Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

Imagens das publicações mais destacadas deste canal alternativo

São imagens referentes às verdades mundiais, que a mídia dominada pela ELITE MALDITA, não revelam e tentam abafar. Aqui nós mostramos sem cortes....

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Israel e palestinos se acusam na ONU de sabotar negociações de paz

Por Mirjam Donath

NAÇÕES UNIDAS, 29 Abr (Reuters) - Representantes israelenses e palestinos aproveitaram uma reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas sobre o Oriente Médio, nesta terça-feira, para trocarem acusações mútuas publicamente pelo mais recente fracasso nas frágeis negociações de paz, no momento em que expirou a data-limite para um acordo.

O coordenador especial da ONU para o processo de paz no Oriente Médio, Robert Serry, disse ao Conselho de Segurança, formado por 15 nações, que os líderes israelense e palestino têm de "convencer um ao outro novamente de que são parceiros para a paz".

Tanto o embaixador de Israel na ONU, Ron Prosor, como o observador palestino, Riyad Mansour, expressaram seu compromisso com a paz. Mas eles também trocaram acusações mútuas de minar a mais recente tentativa de garantir um acordo nas negociações mediadas pelos EUA.

"Israel tem mantido a sua posição contrária e persistente com suas violações graves, constantemente reafirmando o seu papel como ocupante e opressor, e não como pacificador", afirmou Mansour ao conselho. "Mais uma vez, Israel tem impedido os esforços de paz."

O representante de Israel atribuiu aos palestinos a responsabilidade pela suspensão das negociações de paz.

"Os palestinos prometem diálogo enquanto fermentam o ódio", Prosor disse ao conselho. "Eles prometem tolerância e celebram terroristas. E eles fazem compromissos quase tão rapidamente quanto os rompem."

Prosor acusou o presidente palestino, Mahmoud Abbas, apoiado pelo Ocidente, de abandonar a oportunidade de dançar um "tango com Israel" em favor de se juntar ao Hamas.

Nove meses atrás, os Estados Unidos lançaram novas negociações entre israelenses e palestinos para acabar com o conflito de décadas e ajudar a criar um Estado palestino na Cisjordânia e na Faixa de Gaza.

As negociações fracassaram na semana passada, e os EUA culparam ambos os lados por não se comprometerem antes do prazo final de 29 de abril.

A embaixadora dos EUA na ONU, Samantha Power, disse ao conselho que o governo norte-americano vai continuar a apoiar as negociações entre os dois lados.

"Nós claramente chegamos a um momento difícil, mas continuamos a acreditar que só há uma solução real viável para o conflito palestino-israelense: dois Estados lado a lado em paz e segurança", disse ela. "Se as partes estão dispostas a percorrer o caminho, este caminho, nós estaremos lá para apoiá-las."

Israel suspendeu as negociações com os palestinos em resposta ao inesperado pacto de unidade firmado por Abbas com o grupo islâmico Hamas, que Israel e os EUA consideram uma organização terrorista.

Por sua vez, a Autoridade Palestina está irritada com a expansão de assentamentos judaicos em terras que pretende incluir em um futuro Estado palestino e com a decisão israelense de adiar a libertação de um último grupo de presos palestinos em Israel, parte de um acordo anterior.

"A convergência de má-fé de Israel nas negociações, incluindo se negar a cumprir o acordo de libertação de prisioneiros, e suas ações ilegais no terreno, particularmente a intensificação das atividades de assentamento e agressões incessantes em Jerusalém Oriental ocupada, prejudicaram seriamente o processo de paz", disse Mansour.

Prosor deixou claro que Israel não vai mudar a sua recusa em dialogar com o Hamas.

"Qualquer um que se pergunta por que Israel não negociará com o Hamas pode muito bem estar se perguntando por que ninguém aparece para jantares organizados por Hannibal Lector", disse Prosor, referindo-se a um assassino em série que se tornou popular em uma série de filmes de Hollywood.

© Thomson Reuters 2014 All rights reserved.

Fonte:
Agência Reuters


Share:

OMS alerta para difusão global de doenças resistentes a drogas


Por Kate Kelland

LONDRES, 30 Abr (Reuters) - A difusão de agentes patogênicos capazes de resistir aos mais poderosos antibióticos deixou de ser um mero temor para se tornar algo que está acontecendo neste momento no mundo todo, segundo um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgado nesta quarta-feira.

A resistência aos antibióticos tem o potencial de afetar todas as pessoas, de qualquer idade e em qualquer país, e se tornou uma grande ameaça à saúde pública, com "implicações que serão devastadoras".

"O mundo se encaminha para uma área pós-antibióticos, em que infecções comuns e pequenas lesões que durante décadas foram tratáveis poderão novamente matar", disse Keiji Fukuda, diretor-geral-assistente da OMS para a segurança da saúde.

Em seu primeiro relatório global sobre a resistência a antibióticos, com dados de 114 países, a OMS disse que superbactérias capazes de burlar até os mais violentos antibióticos --uma classe de medicamentos chamada carbapenêmicos-- já foram encontradas em todas as regiões do mundo.

A resistência é causada pelo uso inadequado e/ou excessivo dos antibióticos, o que estimula as bactérias a desenvolverem novas formas de driblá-los.

Poucos novos antibióticos foram desenvolvidos e lançados nas últimas décadas, e fazer isso é uma corrida contra o tempo, já que as infecções cada vez mais envolvem "superbactérias" resistentes inclusive aos medicamentos reservados pelos médicos para os casos mais extremos.

Estima-se que apenas um desses agentes patogênicos resistentes, chamado MRSA, cause cerca de 19 mil mortes por ano nos EUA --bem mais do que o HIV/Aids-- e um número semelhante na Europa.

A OMS disse que em alguns países, por causa da resistência, os carbapenêmicos funcionam atualmente em menos de metade das vítimas de infecções hospitalares comuns atribuídas à bactéria "K. pneumoniae", que provoca doenças como pneumonia, infecções sanguíneas e infecções em recém-nascidos e pacientes de UTIs.

A resistência a um dos antibióticos mais usados no tratamento de infecções urinárias pela bactéria "E. coli" --os medicamentos chamados de fluoroquinolonas-- também está muito disseminada, segundo a OMS.

Na década de 1980, quando essas drogas foram lançadas, a resistência era praticamente nula, segundo o relatório.

"A não ser que tomemos medidas significativas para melhorar os esforços e prevenir infecções e também modificar a forma como produzimos, receitamos e usamos antibióticos, o mundo irá perder cada vez mais esses bens da saúde pública, e as implicações serão devastadoras", disse Fukuda em nota.

Fonte:
http://br.reuters.com/article/worldNews/idBRSPEA3T02L20140430?sp=true
Share:

Coação e Desinformação causam confusão sobre os perigos da vacina





Jornalista Claire McCarthy escreveu um artigo de opinião para explicar seu ponto de vista sobre como as doenças estão viajando "facilmente de um lugar para outro ... [porque] mais e mais pessoas não estão vacinando seus filhos."

McCarthy afirma que "a recusa vacina não afeta apenas o seu filho. É ruim o suficiente para que o seu filho poderia pegar sarampo ou pólio ou coqueluche ou uma das outras doenças imunopreveníveis (estas doenças pode ser contagiosa antes que as pessoas percebem que têm eles, e você nem sempre pode controlar quem você acabar ao lado de o parque ou supermercado ou consultório médico). Mas se o seu filho pega um deles, eles podem se espalhar para outras pessoas-como recém-nascido do seu amigo ou o vizinho com câncer ou um avô idoso, as pessoas que, por diversas razões, ou não podem ser imunizados ou não estão totalmente protegidos. "

Em outro artigo , o jornalista Jill Filpovic afirma que "opting out de vacinas ou insistindo em uma programação para administrar os coloca outras pessoas em risco (porque o seu próprio filho poderia ser protegido por imunidade de rebanho) é inescrupulosamente egoísta."

Flipovic continua sobre a forma como a escolha de não vacinar não é uma "questão de escolha pessoal", porque o impacto é global.

Este jornalista insiste que "o impacto mais assustador de negação vacina é o simples fato de que, quando somos capazes de atravessar as fronteiras com facilidade e acesso à informação de todo o mundo, é muito mais fácil de espalhar as duas doenças mortais e más idéias."

Relatos da mídia afirmam que, em 2012, havia 175, que resultaram em 20 internações "casos de sarampo confirmado". "

Neste artigo, afirmou-se que 98% desses pacientes foram supostamente sarampo não vacinadas.

Na verdade, há dois anos, a Academia Americana de Pediatria (APP) divulgou uma declaração em favor de timerosal, um conservante à base de mercúrio que é prejudicial para a saúde de quem é vacinado.

Dr. Louis Cooper da Universidade de Columbia afirma que a pesquisa mostra que Thimerosal causar danos às crianças.

Em 2004, o Instituto de Medicina dos EUA realizou uma revisão de segurança que não encontrou nenhuma evidência foi viável afirmar que Thimerosal está ligado aos incidentes crescentes de autismo.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) concordou com esta conclusão em um estudo divulgado em 2010.

A Coalizão da Droga Mercury-livres têm fornecido o Programa Ambiental da ONU (UNEP), com evidência pesquisado que descreve, sem disputa que Thimerosal é perigosa para o corpo humano a partir de exposição em vacinas e obturações dentárias que contêm amálgama de prata à base de mercúrio.

Com esta pesquisa, a UNEP tem um plano para eliminar progressivamente Thimerosal por causa de sua ligação com distúrbios neurológicos, autismo e outros problemas de saúde.

Em 1997, um estudo que provou a ligação entre autismo e vacinas foi ignorado pela Food and Drug Administration (FDA) e reprimida pelo CDC.

Laura Hewitson, Ph.D. e principal pesquisador, estudou macacos que receberam a mesma vacina MMR exatamente como as crianças em 1994 - 1999 Os. resultados , intitulado "Influência de vacinas pediátricas em amydgala crescimento e ligante opióide obrigatório em bebês rhesus: Um estudo piloto" foram publicados em Acta Experimentos neurobiológicas em 2010. Esta vacina tem o conservante timerosal mercúrio base.

Hewitson descobriu que: "Vaccine expostas e crianças de controle de injeção de solução salina [macacos] passou por ressonância magnética e PET de imagem em cerca de 4 e 6 meses de idade, o que representa dois prazos específicos dentro do calendário de vacinação. . . Estes resultados sugerem que as alterações no volume de maturação amígdala e a capacidade de ligação de [11C] DPN na amígdala foi alterada de forma significativa em macacos infantis que receberam o esquema vacinal ".

O trabalho de pesquisa documentado que houve alterações biológicas importantes e comportamentos alterados que ocorreram nos macacos vacinados que eram idênticos para crianças diagnosticadas com ASD (autismo).

Sofrem de autismo desenvolver um amplo espectro de sintomas que vão desde:

• constrangimento social leve 
• síndrome de Asperger 
• retardo mental profundo 
• Debilitante comportamentos repetitivos 
• Incapacidade de comunicar

O macaco não vacinadas não apresentaram alterações ou sintomas de qualquer natureza.

Em 2003, um estudo saiu da Dinamarca, que mostrou que quando os médicos pararam de usar as vacinas que continham o Thimerosal à base de mercúrio, os incidentes de autismo começaram a reduzir drasticamente.

Quando o estudo foi publicado pelo CDC, a agência mudou os resultados de dizer que a remoção de Thimerosal foi realmente a causa direta das taxas de autismo subindo.

Os autores do estudo em contato com o CDC, a respeito de sua mudança sem a permissão expressa dos autores antes da publicação. Uma investigação concluiu que os editores da Revista foram coagidos pelo CDC para imprimir os dados.

-Fonte: http://www.occupycorporatism.com/home/cover-ups-disinfo-cause-confusion-vaccine-dangers/#sthash.bHLooelv.dpuf
Share:

Jornal denuncia: PT treina guerrilheiros virtuais para destruir reputações e espalhar mentiras na internet


Jefferson Monteiro que, segundo fontes, recebe R$ 100 mil mensais para fazer o fake Dilma Bolada, ensinou aos petistas os segredos de como fazer sucesso com perfis falsos nas redes sociais.


Franklin Martins, o capo do PT para as redes sociais, destilou o seu ódio contra a mídia no Camping Digital do PT.

O criador da Dilma Bolada com Alexandre Padilha, envolvido no escândalo da Operação Lava-Jato

Um dos editoriais de hoje do Estado de São Paulo, intitulado " A guerra virtual do PT" aborda, com riqueza de detalhes, a rede de podridão e mentiras que o partido montou na internet para atacar adversários, a mídia e, principalmente, a verdade. Sabe-se que ela envolve o uso de estruturas públicas como o Serpro (em 2010) e a Eletrobras (neste ano), dentro da política de se apossar indevidamente de recursos públicos para eternizar o projeto de poder deste partido corrupto e mensaleiro, cada vez mais atolado na lama. Leia, abaixo, o editorial do Estadão:

A ordem do ex-presidente Lula, que mandou o PT "ir pra cima" daqueles que expõem os malfeitos do partido, foi perfeitamente entendida. Os petistas estão articulando uma verdadeira guerrilha para atuar nas redes sociais durante a campanha eleitoral. "Não deixem ataque sem defesa", disse o presidente do PT paulista, Emídio de Souza, a participantes de um "camping digital" promovido pelo partido para treinar essas milícias virtuais. É com esse ânimo que os petistas se aprontam para o que consideram ser uma guerra - na qual a verdade é o que menos importa.

Motivos não faltam para que o PT se preocupe. Multiplicam-se evidências de que o escândalo da Petrobrás é muito maior do que o noticiado até agora. Além disso, o eleitorado começa a se dar conta de que a imagem de administradora competente atribuída pela propaganda oficial à presidente Dilma Rousseff não corresponde à realidade. Quando fala em rebater os "ataques" que sofre, o partido pretende negar a realidade, desqualificar os que pensam de modo diferente e propagar teorias da conspiração para justificar os problemas reais do País que governa.

Nada melhor, para isso, do que o lado obscuro das redes sociais, onde o descompromisso com os padrões éticos e técnicos do jornalismo profissional permite que mentiras sejam tomadas como verdades e que verdades sejam combatidas com mentiras repetidas mil vezes. Reputações são dizimadas em alguns cliques.

Para um partido que se vê como a encarnação da vontade popular e que considera as opiniões divergentes como manobras dos "inimigos do povo", nenhum esforço é pequeno para denunciar os algozes do "novo Brasil" construído pelo lulopetismo. O tal "camping digital" que o partido montou para doutrinar seus seguidores respeita esse espírito: adestrar seu exército para disseminar a "verdade oficial" - não só em páginas do partido, mas também na forma de patrulha sistemática em sites e blogs alheios.

Nesse encontro petista, cerca de 2 mil inscritos ouviram dicas sobre como ganhar audiência em blogs, defender o partido na internet e navegar sem deixar rastros que permitam a identificação - a desculpa esfarrapada é, conforme o programa oficial, "dar prejuízo à NSA", a agência de espionagem americana acusada de bisbilhotar a internet no resto do mundo; na prática, porém, trata-se de aprender a espalhar inverdades de forma anônima, evitando processos judiciais.

Além disso, os militantes, com presumível excitação juvenil, puderam assistir a "debates" didáticos, como o intitulado Como as elites e a mídia desconstroem a verdade dos fatos, e também à palestra Internet, informação e disputa política,proferida pelo ex-ministro Franklin Martins - que está na vanguarda da luta dos radicais petistas para amordaçar a mídia crítica ao governo e que gostaria de ver o PT aparelhar a internet tanto quanto aparelhou a administração.

De quebra, em um debate sobre como responder às críticas sobre os gastos com a Copa, a audiência pôde desfrutar das opiniões de Jânio Carvalho Santos, ex-diretor da torcida organizada Mancha Alviverde, do Palmeiras, que já foi preso pela morte de um torcedor corintiano e por tumultos durante um jogo. Em uma das sentenças, o juiz informou que Jânio tem personalidade "voltada para a prática de atos violentos e conduta social reprovável".

Não é de hoje que o PT trata a internet como trincheira. No seu 4.º Congresso, em 2011, foi lançada a ideia da Militância em Ambientes Virtuais (MAV, na sigla petista), organizada para infestar as redes sociais com os ataques a adversários e à imprensa independente. É, portanto, oficial - e esses grupos estão espalhados pelo País, disseminando as distorções produzidas por jornalistas que estão a serviço do governo.

Em recente entrevista a esses jornalistas camaradas, Lula disse que é preciso uma política de comunicação "agressiva", para "defender com unhas e dentes aquilo que a gente acredita que seja verdadeiro". É nesse clima que a guerrilha virtual petista está aquecendo os músculos para fazer a versão do partido prevalecer sobre os fatos.

Fonte: coturnonoturno.blogspot.com.br

Share:

Atenção: Sociedade sem dinheiro se inicia


Nós explicamos como os clientes dos bancos podem usar o novo serviço 'Pagam' para enviar e receber dinheiro

Um novo serviço de pagamento, Pagam, lançou hoje, permitindo que os clientes dos bancos para enviar dinheiro usando apenas um número de telefone móvel.

Quase 400 mil pessoas já se inscreveram para o novo serviço desde o registo abriu há três semanas.
Nove bancos e sociedades de construção têm adotado o serviço até agora, e os clientes desses provedores já podem se inscrever para usar o serviço. Os provedores são Bank of Scotland, Barclays, Cumberland Building Society, Danske Bank, Halifax, HSBC, Lloyds Bank, Santander e TSB.

Outros bancos e sociedades de construção se comprometeram a unir Pagam mais tarde em 2014. Estes incluem Clydesdale Bank, First Direct, NatWest, o Royal Bank of Scotland, Ulster Bank e Banco Yorkshire.

Nationwide Building Society confirmou a sua intenção de se juntar em 2015.

Os clientes podem utilizar o serviço de Pagam para enviar até £ 250 por dia (embora alguns bancos e sociedades de construção terá um limite diário superior) usando um número de celular, sem a necessidade de um número de código de classificação e conta.

Os usuários não-smartphones podem se cadastrar para receber pagamentos, no entanto, um aplicativo de telefone inteligente é necessário para enviar o dinheiro.

Como usar Pagam para receber o dinheiro:

• Registre o seu número de telemóvel e da conta corrente que você quer que seus pagamentos feitos em com o seu banco, seja on-line ou com o seu aplicativo móvel.

Fale com o seu banco se precisar de mais informações sobre como se inscrever.
Como usar Pagam para enviar dinheiro:

• Baixe o seu banco ou aplicativo bancário móvel da sociedade de construção
• Selecione o número de um amigo usando seus contatos ou insira um número de celular manualmente
• Confirme o nome do destinatário ea quantidade e pressione send

Cerca de um em cada quatro clientes do banco planeja usar o novo serviço Pagam, investigação pela Inteligência do Consumidor encontrado.

Vinte e cinco por cento dos clientes disseram que iriam usar o esquema, com a figura subindo para 39pc entre aqueles com idade entre 18 e 34 anos.

Quarenta e sete por cento dos 2.000 titulares de contas correntes feitas, disse que não iria usar Pagam como estavam preocupados com a segurança e dinheiro indo em falta.

Ernest Doku, especialista em telecomunicações uSwitch.com, disse que os temores sobre o roubo de smartphones que contenham dados pessoais, e um número limitado de patners até agora "colocar freios sobre a aceitação desta tecnologia."

"Ele continua a ser visto se Pagam pode construir a confiança suficiente nos consumidores -, bem como entregar um método de pagamento simples e seguro - a fim de promover a absorção em massa", acrescentou.

O que mais há para a transferência de dinheiro pelo celular?

Barclays Pingit aplicativo, que está disponível para os clientes do Barclays e não Barclays, também permite que as pessoas para fazer pagamentos usando apenas os números de telefone móvel.

Ele pegou 2,5 milhões de usuários regulares em apenas 18 meses após o seu lançamento em 2012.
E para pagar em uma loja?

Outro esquema de pagamento móvel, chamada Zapp , está programado para ser lançado no próximo Outono.

O aplicativo permitirá aos usuários fazer pagamentos no caixa de uma loja ou restaurante usando um telefone celular, que está ligado à sua conta bancária.

O sistema será construído em aplicativos móveis existentes dos bancos para transformá-las em sistemas de pagamento imediato, ou seja, os clientes podem transferir dinheiro para um comerciante, sem ter que entregar dinheiro ou um cartão.

HSBC, First Direct, Nationwide, Santander e Metro Bank ter tudo assinado até o serviço, e mais bancos devem seguir.

Google Wallet , um sistema de pagamento móvel desenvolvido pelo Google, que permite que seus usuários para armazenar cartões de débito, cartões de crédito, cartões de fidelidade e cartões de presente em seu telefone móvel está disponível apenas nos Estados Unidos.

Os usuários podem tocar seus smartphones em um dispositivo na loja e pagar sem a necessidade de cartões bancários ou dinheiro.

O crescimento da popularidade dos cartões sem contato também é notável. Os números publicados hoje mostrou gastos mensais em cartões sem contato ultrapassou 100 milhões de libras pela primeira vez, de acordo com dados divulgados hoje pelo Reino Unido Cartões Association.

O número de março foi de £ 109.2m, um aumento de £ 22.2m em fevereiro e até 200pc sobre um ano antes. Cerca de 370 torneira e ir transações são feitas agora a cada minuto no Reino Unido - seis a cada segundo. A maioria dos bancos já lançou o serviço aos clientes (um em cada três tem um), permitindo-lhes explorar um leitor de cartão para compras de até £ 20, ao invés de ter que colocar em um número PIN. 


Eles são populares para a compra de um café ou pagar em um ônibus.

O valor médio de uma transação é £ 6,46.

E mais alguma coisa?

Moeda virtual é uma maneira cada vez mais popular para pagamento de bens, também. Bitcoin, uma moeda on-line que foi criado por Satoshi Nakamoto, em 2009, agora é aceito em algumas lojas na Grã-Bretanha.
Primeira máquina de dinheiro Bitcoin do Reino Unido foi aberto no leste de Londres, no mês passado, oferecendo aos clientes a capacidade de trocar as notas de banco por moeda digital em segundos.

Um punhado de cidades britânicas criaram suas próprias formas de moeda, a fim de apoiar as empresas locais e incentivar o comércio dentro da área.

A libra de Brixton (B £), que foi lançado em 2009, é uma moeda em papel físico, que pode ser usado em mais de 250 tranders baseados em Brixton independentes. Destina-se a "trabalhar ao lado de" libras esterlinas, em vez de substituí-lo.

Brixton pound £ 10

Totnes, Lewes, Stroud e Bristol também têm a sua própria moeda, enquanto Hackney, Kingston e Oxford estão em processo de desenvolvimento deles.

O que está acontecendo em dinheiro?

Uso de cheques e dinheiro dos consumidores - incluindo saques em caixas eletrônicos e de balcão - tem diminuído ano-a-ano, de acordo com dados de conta corrente também publicados hoje.

Pagamentos de plástico e automatizadas são agora o método mais popular de pagamento por volume e tamanho das transações, de acordo com Halifax.

Os cartões de débito são utilizados em 56pc de todas as transações, sendo responsável por £ 19,90 de cada £ 100 gastos, enquanto as transações em dinheiro representado apenas 17pc de atividade, para baixo 1.8pc no ano passado, e £ 17,99 de cada £ 100 gastos, até £ 3,03 em o ano passado.

Fonte: http://www.telegraph.co.uk/

Share:

terça-feira, 29 de abril de 2014

Putin quer recriar império soviético, diz premiê da Ucrânia



O primeiro-ministro ucraniano, Arseni Yatseniuk, afirmou neste sábado, em Roma, que o presidente russo, Vladimir Putin, "com sua ofensiva no leste e no sul da Ucrânia, sonha em fazer renascer o império soviético".

Yatseniuk deu uma entrevista coletiva em Roma e depois retornou à Ucrânia antes do previsto por causa da situação em seu país. Assim, ele não participará da cerimônia de canonização dos papas João XXIII e João Paulo II neste domingo.

O primeiro-ministro ucraniano também tachou de "ato de terrorismo" a retenção, na sexta-feira, de 12 observadores militares europeus na Ucrânia por separatistas pró-russos.

Yatseniuk ressaltou que "não só Moscou não condenou este ato, como Putin decidiu sustentar militarmente estes grupos terroristas".

"A Rússia deve retirar suas tropas e nos deixar em paz", acrescentou o primeiro-ministro.

Sobre seu encontro com o papa Francisco, Yatseniuk contou que pediu a ele para "rezar pela estabilidade e a paz" na Ucrânia. "Farei tudo o que puder", disse o papa ao primeiro-ministro da Ucrânia durante o encontro de hoje no Vaticano no qual Francisco o presenteou um caneta "para que possa escrever a paz".

Já Yatseniuk presenteou o papa uma fotografia da Praça da Independência (Maidan) em Kiev em 31 de dezembro e disse: "aqui os ucranianos lutaram pela liberdade e seus direitos".

Após a entrevista coletiva, Yatseniuk lembrou das vítimas que morreram durante a concentração na Praça da Liberdade (Maidan) de Kiev ao acender uma vela na basílica dos ucranianos, Santa Sofia, em Roma e depois foi cantado o hino nacional.

EFE - Agencia EFE - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agencia EFE S/A.

Share:

Putin criará rede de fast-food para concorrer com McDonald's

Presidente ressaltou que a comida russa "deve ser fresca como a caseira, mas elaborada segundo os princípios da produção industrial"



Presidente da Rússia anunciou que deseja desenvolver uma rede russa de fast-food para abrir concorrencia no setor, incluindo a americana McDonald'sFoto: AP

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou nesta segunda-feira que deseja desenvolver uma rede russa de fast-food para abrir concorrencia no setor, incluindo a americana McDonald's.

"Temos uma comida fantástica. A questão principal é como reunir a produção industrial com uma boa qualidade, digamos que melhor do que os possíveis concorrentes, incluindo o McDonald's", declarou Putin, citado pelas agências locais.

O presidente ressaltou que a comida russa "deve ser fresca como a caseira, mas elaborada segundo os princípios da produção industrial".

"Atualmente, é seguro que podemos fazer e, em grande parte, depende de vocês. É preciso criar as condições, mas vocês podem criar condições benéficas para pequenas e médias empresas", declarou Putin a um grupo de deputados locais durante uma visita ao noroeste do país.

As redes fast-food conseguiram se instalar com êxito nas grandes cidades russas, onde os restaurantes costumam ser caros e de baixa qualidade.

Perante a onda de sanções internacionais pela postura de seu governo na crise ucraniana, Putin anunciou uma série de novas medidas, como a criação de um sistema de mudança alternativa ao Ocidente, enquanto alguns políticos apostam pela reorientação das exportações, em particular as energéticas, em direção à Ásia.

EFE - Agencia EFE - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agencia EFE S/A.
Share:

Conheça o AISight - O software de Inteligência Artificial que está sendo instalado em redes de CFTV globalmente


© ITProPortal
 
Se você pensou que as câmeras de CFTV de monitoramento captando cada movimento seu em público era ruim o suficiente, você vai simplesmente amar AISight (pronuncia-se "visão" é claro). A invenção de uma empresa de Houston, Texas baseado chamado BRS Labs (que significa Behavioral Recognition Systems) é dirigido pelo ex-serviço secreto agente especial John Frazzini, e esta plataforma de vigilância orwelliana traz inteligência artificial para todas essas câmeras assustadores que foram instalados em todos os lugares ao seu redor. Aparentemente, esse sistema está sendo instalado em Boston, e já foi implementado em Chicago e Washington. Em caso você vive nessas cidades, eu aposto que você nunca ouviu falar de AISight, e mais importante, eu aposto que houve pouco ou nenhum debate público.
 
 

  A parte mais perturbadora sobre esta plataforma é que essa inteligência artificial define o que é um comportamento "normal" e qualquer coisa que está fora de faixa estreita que pode ser marcada para o potencial de "crime pre". Em última análise, se estas coisas são permitidas a se proliferar, vão condicionar os seres humanos se comportam como autômatos zumbis temerosos de que nada de interessante ou criativo pode ser visto como criminoso. A polícia de Nova York recentemente envolvido em tal comportamento quando ele prendeu um artista de rua de forma ilegal. Agora imagine se um computador poderia fazer o trabalho sem o envolvimento humano. Todo o incidente triste foi capturado em vídeo. Para mais detalhes sobre AISight, nos voltamos para ITProPortal:
Imagine uma grande cidade completamente coberta por um sistema de vigilância de vídeo projetado para monitorar a cada movimento de seus cidadãos. Agora imagine que o sistema é gerido por uma inteligência da máquina fast-aprendizagem, que é projetado para detectar crimes antes mesmo de acontecer. Não, este não é o sonho distópica de um autor de ficção científica cyber-punk, ou os escritores da série de TV "Person of Interest". Esta é Boston, na Costa Leste dos EUA, e em breve poderá ser muito mais cidades ao redor do mundo. Behavioral Recognition Systems, Inc. (BRS Labs) é uma empresa de desenvolvimento de software baseado fora de um bloco de escritórios anódino em Houston Texas, com o lema: ". Novo Mundo Nova de segurança." AISight BRS Labs é diferente porque não depende de um programador humano para dizer o que é um comportamento suspeito. Ele descobre que por si só. O sistema permite que uma máquina para monitorar é meio ambiente e construir um perfil detalhado do que pode ser considerado um comportamento "normal". A AI pode, então, determinar que tipo de comportamento é anormal, sem humano pré-programação.
Apenas o que o mundo precisa. Ah, mas espera, ele fica ainda melhor ...
Além do mais, AISight aprende de forma permanente e registros quando ocorrem mudanças no comportamento normal, de forma que nenhum de programação em curso é exigido de operadores humanos. A fim de fazer isso, emprega uma tecnologia conhecida como "redes neurais artificiais", que imita o funcionamento do cérebro humano. Além do mais, o sistema de BRS Labs é extremamente fácil de implementar mesmo em grandes redes díspares de equipamentos de câmera desatualizado. A empresa alega que precisa máximo de apenas alguns dias para a instalação completa de hardware e software.
Tão rápido que o público não terá uma chance para o debate público!
Depois disso, o sistema define sobre "autonomamente a construção de uma base de conhecimento em constante mudança de atividade visto através de cada câmera em sua rede de vídeo." O software já está em vigor em outras cidades dos Estados Unidos, como Chicago e Washington. "O nosso sistema vai descobrir coisas que você nunca pensou em procurar", disse Wesley Cobb, diretor científico BRS. "Você nunca pensou em procurar um carro de condução para trás até a entrada de uma garagem, por exemplo. Nosso sistema vai achar que e alerta sobre ele, porque ele é diferente do que normalmente vê. Ele ensinou-se o que procurar."
Como cerca de riso, é que proibiu ainda? Que tal pensar?
As preocupações com a segurança inevitáveis ​​já foram levantadas. Enquanto BRS afirma ser "preocupado com os direitos de privacidade dos indivíduos em todos os lugares", não é difícil imaginar um futuro onde todos os nossos movimentos são avaliados, quantificados e julgados pelas gerações cada vez mais inteligentes de inteligência artificial. Há uma câmera de segurança para cada 11 pessoas no Reino Unido, e tem sido relatado que o cidadão britânico médio é gravado em câmera mais de 300 vezes a cada dia.
Tenha servos divertidas. Agora confira o vídeo promocional. Como completamente assustador é a voz sobre ele ...
Em liberdade, Michael Krieger
FONTE:
http://www.sott.net/article/277953-Meet-AISight-The-Artificial-Intelligence-software-being-installed-on-CCTV-networks-globally 
Share:

Nesta primavera, o Oriente Médio se prepara para 'batalha de fim de tempo'

vai-nuke-war-começar-Médio Oriente
É Primavera no Oriente Médio. As temperaturas em elevação e o fim da chuva e neve fazem combate mais agradável. O calor sufocante e da umidade do verão ainda estão para começar. Em última análise, a luta e trauma têm marcadamente exacerbou a profunda desconfiança entre xiitas e sunitas. No cerne é o papel do Irã xiita no novo-velho Oriente Médio.
Voltar no Verão de 2012, os jihadistas interpretaram seu triunfo iminente no Afeganistão e Paquistão, juntamente com a ascensão do Irã, como o início do fatídico "Fim-de-Time Battle" para o Oriente Médio.
De acordo com os provérbios atribuídos ao profeta Maomé, o estabelecimento do Emirado Islâmico do Khorasan (que abrange as repúblicas da Ásia Central, Afeganistão, Paquistão, Caxemira e Irã) criaria condições propícias para o triunfo do Islã na Batalha "End-of-Time ". De acordo com palavras do Profeta, as forças jihadistas, então, chegar no Oriente Médio a partir do Oriente e travar a batalha vitoriosa fatídico para a libertação de Bilad al-Sham (país história da Síria) e al-Jazira, eo estabelecimento da Mesquita de al-Aqsa em Jerusalém (Qibla originais do Islã - ou seja, a direção de orações - em 610-623) como o centro de um novo califado.
Desde o início das intifadas árabes ou "despertar", o shura jihadista vem trabalhando em preparar o terreno para a ascensão islamita-jihadista no Oriente Médio. Suporte organizacional, financeiro e de segurança Ampla foi fornecido para as diversas entidades islâmicas-jihadista todo o Oriente Médio por equipes de agentes altamente treinados jihadistas chamado de "o Filho do Solo / Land" (Ibn ul-Balad), que operam dentro não -estaduais quadros regionais e património de referência.
Assim, operações especiais e terroristas foram realizados em conjunto por equipes da revitalizada "Exército Shadow" (Laskhar al-Zil), que tinha sido treinado no Afeganistão e Paquistão e Chechênia, e de redes jihadistas de elite de vários localizada "al-Jihad Qaidat "(Fundação de Jihad) movimentos em toda a região, que também são organizados ao longo das linhas do património, desde meados da primeira década do século 21. O resultado deste esforço é agora evidente na crescente presença e influência de voluntários estrangeiros em Bilad al-Sham e al-Jazira (Síria-Iraque), a Península do Sinai, e na Líbia e Egito.
A dramática transformação da tendência jihadista sunita tem influenciado o realinhamento da grande estratégia turco-iraniana.
Desde que o surto original das intifadas Árabes volta no final de 2010, tanto Ancara e Teerã têm sido dilacerado por interesses conflitantes vitais. Ambas as potências sempre tiveram um objetivo final comum: para suprimir a possível subida do tradicional arabismo sunita vindos de Bilad al-Sham e al-Jazira. No entanto, eles têm divergido sobre a postura regional que contêm essa ascensão do arabismo.
Ancara foi determinada a expandir a sua hegemonia regional em detrimento do sistema de energia tradicional proveniente da Península Arábica, estabelecendo uma cunha sunita ao norte-sul, que absorveria a Casa de al-Saud.Teerã tem sido relutante em desistir de sua leste-oeste xiita Crescent com Hezbollah do Líbano e de Governo xiita do Iraque, que dá acesso Irã às margens do Mediterrâneo. Atualmente, o denominador comum de ambas as potências continua a ser a determinação de dominar rapidamente o coração sunita entre o centro da Síria e oeste do Iraque.Ao mesmo tempo, a concorrência feroz iraniano-turco sobre a implementação ea supremacia continua a ser a chave para a guerra fratricida escalada na Síria.
É por isso que a subida de DI'ISH (aka O Estado Islâmico do Iraque e do Levante ou al-Sham, ou ISIL ou ISIS) e sua Emirado do Vale do Eufrates é tão problemático tanto para Ancara e Teerã.
A luta pelo poder entre DI'ISH e os vários grupos jihadistas filiadas com o Ayman al-Zawahiri Al Qaeda (como Jabhat al-Nusra, Ahrar al-Sham, etc) é realmente sobre se o movimento jihadista sunita sendo neo-salafistas - e assim inerentemente anti-xiita - podem cooperar secretamente com o Irã e receber assistência integral via Forças Quds do IRGC (armas, financiamento, orientação, abrigos no Irã, etc)
O conflito tornou-se cruel e vingativo no final de fevereiro 2014, após o assassinato em Aleppo de Abu-Khaled al-Suri, emissário pessoal de Zawahiri para Bilad al-Sham e amigo mais próximo de Abu-Musab al-Suri. O assassinato não só resultou na intensificação dos combates entre as forças jihadistas no norte e centro da Síria, mas também iniciou um debate teológico profundo sobre se o movimento jihadista deve intransigentemente enfrentar todos os apóstatas e os xiitas, ou cooperar com alguns deles no expediente prossecução dessas metas mais elevadas como o estabelecimento de um califado islâmico em todo o Médio Oriente.
Em meados de abril de 2014, DI'ISH escalou a disputa com um grande passo simbólico de grande importância.
DI'ISH de Abu-Muhammad al-Adnani definir o tom com um comunicado feroz. "A Al Qaeda hoje não é mais um fundamento da jihad", escreveu ele. "Sua liderança tornou-se um martelo para quebrar o projeto do Estado islâmico."
A ameaça não podia ser tolerada porque "os líderes da Al Qaeda se desviaram do caminho correto [de zelo anti-xiita]. Eles dividiram as fileiras dos mujahedin em todo lugar ".
No final de abril de 2014, DI'ISH escalou a luta teológica, introduzindo "o Khorasan Promessa". Muhammad al-Adnani explicou que medidas drásticas eram imperativo porque "Al Qaeda desviaram o curso de direito", e, portanto, "não é uma disputa sobre quem matar ou que dar a tua lealdade. É uma questão de práticas religiosas sendo distorcida e uma abordagem desviando o caminho certo. "
Nove proeminentes emires Al Qaeda do Oriente Médio, Afeganistão, Turcomenistão e Irã declarou sua lealdade ao novo "Emir dos Crentes" Abu Bakr al-Baghdadi al-Qurashi, o emir de DI'ISH. Os nove são Sheikh Abu Ubaidah al-Lubnani, Abu al-Muhannad al-Urduni, Abu al-Shamali Jurair, Abu al-Huda al-Soudani, Abdulaziz al-Maqdisi (irmão do xeque Abu Muhammad al-Maqdisi), Abdullah al- Punjabi, Abu al-Kurdi Yunus, Abu Aisha al-Qurtubi, e Abu Musab al-Tadamuni. Simplificando, os emires aceita "o Khorasan Promessa" sobre sua bayat (juramento secreto de fidelidade) para Zawahiri eo mulá Omar.
Os nove emires publicou uma tese teológica longa em que explicou a urgente imperativo adoptar "o Khorasan Promessa" no contexto da história da luta jihadista no Oriente Médio e além.
Eles analisaram a disputa sobre a quintessência takfiri da jihad e, especialmente, a disputa entre Abu-Musab al-Zarqawi e Zawahiri sobre a jihad no Iraque, na primeira década do século 21.
Esta disputa teológica é ainda mais prevalente no atual guerra no Bilad al-Sham ", onde era o dever de DI'ISH para alcançar e fornecer suporte para seu povo, para derrotar a conspiração dos dois exércitos: o Exército sírio e da Livre [sírio] Exército ". Acreditando no inevitável triunfo das forças jihadistas, os nove emires explicou, "as forças da infidelidade e da apostasia rapidamente lançou as sementes da hipocrisia, usando novos grupos sob islâmico nomes sonantes para ser um rival e um obstáculo ao Estado islâmico".
Os emires aludir aos afiliados da Al-Qaeda que foram guiados por Abu-Musab al-Suri em cooperação secreta com as Forças Quds, a fim de sustentar sua jihad. Eles se recusaram a aceitar as desculpas de líderes da Al-Qaeda de que "os grupos não têm qualquer coragem para impor julgamentos sobre aqueles que desobedecem a sharia, sob o pretexto de evitar um confronto com as pessoas, ou devido à sua incapacidade e incapacidade, ainda que aplicadas no segredo mais do que eles fizeram em campo aberto ".
Pelo contrário, os nove emires estressado, a cooperação tácita e expediente com o Irã xiita não se limitou aos jihadistas sob coação na Síria, mas foi sim uma nova tendência no movimento islâmico. O exemplo mais gritante da corrupção teológica do credo islâmico-jihadista era "ex-presidente egípcio Mohammed Morsi, que foi provado ser um apóstata, mesmo para aqueles que tinham uma aparência de compreensão. Ou foi uma indicação de um novo tipo de jihad? "Os emires enfatizar que a aproximação de Morsi com o Irã e outros estados apóstatas, assim como sua recusa a lançar uma jihad contra Israel, enquanto ele estava aparentemente o líder egípcio em nome do muçulmano Irmãos, foi uma traição consciente do credo islâmico. Morsi e seus aliados fizeram "um apelo político, sem mencionar a questão das armas. Eles substituíram muitos termos sharia com novos conceitos, que carregam diferentes interpretações. "
Era, os emires acreditava, por causa deste desvio do caminho certo e justo que os islâmicos perdeu o poder no Egito.
Os nove emires lamentou que eles não se levantou para enfrentar o desafio mais cedo; ou seja, antes de a nação muçulmana sofreu tanto. Em conclusão, eles escreveram, "nós pedir a Deus perdão por estar atrasado para revelar a verdade e corrigir o que corrompido, desobedeceu, e não aceitou. Assim, escrevemos esta mensagem para a nação muçulmana e pedir o perdão de nosso Senhor. Nós mostramos que DI'ISH estava certo. Ele levantou a bandeira, sem hesitação, fraqueza, ou conta com ninguém senão Alá. Contamos-los como tal e, contanto que persevere, eles têm [o nosso apoio e fidelidade] por sua Emir dos Crentes Sheikh Abu Bakr al-Baghdadi al-Qurashi e nossa obediência na fortuna e na adversidade e na miséria e prosperidade, sem desafiando seu comando. Mas se altera ou se desvia, ele só vai receber de nós o que os outros tinham chegado antes. "
Embora a campanha teológica em torno do "Khorasan Promessa" escamoteia a questão específica da cooperação entre sunitas e xiitas jihadista com o Irã, é muito explícito sobre a crueldade da luta fratricida que se seguiu. DI'ISH mantém a tendência jihadista estabelecimento responsável por iniciar a destruição de Bilad al-Sham, Iraque e norte da al-Jazira no altar de relações com o Irã. Abu Ali al-Anbari, um alto comandante DI'ISH do Iraque agora lutando na Síria foi muito explícito sobre a intensidade da luta contra as forças de Al Qaeda-afiliados. "Ou nós eliminá-los ou eles vão eliminar nós", ele disse repetidamente encontro um dos comandantes.
Ambos os comandantes DI'ISH e emires seniores que se juntam a "Khorasan Promessa" estavam cientes de que o cisma que eclodiu em al-Jazira se espalharia e pôde finalmente dividir toda a tendência jihadista com base na ortodoxia takfiri.
O cisma takfiri emana Bilad al-Sham e Iraque já está agravando e intensificando a miríade de conflitos que assolam o resto do Oriente Médio.
A Arábia Saudita é um grande vítima do cisma takfiri escalada ea crise é agravada pela deterioração do Rei 'Abdallah bin' saúde Abd al-'Aziz al Saud e do processo de sucessão não resolvida.
Em princípio, o DI'ISH takfiri deveria ter sido o tutor e pupilo de Riad por causa de sua intransigente anti-xiita e anti-Irã postura. No entanto, DI'ISH também prejudica a preeminência da estrutura de poder tribal em al-Jazira e, assim, prejudica a nação Shamari: o baluarte de apoio aos Nagdi (Nejdi) tribos da região central da Arábia Saudita, que são os principais defensores do 'Abdallah facção da Câmara dos Al-Saud e fornecer recrutas fiéis para a Guarda Nacional da Arábia Saudita.
Na parte ocidental de Bilad al-Sham, a coalizão de longa data das minorias ('alauítas, drusos, maronitas, etc), que domina a segurança e uma elite econômica (árabes sunitas urbanas, armênios, etc) continua a consolidar a sua espera sobre as áreas viáveis ​​de pré-guerra na Síria e no Líbano. Enquanto luta estratégica está chegando ao fim, um monte de esfregar-up ainda está para ser concluído e terrorismo jihadista deve ser esperado para continuar por um longo tempo. Só então poderia a enorme tarefa de reconstruir o país começar.
No entanto, o triunfo de Damasco do presidente Bashar Assad é agora irreversível, independentemente da extensão da crescente intervenção turca e do Qatar e até mesmo uma possível intervenção militar ocidental liderada pelos Estados Unidos.
A luta vicioso interior e sunitas sobre ortodoxia takfiri contra a cooperação com as Forças Quds efetivamente auto-neutraliza as forças jihadistas sunitas na área Aleppo maior: último frente principal da guerra. Enquanto isso, correm os sunitas árabes 'grassroots em dobra de Assad, em busca de proteção contra a carnificina provocada pela luta fratricida DI'ISH-al-Qaeda. Atualmente, a aliança entre Damasco e Teerã em manter o xiita Crescent - o acesso onland ao Mediterrâneo - contém provocação de Israel do Hezbollah, restringe a ascensão política xiitas no Líbano, e proporciona sustento militar contra ataque sunita.
No norte, a entidade curda unificada de facto está agora projetando alimentação tanto a Turquia (através do renascimento do PKK insurgência) e centro-norte ex-Iraque. No final de abril de 2014, na região do Curdistão Presidente Massoud Barzani assinou um documento secreto afirmando que "confederação vai resolver os nossos [all-curdos] questões". O documento delineado um programa de legalização e organizar a integração gradual de outras entidades curdos em uma entidade política levou-Erbil. Erbil prevê, assim, a estrutura para outras zonas curdas - começando com a Turquia de - de se separar e se juntar a Erbil.
Ao longo do Vale do Eufrates de Aleppo a Bagdá, o emirado DI'ISH aumenta a pressão sobre Bagdá.
Para resistir ao ataque, xiita árabe-Mesopotâmia está cada vez mais em dívida com a liderança de Najaf e Qarbala que facilita o crescente fluxo de recrutas e fundos para sustentar o esforço de guerra de Bagdá. No entanto, Bagdá é incapaz de ignorar o domínio de ambos Teerã e Qom (o legado duradouro do acordo Sistani-Ha'eri em agosto de 2004 sobre o controle de grandes mesquitas de Najaf, que foi orquestrada pelos sadristas e entusiasticamente abraçada por os EUA para o detrimento do futuro do grande Oriente Médio).
Xiita de Bagdá está tentando desesperadamente conter a onda e conter DI'ISH eo despertar sunita-árabe Al-Jazira em mas até agora não conseguiu. O caráter cada vez mais sectária da batalha por Bagdá ea propaganda xiita vitriolic acompanha enviar a população sunita no rebanho de DI'ISH e longe das afiliadas Al Qaeda.
Mais ao sul, a Arábia Saudita eo Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) estão cada vez mais vulneráveis ​​à subida xiita no leste da Península Arábica que se reflete na crescente instabilidade no Bahrein. Ambos Teerã e seus pupilos regionais que operam sob a égide do Estado Islâmico do Oriente Saudita estão mais encorajadas pelo abandono de Riade e todos os outros Estados do Golfo dos EUA.
Eles estão convencidos de que podem aumentar sua insurreição do Kuwait para Houthis do Iêmen com a confiança de que não haverá retaliação norte-americana. No leste Saudita, Riyadh está cada vez mais em dívida com a Arábia Ikhwan (um movimento militante local, diferente, que não tem nada a ver com o Ikhwan egípcio e é parecido com os cossacos russos sobre as linhas de falhas do Cáucaso do Norte) para combater e conter a Shi locais 'ite revolta. 
No entanto, a Arábia Ikhwan É uma crença takfiri cuja cultura é muito semelhante à do DI'ISH. Por isso, é apenas uma questão de tempo antes que seus líderes vão gravitar em direção ao "Khorasan Pledge", apesar do choque DI'ISH com as tribos Shamari e Nagdi.
A estabilidade global e da unidade da Arábia Saudita será, então, desafiado.
Enquanto isso, Doha mantém duplicidade em sua busca pela primazia regional.
Qatar é tacitamente agindo em nome do Irã em toda a região de ganhos estratégicos e financeiros. Por um lado, o Catar é o aliado mais próximo da Turquia na campanha para patrocinar e libertar as forças Al Qaeda filiados na Síria e no Iraque, a fim de conter o Irã xiita e os sunitas takfiri e em vez disso promover o Wedge sunita norte-sul que Parece provável que, em última análise minar a Casa de al-Saud. Então, Doha parece convencido, seria capaz de compartilhar a hegemonia com Teerã sobre o resto do GCC e do mundo árabe como um todo.
Irã parece convencido de que o resultado agregado do triunfo de Damasco de Assad ea carnificina fratricida dos combates DI'ISH-Al Qaeda impediria Turquia sempre de consolidar uma Wedge sunita ao norte-sul, que poderia desafiar a primazia do leste-oeste Shi 'do Irã ite Crescent. Assim, enquanto renovado subida audaciosa do Qatar tem sido fundamental para o aprofundamento e patrocínio de uma ampla miríade de forças jihadistas Al Qaeda filiados em todo o Grande Médio Oriente que minam todas as forças pró-ocidentais e os governos, no final Qatar parece provável que se mantenha dívida com apoio iraniano contra a Arábia Saudita eo GCC.
E depois há os sub-enredos e lutas no Egito, entre o Hamas ea Autoridade Palestina (AP), tanto em sul e norte da Jordânia, que poderiam ser afetadas pelo aumento takfiri ea exploração iraniano mesmos.
Primavera e início do Verão não vai ser chata.
FONTE:
http://osnetdaily.com/2014/04/this-spring-the-middle-east-gears-up-for-end-of-time-battle/
Share:

Google começa a testar carro sem motorista em cidades

Empresa mudou em 2013 foco dos veículos, que rodavam em rodovias.
Dirigir na cidade é mais complexo do que na estrada, diz executivo.

Da Reuters
20 comentários
Carro do Google que dirige sem motorista. (Foto: Divulgação/Google)Carro do Google que dirige sem motorista. (Foto: Divulgação/Google)

O Google afirmou nesta segunda-feira (28) que começou a testar seus carros sem motorista em ruas de cidades, uma fase importante para colocar à prova a capacidade e as deficiências da nova tecnologia.
Depois de vários anos de testes em estradas, onde as condições de direção são mais previsíveis, o Google mudou em 2013 o foco do programa para a direção sem motorista em cidades, informou a companhia em seu blog oficial. A companhia também publicou um vídeo para mostrar cmo é a experiência de dirigir um desses veículos (Veja aqui).
O Google afirmou que vem guiando os carros ao longo das nas ruas de Mountain View, na Califórnia, uma pequena comunidade a sul de San Francisco onde fica a sede da companhia.
Os carros sem motorista contam com câmeras de vídeo, radares, lasers e, para ajudar na condução, uma base de dados com informações coletadas a partir de veículos conduzidos manualmente.
"Uma milha percorrida na cidade é muito mais complexa que uma milha em uma estrada, com centenas de objetos diferentes se movendo de acordo com diferentes regras em uma pequena área", escreveu o diretor do projeto de carros sem motorista do Google no blog da empresa, Chris Urmson.
"Aperfeiçoamos nosso software para que ele possa detectar centenas de objetos distintos simultaneamente --pedestres, ônibus, um sinal de 'pare' segurado por um guarda ou um ciclista fazendo gestos que indicam uma possível virada", acrescentou Urmson.
O Google é uma das várias companhias que estão testando a tecnologia de carros sem motorista. As montadoras Nissan, Volkswagen, Audi e Toyota são algumas delas. A Nissan e a controladora da Daimler, Mercedes-Benz, afirmaram que pretendem começar a vender carros sem motoristas até 2020.

FONTE:
http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/04/google-comeca-testar-carro-sem-motorista-em-cidades.html
Share:

Sobre Mim

Minha foto
UMA PESSOA SINCERA, TEMENTE A DEUS E SERVO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. INTIMIDADE ALÉM DAS APARÊNCIAS!!!! APOIO OS SEGUINTES LINKS: (www.observandoanovaordem.blogspot.com/) (www.simceros.org/) CANAL OTANERY1, DO YOU TUBE.

Blogger Themes

Total de visualizações de página

Seguidores deste canal

Arquivo Geral do Blog

Minha lista de Sites e Blogs Parceiros

Translate this page

Receba notícias em seu e-mail

Hora Certa

Elite Maldita

Subscribe here to get our newsletter in your inbox, it is safe and EASY!

UOL AFILIADOS

LOMADEE.COM

LOMEDEE.COM