blog do Tognolli - Há casos similares de queda de Cessna 560XLS, como o de Campos?

Wayne Madsen -Não, esse avião tem índices de segurança exemplares. Mas o avião de John F Kennedy Jr era um Cessna que suspeita-se tenha sofrido sabotagem. Um Cessna 310 caiu e matou o republicano Hale Boggs, um membro dissidente da comissão Warren, que investigava a morte do president John Kennedy. Hale Boggs acusava a CIA de estar por detrás do assassinato do president John Kennedy. A queda de um Cessna 335 matou também o governador do estado do Missouri, Mel Carnahan, um dia antes das eleições.

Nota do Blog:

A Comissão Warren (nome oficial The President’s Commission on the Assassination of President Kennedy), foi estabelecida em 29 de Novembro de 1963 pelo presidente dos Estados Unidos da América Lyndon B. Johnson para investigar o assassinato do presidente John F. Kennedy.

Blog do Tognolli - Por que você não confia nos membros da National Transportation Safety Board, que veio ao Brasil investigar a queda do Cessna de Campos?

Wayne Madsen -Porque esse pessoal da NTSB foi publicamente acusado de acobertar as causas da quada do TWA 800

Blog do Tognolli - Como ex oficial da Marinha dos EUA, você foi um dos responsáveis por ter implantado o primeiro programa de segurança deles. Você dispoõe de fontes militares para acusar a CIA na morte de Campos?

Wayne Madsen -Eu de fato tenho muitas fontes da comunidade de inteligência dos EUA que acusam o diretor da CIA, John Brennan, de participar de mortes praticadas pela CIA em serviços clandestinos que fazem parte rotineira das operações diárias da CIA.

Blog do Tognolli - Como a CIA mascara crimes, como você sugere tenha sido feito com Campos?

Wayne Madsen - Mascaram fazendo com que tais crimes se pareçam com acidentes e depois passam a acusar quem os põe em xeque como sendo teóricos da conspiração, fazendo uso de jornalistas pagos pela CIA para disseminar a propaganda dos serviços de inteligência dos EUA.

Blog do Tognolli - Como a National Transportation Safety Board opera então no Brasil?

Wayne Madsen - O pessoal da NTSB só atua em nome do governo doa EUA, sempre acusando alguém pela queda de aviões, para despistar, como fizeram agora contra o governo da Rússia, acusando-o de ter derrubado o avião da Malásia Airlines 17 na Ucrânia.

Blog do Tognolli - Quem são os políticos favoritos dos EUA no Brasil e quem são os mais odiados?

Wayne Madsen - Marina Silva é a favorita de Obama e do Soros. Marina defende que os EUA comandem a globalização, livre comercio, investimentos privados e Marina é pró-Israel: Marina é do jeito que o Pentágono e Wall Street adoram.

Blog do Tognolli - Como um repórter investigativo brasileiro poderia ter atuado no caso Campos?

Wayne Madsen -Jamais deveriam ter permitido que o pessoal da National Transportation Safety Board tivesse sido permitido a retirar evidências e dados físicos da cena da queda do avião de Campos e os levado aos EUA: jamais.

Nota do Blog: George Soros (Budapeste, 12 de Agosto de 1930) é um empresário e homem de negócios húngaro-americano. Ficou famoso pelas suas atividades enquanto especulador, nomeadamente em matéria de taxas de câmbio, chegando a ganhar 1 bilhão de dólares em um único dia apostando contra o banco da Inglaterra, bem como pela sua atividade filantrópica, que apoiou entre outros, a Universidade Central Europeia.

FONTE:
https://br.noticias.yahoo.com/blogs/claudio-tognolli/exclusivo-jornalista-e-ex-oficial-de-inteligencia-da-122442862.html
Share:

Tecnologia MATRIX: Óculos de realidade virtual terá câmera embutida e tela OLED


Empresa Vrvana busca financiamento na internet para o projeto do Totem

Óculos Totem possui câmeras embutidas, aumentando a experiência de realidade virtual

Foto: Vrvana / Divulgação

A empresa canadense Vrvana anunciou na semana passada seu novo projeto de óculos de realidade virtual, o Totem. Concorrente do Oculus Rift e do Project Morpheus, sua principal diferença são as duas câmeras embutidas.

O Totem é capaz de escanear o ambiente e ler os movimentos e o posicionamento do usuário por meio das câmeras instaladas no aparelho. Além disso, elas podem transmitir imagens de fora dos óculos sem precisar removê-lo.

O aparelho possui lente de OLED com resolução de 1080 pixels e campo de visão de 90 graus. Outra novidade é o foco individual para cada olho, possibilitando o ajuste para quem tem problemas de visão.

O Totem ainda está em desenvolvimento. Os interessados podem contribuir no site da Vrvana.

por: Cross Content,

Via: 
http://m.terra.com.br/noticia?n=f99b723e914a8410VgnVCM3000009af154d0RCRD&a=noticias&s=2&c=tecnologia&e=especiais_noticias_br
Share:

China produz e exporta instrumentos de tortura, diz Anistia

Equipamentos como cassetetes elétricos que não deixam marcas teriam sido vendidos para países com histórico de abusos de direitos humanos


A China alega que o relatório da Anistia sobre exportação de itens de tortura não é confiável
Foto: Anistia Internacional / BBCBrasil.com

A Anistia Internacional denunciou mais de 130 empresas chinesas por suposto comércio de equipamentos policiais que poderiam ser usados em ações de tortura e abusos de direitos humanos. Entre os instrumentos estão armas de choque, cassetetes com cravos de metal e cadeiras para contenção de suspeitos em interrogatórios.

Segundo a correspondente da BBC em Pequim, Celia Hatton, apenas uma das empresas denunciadas teria lucrado mais de US$ 100 milhões por ano fornecendo cassetetes elétricos e algemas para dedos para 40 países da África.

Muitos desses produtos poderiam ser usados em ações policiais legítimas, mas teriam sido fornecidos para nações com histórico de abusos de direitos humanos. De acordo com o relatório, equipamentos também teriam sido vendidos para nações do sudeste da Ásia.

A chancelaria chinesa disse à agência de notícias Reuters por meio de uma porta-voz que o relatório da Anistia seria duvidoso. "Essa organização internacional é sempre tendenciosa contra a China e duvidamos da autenticidade do relatório que foi divulgado".

Itens
A Anistia Internacional listou ao menos três principais classes de itens que classificou como "instrumentos de tortura moderna".

A primeira é formada basicamente por cassetetes elétricos que em tese permitem aplicar choques em áreas sensíveis do corpo, como genitais, virilha ou orelhas sem deixar marcas das agressões.

A segunda são cassetetes com cravos de metal fabricados sistematicamente apenas na China, mas que, segundo a entidade, seriam exportados para o Camboja e repassados ao Nepal e à Tailândia.

A última classe é a das algemas de pernas, de pescoço e cadeiras de retenção. Esses aparelhos seriam capazes de dificultar a respiração e a circulação sanguínea das vítimas. Ele seriam usados por forças policiais de diversos países, incluindo aqueles com histórico de abusos de direitos humanos.

A Anistia Internacional afirmou que todos esses equipamentos e armas fabricados na China são abusivos e contrários aos padrões internacionais de respeito aos direitos humanos praticados por forças de segurança.
por:
BBCBrasil.com
Share:

MAIS UM ASSASSINATO: Jihadistas anunciam decapitação de refém francês na Argélia

Vídeo mostra o refém, de joelhos, com as mãos atadas atrás das costas, cercado por quatro homens armados e com os rostos cobertos

Grupo já havia ameaçado na última segunda-feira matar Hervé Gourdel (foto), um guia de montanha de 55 anos, caso a França continuasse com seus ataques aéreos no Iraque
Foto: AFP

O grupo ligado ao Estado Islâmico (EI) que sequestrou no domingo um francês na Argélia divulgou nesta quarta-feira um vídeo intitulado "Mensagem de sangue ao governo francês", mostrando a sua decapitação.

Este grupo, Jund al-Khilafa, havia ameaçado na segunda-feira matar Hervé Gourdel, um guia de montanha de 55 anos, caso a França continuasse com seus ataques aéreos no Iraque, um ultimato rejeitado na terça-feira pelo presidente François Hollande.

O vídeo, postado em sites jihadistas, começa com imagens de Hollande na coletiva de imprensa durante a qual anunciou a participação da França nos ataques contra o EI no Iraque.

Em seguida, mostra o refém, de joelhos e com as mãos atadas atrás das costas, cercado por quatro homens armados e com os rostos cobertos.

Um dos homens lê uma mensagem em que denuncia a intervenção dos "cruzados criminosos franceses" contra os muçulmanos na Argélia, no Mali e no Iraque.

A Argélia mobilizou nos últimos dois dias cerca de 1.500 soldados na Cabília (nordeste) para tentar encontrar Herve Gourdel.

Este montanhista foi sequestrado em Tizi N'kouilal, numa encruzilhada no coração do parque nacional Djurdjuran, antigamente muito frequentado por turistas mas que se tornou santuário de grupos islâmicos armados a partir da década de 90.

A encenação de sua decapitação se assemelha ao assassinato dos dois jornalistas americanos sequestrados na Síria, James Foley e Steven Sotloff, e do ativista humanitário britânico David Haines por membros do EI nas últimas semanas.

por: 
AFP

Via: http://m.terra.com.br/noticia?n=ab14dce6838a8410VgnCLD200000b1bf46d0RCRD&a=noticias&s=2&c=mundo&e=especiais_noticias_br
Share:

ATENÇÃO: Assange acusa o Google de atuar sob os interesses dos EUA


O Google não vende um produto, as pessoas são seu produto. Parece um organização branda, um pátio de colégio, mas não é, assegurou Assange
Foto: John Stillwell / Reuters

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, criticou o Google e seu ex-presidente, Erich Smichdt, em uma videoconferência nesta quarta-feira com alguns seguidores em Nova York, e acusou a gigante de internet de atuar sob os interesses do governo dos Estados Unidos.

Assange, que anunciou em agosto que "sairia em breve" da embaixada do Equador em Londres, onde se encontra asilado há dois anos, apresentou seu último livro, "When Google Met WikiLeaks", em uma conversa à distância com uma galeria de arte aonde estavam presentes cerca de 100 pessoas.

O fundador do Wikileaks opinou que os que lhe acusam de ser "paranoico" ou "traidor" têm comportamentos "ridículos", e ironizou as vantagens de encontrar-se em asilo político na embaixada equatoriana no Reino Unido.

"Tenho mais tempo para mim, para pensar e para escrever este livro", brincou.

No entanto, Assange não revelou quando pretende interromper sua estadia na embaixada, e só se limitou a falar do conteúdo de seu livro, no qual acusa o Google de ter se transformado em uma nova forma de "colonização" ao "utilizar a todas as sociedades como seu alvo".

"O Google não vende um produto, as pessoas são seu produto. Parece um organização branda, um pátio de colégio, mas não é", assegurou o jornalista, que considera que a empresa atua sob a influência da Agência de Segurança Nacional (NSA), já que "ordena, indexa e organiza a informação privada das pessoas".
por:
EFE

VIA: http://m.terra.com.br/noticia?n=01eff412ecaa8410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD&a=noticias&s=2&c=mundo&e=especiais_noticias_br
Share:

Sobre Mim

Minha foto
UMA PESSOA SINCERA, TEMENTE A DEUS E SERVO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. INTIMIDADE ALÉM DAS APARÊNCIAS!!!! APOIO OS SEGUINTES LINKS: (www.observandoanovaordem.blogspot.com/) (www.simceros.org/) CANAL OTANERY1, DO YOU TUBE.

Blogger Themes

Total de visualizações de página

Seguidores deste canal

Arquivo Geral do Blog

Minha lista de Sites e Blogs Parceiros

Translate this page

Receba notícias em seu e-mail

Hora Certa

Elite Maldita

Subscribe here to get our newsletter in your inbox, it is safe and EASY!

UOL AFILIADOS

LOMADEE.COM

LOMEDEE.COM