sexta-feira, 10 de junho de 2016

Pediatras alertam sobre efeitos da ideologia de gênero em crianças: "Abuso infantil"

A organização também condenou o uso de bloqueadores de puberdade, citando efeitos secundários perigosos.


Lulu, uma 'menina' transgênero, lê um livro em seu quarto em sua casa em Buenos Aires. (Foto: Reuters)

O Colégio Americano de Pediatria pediu aos legisladores e educadores na última segunda-feira, que rejeitem todas as políticas que condicionam as crianças a aceitar os conceitos de transgênero / transexualidade como normais, acrescentando que as tentativas de normalizar uma condição classificada como um desvio de conduta é um abuso infantil.

"A Faculdade Americana de Pediatria insta os educadores e legisladores a rejeitarem todas as políticas que condicionam as crianças a aceitarem como uma vida normal o uso produtos químicos e de representação cirúrgica para mudança de sexo. Fatos - e não uma ideologia - determinam a realidade", observou a organização em um comunicado que lista oito pontos e explica sua postura.

Segundo o seu site oficial, o Colégio Americano de Pediatria é uma organização nacional de pediatras e outros profissionais de saúde dedicados à saúde e bem-estar das crianças.

Enquanto todo mundo nasce com um sexo biológico, o gênero é uma consciência, um senso de si mesmo como homem ou mulher. É um conceito social e psicológico, segundo afirma o texto.

"Ninguém nasce com a consciência de si mesmos como macho ou fêmea; esta consciência se desenvolve ao longo do tempo e, como todos os processos de desenvolvimento, pode ser prejudicada pela percepção subjetiva de uma criança, relações e experiências adversas desde a infância. Pessoas que se identificam como 'sentindo-se como o sexo oposto' ou 'em algum lugar entre os gêneros' não compreendem um terceiro sexo. Eles permanecem homens biológicos ou mulheres biológicas", disse a organização.

"Quando um menino biológica de outra maneira saudável acredita que ele é uma menina ou uma menina biológica de outra maneira saudável acredita que ela é um menino, um problema psicológico objetivo passa a existir com esta mentira na mente e não o corpo, e deve ser tratado como tal. Estas crianças sofrem de disforia gênero. A disforia de gênero - anteriormente listada como um transtorno de identidade de gênero - é um transtorno mental, reconhecido na mais recente edição do Manual Diagnóstico e Estatístico da Sociedade Psiquiátrica Americana. As teorias de aprendizagem psicodinâmicas e sociais da disforia de gênero nunca foram refutadas", ele explicou ainda.

Apontando para os dados do Manual, a Faculdade Americana de Pediatria disse como muitos como 98% dos rapazes confusos com relação à sua sexualidade e 88% das mulheres confusas na mesma área, eventualmente aceitam o seu sexo biológico após naturalmente passarem pela puberdade.

A organização também condenou o uso de bloqueadores de puberdade, citando efeitos secundários perigosos.

"As crianças que usam bloqueadores de puberdade para representar o sexo oposto vão exigir que hormônios sejam usados para a mudança ou recuperação da sexualidade tardiamente na adolescência. O uso de hormônios, como testosterona e estrogênio estão associados a riscos de saúde perigosos, incluindo o descontrole da pressão arterial, coágulos sanguíneos, acidente vascular cerebral e câncer", observou a organização.

"As taxas de suicídio são 20 vezes maior entre os adultos que usam hormônios do sexo oposto e se submetem à cirurgias de mudança de sexo, mesmo na Suécia, que está entre os países que mais afirma a cultura LGBT", acrescentou a organização.

Com todos esses dados disponíveis, a Faculdade explicou que ensinar crianças representar o sexo oposto através do uso de meios cirúrgicos e químics é um "abuso infantil."

"Condicionar crianças a acreditarem que uma vida de representação química e cirúrgica para mudança de sexo é normal e saudável é um abuso contra a infância", disse a organização.

"Endossar a discordância de gênero como normal, através da educação pública e políticas legais irá confundir as crianças e os pais, levando cada vez mais crianças a se internarem nas 'clínicas de gênero', onde serão medicadas com bloqueadores de puberdade. Estes lugares, por sua vez, praticamente garantem que eles vão 'escolher' uma vida de hormônios do sexo oposto, que podem ser cancerígenos e de outra forma tóxicos".

Alerta
Conforme relatado dias atrás aqui no Guiame, os efeitos alarmantes da ideologia de gênero já estão sendo vistos no Reino Unido.

Mais de 1.000 crianças foram tratadas pelo Serviço de Transtorno de Identidade de Gênero, prestado pelo Serviço Nacional de Saúde no Reino Unido, entre abril e dezembro do ano passado (2015).

O aumento do número de casos em tratamento é alarmante, considerando que nos anos de 2009 e 2010, 97 e 139 crianças foram tratadas, respectivamente.


FONTE:
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui ou deixe sua opinião.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Sobre Mim

Minha foto
UMA PESSOA SINCERA, TEMENTE A DEUS E SERVO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. INTIMIDADE ALÉM DAS APARÊNCIAS!!!! APOIO OS SEGUINTES LINKS: (www.observandoanovaordem.blogspot.com/) (www.simceros.org/) CANAL OTANERY1, DO YOU TUBE.

Blogger Themes

Total de visualizações de página

Seguidores deste canal

Arquivo Geral do Blog

Minha lista de Sites e Blogs Parceiros

Translate this page

Receba notícias em seu e-mail

Hora Certa

Elite Maldita

Subscribe here to get our newsletter in your inbox, it is safe and EASY!

UOL AFILIADOS

LOMADEE.COM

LOMEDEE.COM