sexta-feira, 1 de junho de 2018

O ENIGMA DA PIRÂMIDE DAS COPAS - TODOS OS RESULTADOS FORAM FORJADOS

Copa do Mundo é um terreno fértil para as teorias da conspiração — e não é por menos. O torneio de seleções envolve grandes cifras e prestígio, mexe com sentimentos e com o patriotismo de uma nação e entra no imaginário popular. Quando se diz que não é apenas futebol, em um Mundial de fato não o é.





E como o cérebro humana gosta de encontrar sentido em coisas que não têm sentido, criar teorias é uma maneira de sossegá-lo. Ninguém se satisfaz em explicar grandes traumas com base no acaso e na coincidência, é preciso que uma grande força misteriosa esteja por trás de tudo.

Por isso, juntamos aqui 5 teorias das conspirações mais malucas envolvendo a Copa do Mundo.

1. O enigma da pirâmide (ou a Mãe de Todas as Teorias)

A mais louca teoria envolvendo Copas do Mundo surgiu após o torneio de 2002. Segundo essa história, uma série de coincidências supostamente apontariam quais seriam as seleções campeãs das edições seguintes dos mundiais.

O topo da pirâmide é a Copa de 1982, vencida pela Itália. A partir daí, a linha do tempo ficaria espelhada. Em 1978 e 1986, a Argentina levou o título. Depois, em 1974 e 1990, a taça ficaria com a Alemanha. Em 1970 e 1994, Brasil levou a melhor.




Em seguida, há uma teoria dentro da teoria: tanto a Inglaterra de 1966 quanto a França em 1998 seriam semelhantes por serem os campeões dos países-sede na Europa, além de terem um único título. E, em 1962 e 2002, novamente deu Brasil.

De fato, a teoria fez sentido até 2006, quando era de se esperar que nossa seleção levasse a Copa para igualar 1958. Só que, como já é sabido, quem levou foi a Itália. Então, entra em ação uma nova teoria dentro da teoria, que diz que a Itália só venceu porque a cada 24 anos um país conquista o tetracampeonato. Isso também explicaria porque a Alemanha venceu em 2014, e não em 2010 como era o previsto.

Se você acha que isso não faz o menor sentido, então prepare-se porque a previsão para 2018 é alarmante: se a teoria se confirmar, as Copas de 2018 e de 2022 não acontecerão por conta de um conflito mundial — a exemplo do que aconteceu em 1946 e 1942. Se isso é verdade ou não, só o tempo dirá.




Fonte: ghiorzi.org

2. Final de 1998 foi um complô da Nike

Certamente você já deve ter lido essa mensagem:

“Divulgado o escândalo que todo mundo suspeitava! Talvez, isso explique a razão de o jogador Leonardo ter declarado a seguinte frase: “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas”

Vez ou outra ela surge em momentos de grande comoção do futebol e do mundo, e ela é sempre a introdução de alguma revelação mirabolante. O suposto autor do texto é sempre um tal de Gunther Schweitzer — que existe, e inclusive conversou com a gente em 2014.

Em algumas versões da suposta carta, há a menção de um tal de sr. Ronald Rhovald, que seria um funcionário da Nike. Em outros boatos de cunho político, ele aparece também como representante da empreiteira OAS.


Resultado de imagem para PIRAMIDE DAS COPAS


O fato é que essa história começou a circular após a final da Copa de 1998, em que a França bateu o Brasil por 3 a 0 e conquistou o inédito título mundial. Como era de se esperar, a convulsão de Ronaldo e sua escalação de última hora deu pano para manga. E mesmo depois que a história foi confirmada, surgiu o boato de que sua então noiva, Susana Werner, teria tido um caso com Pedro Bial durante a Copa e isso foi um dos motivos da convulsão do atacante.

De qualquer forma, quem viu o jogo sabe que a derrota foi merecida. O Brasil jogou mal e a França aproveitou duas falhas de marcação de bola parada para sacramentar a vitória. E, se a CBF de fato vendeu o título para os franceses, é possível que eles tenham esquecido de avisar o Edmundo sobre o acordo.

3. Brasil entregou a Copa de 2014 para os alemães

Muito além do que uma saída pouco honrosa para o vexame do 7 a 1, a ideia de que a seleção brasileira perdeu a Copa de 2014 de propósito é amparada por algumas supostas evidências.

A primeira é que a lesão de Neymar teria sido uma farsa: segundo a teoria, as imagens do jogador indo para o hospital em uma maca seria de um dublê.

Outra história é que o FBI teria descoberto um acerto do jogo contra a Alemanha durante as investigações de corrupção na cúpula da Fifa, que colocaram diversos dirigentes na cadeia. Entre os envolvidos na tramoia estariam o presidente da CBF, a Rede Globo e… Gunther Schweitzer!

E por fim, ainda há a lenda de que o Brasil vendeu a semifinal de 2014 em troca da inédita medalha de ouro na Rio-2016. E quem foi nosso adversário na final das Olimpíadas? Justamente a Alemanha.

Coincidência? Provavelmente sim.
4. EUA e Fifa tiraram Maradona da Copa de 94

Os argentinos até hoje não aceitam o corte de Diego Maradona após ele ter sido pego no exame antidoping durante a Copa de 1994. Há inclusive um documentário sobre o craque que aponta que os EUA em conluio com o então presidente da Fifa, João Havelange, armaram para tirá-lo do Mundial.

Naquela época, a fama de bad boy de El Diez já era amplamente conhecida (ele tinha sido pego com cocaína em 1991), e o possível triunfo da Albiceleste em terras norte-americanas poderia pegar mal para os EUA. Já Havelange teria conspirado para conseguir ver o Brasil ser campeão durante sua gestão, que durou de 1974 a 1998. Por isso, seria preciso “cortar suas pernas”, como Maradona mesmo disse sobre sua punição.

Não por acaso, a suposta operação foi deflagrada após o jogo da Nigéria, quando o argentino jogou o fino da bola e deu assistência para o gol da virada. Após o final da partida, a imagem de Maradona tranquilo e insuspeito, de mãos dadas com a enfermeira, jogou mais gasolina na fogueira conspiratória.

Mas um livro lançado em 2014 ajudou a desmistificar a história da punição de Maradona. Pouco antes da Copa, o camisa 10 estava em má forma e precisava perder peso rápido. Conseguiu emagrecer graças à ajuda de um ex-fisiculturista, mas acabou tomando diversos complexos vitamínicos e um deles possuía a substância efedrina, proibida para atletas de futebol. Por azar, foi sorteado no antidoping e o resto é história.



Os últimos momentos de Maradona na Copa de 1994
5. 2018 é o novo 2002?

Para quem está confiante com o hexa, alguns fatos curiosos fazem a Copa de 2018 lembrar muito a de 2002, na qual fomos campeões. Várias comparações estão rolando pela internet, entre elas:
Holanda fora da Copa
Costa Rica no grupo do Brasil
Presença de Senegal

Técnico da seleção é gaúcho e venceu uma inédita Libertadores por um clube paulista
O camisa 10 do PSG está na seleção (Ronaldinho Gaúcho e Neymar)
O melhor jogador do mundo é português (Luís Figo e Cristiano Ronaldo)

E para quem ainda não está confiante, existem outras coincidências que são dignas de menção:
A última vez que a Itália ficou de fora de uma Copa foi em 1958
Em duas ocasiões em que a Alemanha foi campeã (1954 e 1990), o Brasil levou a taça na edição seguinte
Em 1994, Taffarel jogava na Itália após ser revelado pelo Inter de Porto Alegre. O mesmo acontece hoje com o goleiro Alisson.


FONTE:




Teoria da Conspiração: O Brasil perdeu a Copa 2014 de propósito


Depois do fatídico 7 x 1, o cheiro de mutreta no ar ficou mais forte



ilustra Maíra Valentim
edição Felipe van Deursen

Depois do fatídico 7 x 1, o cheiro de mutreta no ar ficou mais forte. Afinal, nossa poderosa seleção só poderia ser humilhada assim se o país tivesse vendido o Mundial. Ou não?

MINEIRATZEN

O 8 de julho de 2014 entrou para os anais do futebol como o dia em que a seleção brasileira levou a maior e mais humilhante goleada de sua história. Na semifinal da Copa que o próprio Brasil sediou, com Mineirão lotado,o time da CBF levou 7 x 1 da Alemanha. “A responsabilidade pelo resultado catastrófico é minha”, declarou o então técnico Luiz Felipe Scolari após a partida. Mas há quem diga que os jogadores entraram em campo sabendo da derrota e que tudo teria sido combinado

VANTAGEM EM TUDO

A seleção teria topado a mutreta por vários motivos. Primeiro, os jogadores teriam recebido um gordo cachê pelo feito. Além disso,o acordo incluiria o título do Brasil na próxima Copa e a possibilidade de o país sediar novamente o Mundial antes de 2030.O Brasil ainda teria o lugar mais alto no pódio olímpico garantido. Ou seja, apesar da humilhação de 2014, no fim o país levaria de mão beijada o hexa na Rússia em 2018 e o inédito ouro nas Olimpíadas no Rio, em 2016

A CARTA

O esquema foi denunciado em uma carta assinada por um suposto jornalista chamado Gunther Schweitzer. “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa, ficariam enojadas”, dizia o título da carta.A fonte de Gunther seria um dos jogadores da própria seleção.A carta confirmava a suspeita dos torcedores brasileiros levantada não só pela performance desastrosa dos atletas brasileiros mas também pela contusão de Neymar no jogo anterior, que o tirou prematuramente da Copa

JOELHADA EM NEYMAR

Nas quartas-de-final,o Brasil bateu a Colômbia. Mas o grande fato do jogo foi a vértebra fraturada de Neymar, após levar uma joelhada do lateral Zuñiga. Logo após o craque ser retirado de campo, surgiram imagens que denunciariam outra farsa: Neymar, deitado na maca, rosto coberto por uma toalha,a tatuagem com o nome do filho… Quer dizer,a tatuagem, no braço direito, não estava lá! Só poderia ser um sósia. Outro vídeo mostraria Neymar combinando a jogada em campo com o colombiano.A armação serviria para livrar o melhor jogador do Brasil da humilhação na semifinal. Além disso, sem Neymar,a derrota do Brasil seria menos suspeita

RECORDAÇÃO AMARGA

A suspeita de fraude fez muitos se lembrarem de 1998. Naquela Copa, pouco antes da final, contra a França, Ronaldo, maior estrela do time, teve uma convulsão, provocada por uma crise nervosa, que comprometeu sua performance.O Brasil perdeu por sonoros 3 x 0. Na época, surgiram denúncias de que a seleção vendera o resultado em troca de sediar o Mundial. Além do resultado suspeito, as duas Copas têm mais coisas em comum: tanto em 1998 quanto em 2014,o presidente da Fifa, que comanda o futebol e organiza o evento, era Joseph Blatter


MAIS ENVOLVIDOS

A Alemanha também estaria no esquema de 2014, já que o título tinha um preço: Joseph Blatter teria facilitado a vitória alemã em troca de apoio da federação do país à sua reeleição, em 2006 e em 2010. Nesses mesmos anos, os títulos de, respectivamente, Itália e Espanha também teriam sido conquistados dentro do mesmo esquema corrupto. Assim, os três europeus seriam campeões do mundo e Blatter se perpetuaria no poder. Bom para todo mundo. Mas há outra teoria sobre o suposto comprador

A DONA DA BOLA

Quem teria encomendado o caneco para os alemães foi uma empresa símbolo do país,a Adidas. Ela fabrica a bola oficial da Copa desde 1970, e patrocinou oito das 32 seleções que vieram ao Brasil.A empresa teria exigido que uma delas ganhasse a Copa. Acabou com a campeã e a vice,a Argentina. Assim, na final, evento assistido por mais de 1 bilhão de pessoas, todos os jogadores em campo vestiam Adidas.A marca estava estampada também na Colômbia,o time sensação da Copa- e que tirou Neymar de campo

Por outro lado

A maior evidência do fracasso brasileiro foi nada mais que o futebol pífio apresentado
Versões quase iguais à tal carta de Gunther Schweitzer denunciaram fraudes em todas as Copas desde 1998. Só nomes e datas mudavam
A ME falou com Schweitzer, que na verdade é preparador físico em Mogi das Cruzes, SP. Tudo começou em 1998, quando ele repassou um e-mail com a denúncia da venda da Copa. Com o tempo, ele foi transformado no autor da carta
O sumiço da tatuagem de Neymar nunca ficou claro. Possivelmente um efeito de luz, aliado à baixa resolução da imagem, a apagou
Pagar jogadores para perder é um esquema que até existe no esporte, mas a Copa é um evento visado demais e caro demais. Em 2014, a Fifa desembolsou US$ 576 milhões em premiações. Se essa é a cifra dos prêmios oficiais, imagine a dinheirama para subornar os 23 jogadores das seleções mais os membros das delegações, os árbitros… Arriscado demais
O nível de escândalos na Fifa e na CBF atingiu novos patamares em 2015. Joseph Blatter foi suspenso do futebol por oito anos, José Maria Marin, ex-presidente da CBF, foi preso e por aí vai. Mas a maioria das denúncias falava de corrupção nas escolhas das sedes, contratos de marketing e de televisão. Nada surgiu sobre alteração de resultado de jogos. 


FONTE:
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui ou deixe sua opinião.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

SUA LOCALIZAÇÃO, EM TEMPO REAL.

Sobre Mim

Minha foto
UMA PESSOA SINCERA, TEMENTE A DEUS E SERVO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. INTIMIDADE ALÉM DAS APARÊNCIAS!!!! APOIO OS SEGUINTES LINKS: (www.observandoanovaordem.blogspot.com/) (www.simceros.org/) CANAL OTANERY1, DO YOU TUBE.

Blogger Themes

Total de visualizações de página

Seguidores deste canal

Arquivo Geral do Blog

Minha lista de Sites e Blogs Parceiros

Translate this page

Receba notícias em seu e-mail

Hora Certa

Elite Maldita

Subscribe here to get our newsletter in your inbox, it is safe and EASY!