quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

MINISTROS DA ALEMANHA QUEREM QUE ANGELA MERKEL DECLARE LEI MARCIAL EM BERLIM



Ministros do próprio partido de Angela Merkel criticaram a política de portas abertas a imigração e estão incitando-a a declarar lei marcial após o ataque terrorista com um caminhão em Berlim. 

Em uma entrevista à rádio, Klaus Bouillon do partido CDU, o mesmo de Merkel, disse que a Alemanha estava em um "estado de guerra". 

Falando à rádio Saarland, ele disse: 

"Temos de afirmar que estamos em um estado de guerra, embora algumas pessoas que querem ver apenas o bem, não pode ver." 

Na esteira do massacre que matou 12 pessoas, Bouillon está lutando por um policiamento militarizado, acrescentando: 

"Vamos levá-lo onde quer que nós pensamos que é necessário. Isso significa o uso de armas de longo alcance, armas de curtos alcance e metralhadoras, mesmo que seja necessária uma leu marcial". 

Marcus Pretzell, presidente do partido Alternativa para a Alemanha no oeste do estado Rhine-Westphalia, postou no Twitter: 

"Estes são Merkel está morto." 

Merkel que assistia a uma cerimônia de premiação para celebrar o Dia Internacional dos Imigrantes no dia do ataque, disse que estava "chocada e abalada" pela tragédia.




A abordagem de portas abertas a imigração da líder alemã, é fortemente criticada por aliados políticos e por inimigos, e pode selar o destino de Merkel caso o autor do atentado seja um imigrante liberado a entrar no país. 

Uma série de ataques violentos e crimes sexuais envolvendo imigrantes, endureceu a atitude do público alemão. 

Ataques 

Na véspera do Ano Novo de 2015, centenas de agressões sexuais, incluindo pelo menos 24 estupros, e numerosos roubos foram registrados na Alemanha, principalmente no centro da cidade de Colónia. 

Incidentes semelhantes foram relatados em Hamburgo, Frankfurt, Dortmund, Düsseldorf, Stuttgart e Bielefeld. 

Em 18 de julho, um refugiado afegão de 17 anos de idade, empunhando um machado e uma faca, atacou passageiros em um trem no sul da Alemanha, ferindo gravemente quatro, antes de ser morto a tiros pela polícia. O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque. 

Quatro dias depois, um atirador alemão-iraniano de 18 anos de idade, aparentemente agindo sozinho, matou nove pessoas em Munique. 

O adolescente não tinha vínculos islâmicos, mas estava obcecado com assassinatos em massa. 

O ataque foi realizado no quinto aniversário dos ataques duplos Norueguês do assassino em massa Anders Breivik, que matou 77 pessoas. 

Em 24 de julho, um jovem refugiado sírio de 21 anos, foi preso depois de matar uma mulher grávida e ferindo duas pessoas com um facão na cidade alemã no sudoeste de Reutlingen, perto de Stuttgart. 

Nesse mesmo dia, um homem sírio feriu 15 pessoas, quando ele cometeu um ataque suicida com explosivos em um festival de música em Ansbach, no sul da Alemanha. O Estado Islâmico também reivindicou a responsabilidade pelo ataque. 

A presença de quase um milhão de imigrantes recentes na Alemanha, serviu para desencadear o aumento em apoio a partidos de extrema direita, o que ocorreu nos anos de 1930. 

O Ataque terrorista a feira de natal, poderia significar a ruína de Merkel chegar a um quarto mandato no próximo ano. 

A Emissora local RBB citando serviços de segurança, disse que o motorista do caminhão na qual foi preso, não é o culpado segundo a polícia, ele veio para a Alemanha através de Passau, uma cidade na fronteira com a Áustria, na véspera do Ano Novo de 2015. 

Daniel Hamilton, diretor executivo do Centro para as Relações Transatlânticas na Johns Hopkins School of Advanced International Studies em Washington, disse que o ataque elevará a pressão sobre Merkel. 

Falando com Bloomberg, ele disse: 

"A Alemanha não vê um ataque como este, que matou um monte de gente há bastante tempo, tão claramente haverá pressão sobre ela." 

"Mas haverá também uma sensação de que os europeus estão juntos nessa, que é uma ameaça comum." 

O ataque em Berlim vem cinco meses após o extremista tunisiano Mohamed Lahouaiej Bouhlel jogar um caminhão contra uma multidão em frente ao mar de Nice, matando 86 pessoas. 

A Alemanha deve assumir que o atentado com o caminhão no mercado de Natal em Berlim foi um "ataque terrorista", disse a chanceler Merkel nesta terça-feira (20), enquanto as autoridades expressaram incerteza sobre se eles prenderam o suspeito correto. 

Doze pessoas foram mortas e cerca de 50 ficaram feridas quando o caminhão entrou no mercado popular de Natal repleto de turistas e moradores locais fora da Igreja Memorial Kaiser Wilhelm, perto da estação Zoo de Berlim na segunda-feira (19). 

A polícia deteve um requerente de asilo a partir do Paquistão pouco depois, mas ele negou envolvimento, disse o ministro do Interior, Thomas de Maizière. 

O homem tinha entrado na Alemanha em 31 de dezembro do ano passado e chegou a Berlim em fevereiro. 

Estado Islâmico

O Estado Islâmico assumiu a autoria do atentado em Berlim. A organização terrorista divulgou um comunicado em sua agência, Amaq, pouco depois de a polícia liberar, sem acusações, o único suspeito que havia detido, segundo informou a promotoria.



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui ou deixe sua opinião.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Sobre Mim

Minha foto
UMA PESSOA SINCERA, TEMENTE A DEUS E SERVO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. INTIMIDADE ALÉM DAS APARÊNCIAS!!!! APOIO OS SEGUINTES LINKS: (www.observandoanovaordem.blogspot.com/) (www.simceros.org/) CANAL OTANERY1, DO YOU TUBE.

Blogger Themes

Total de visualizações de página

Seguidores deste canal

Arquivo Geral do Blog

Minha lista de Sites e Blogs Parceiros

Translate this page

Receba notícias em seu e-mail

Hora Certa

Elite Maldita

Subscribe here to get our newsletter in your inbox, it is safe and EASY!

UOL AFILIADOS

LOMADEE.COM

LOMEDEE.COM